Voando com a Siberian Airlines (S7)

por Jackie Mota 16.dez.2014

Quando estávamos em Madrid uma amiga compartilhou essa notícia aqui: um vídeo mostrava passageiros empurrando o avião que havia congelado na pista na Sibéria, na Rússia. Vi o título e comentei com o Rômulo que esperava que não fosse a Siberian Airlines. E o Rômulo me responde todo gaiato: mas quem é que viaja com a Siberian Airlines, também, né? Apenas olhei pra ele e respondi: você! É que nós tínhamos um vôo com a Siberian Airlines no dia seguinte, de Madrid para Moscou.

O que o Rômulo não tinha atinado ainda é que Siberian Airlines é o nome completo da famosa S7, a companhia que fez a alegria dos brasileiros caçadores de promoções aéreas vendendo passagens do Rio e São Paulo para Moscou por R$ 1,2 mil (já com taxas!) no início de 2014. Nós compramos esse bilhete (com a dica do Melhores Destinos) e depois do primeiro trecho (Rio de Janeiro-Madrid vindo com a Iberia – leia aqui) voamos de Madrid a Moscou com a S7.

Captura de Tela 2014-12-15 às 21.55.01

Nosso vôo saiu do aeroporto de Barajas e chegou em Moscou pelo aeroporto de Domodedovo. O vôo com duração de 5 horas foi feito em um Airbus 320, com configuração 3 x 3. Também não tínhamos marcado os assentos, mas ficamos juntos e eu fiquei no corredor, como prefiro.

A diferença desse vôo para o trecho feito com a Ibéria foi a franquia de bagagem. No Rio nós não despachamos, embarcando cada um com uma mochila (a do Rômulo estava leve, mas a minha estava pesadíssima com computador e câmera, lentes, GoPro etc) e uma mala de bordo, com 8 kg cada. Em Barajas a S7 nos obrigou a despachar as malas, pois a franquia de bordo era de apenas 7kg. Para a bagagem despachada estavam permitindo apenas 23 Kg.

As poltronas eram a mesma coisa, classe econômica, ok para um vôo com essa duração. Mas não tinha sistema de entretenimento nenhum, apenas uma revista.

O serviço de bordo começou com a oferta de bebidas – suco ou água – e seguiu com um almoço/janta. A opção era um arroz com frango ou um strogonoff de carne, mas a aeromoça só informava em inglês “frango ou carne”. E sem simpatia, tá? Como não sabia que a “carne”era strogonoff, fui de frango. Pausa na emoção da pessoa quando olhou pro lado e viu na mesinha do marido o strogonoffe. Gente, é um dos meus pratos preferidos e a primeira vez que eu comia um verdadeiramente feito na rússia. Sim, claro que eu comi, marido me cedeu, né, logicamente. Bom, estava bem gostoso. O prato quente era acompanhado de salada, pão, manteiga, queijo, biscoitos cream cracker e uma mousse de sobremesa.

A diversão ficou por conta dos russos aplaudindo a aterrissagem. Meu amigo que mora aqui disse que isso é comum nos voos.

Assim que o avião aterrissou todos começaram a vestira seus casacos, luvas, gorros etc. E eu fiquei apenas observando e pensando “não colocarei nada”, porque estava um calor absurdo no avião. Mas aí começa o desembarque e tcharan: bem vindos aos -10 graus russos! Sim, descemos na pista sob um vento e nessa temperatura, nosso primeiro contato com o inverno russo. Mas a gente riu tanto que até esquentou (risos).

Dica: Vista-se em camadas para viajar de e pela Rússia. Normalmente o aquecimento fica super alto dentro do avião, trem, ônibus e é preciso ir se despindo. Mas é quente mesmo, gente. Calor. De verdade. E  aí pode acontecer como foi conosco e você desembarcar direto na pista, então esteja preparado para temperaturas bem diferentes.

A imigração foi tranquilíssima, pois brasileiros não precisam de visto para entrar na Rússia, então os europeus ficaram com a fila dessa vez e a gente passou bem rapidinho. Recolhemos nossa bagagem em poucos minutos e saímos para nosso primeiro contato com esse novo país.

Leia aqui como foi o trecho dessa viagem com a Iberia

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

PROMOÇÃO atual: Até dia 21/10 a Seguros Promo está com DEZ % de desconto! Clique aqui e use o cupom SEGURA 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela;
    Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil.
    O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post.
    E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem por esse link que te dá 10% de desconto e você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto.

Compre já e economize!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.