Viagem pet friendly: Angela e Thesco em Campos do Jordão

por Jackie Mota 03.fev.2014

 

A Angela enviou para a gente um relato muito bacana de viagem com cachorro. Ela foi com seu Thesco para Campos do Jordão e conseguiu aproveitar bastante a viagem, todos juntos, como ela mesmo diz que deve ser: família completa. Adoramos as dicas e já ficamos morrendo de vontade de conhecer a cidade. Leiam o relato e vejam as fotos do fofo do Thesco abaixo. Muito obrigada pelo relato, Angela.

Campos do Jordão por Angela e Thesco

Sempre que possível (e eu faço tudo para que seja possível), eu e meu marido viajamos com nosso filho canino – o Thesco! (Francesco de registro, mas Thesco de coração). Ele é um dachshund  pelo curto arlequim – o amor da minha vida!

Thesco iniciou sua vidinha já nas estradas. Ele nasceu em Itapetininga da Serra, no interior de São Paulo e aos 70 dias já estava no meu carro, vindo para o Rio de Janeiro. Embora paulista de nascimento, mostrou-se um carioca e tanto:  adora uma praia ou uma corrida no Aterro de Flamengo! Passear de moto com os pais também é mega divertido, mas para isso todos os equipamentos de segurança são observados.

thesco aterro

thesco moto

Alguns meses depois de sua chegada, e já ambientado em solo carioca, Thesco seguiu para uma primeira aventura, voltando para terras paulistas até Campos do Jordão, onde passamos um final de semana incrível!

A viagem não foi, exatamente, uma tranquilidade, pois o então filhotão ainda enjoava na serra e não se conformava em ficar no banco traseiro, o que nos fez parar por várias vezes – ou para acalmá-lo e aliviar a tensão ou para limpar o vômito do banco … nem tudo são flores, não é mesmo?

Bem, enfim, chegamos ao destino e fomos super bem recebidos no Hotel Surya Pan, que fica no Alto da Boa Vista. Eu já havia me certificado que Thesco seria acomodado em nosso bangalô sem problemas (Quase morro de ódio quando ligo para um hotel e pergunto sobre a possibilidade de levar o cachorro e eles respondem: – claro, pode trazer sim, pois temos um canil na parte externa… Ora, faça-me o favor, se fosse para deixar meu cão em um espaço apertado e frio, o deixaria em casa! Ufa! Pronto, agora estou aliviada! Falei!).

Bom, voltando ao hotel: o lugar é lindo, dentro de uma reserva, com espaço de sobra para correr ele correr solto, onde os empregados são amáveis com os animais e onde os primeiros a nos receberem foram Sininho e Fiduma! Leia-se: Uma mestiça e um border collie.  Na recepção tem caminha e potes de água para eles e os visitantes. Encontramos outros casais com cães (alguns com mais de um) e todos passeávamos com eles pela propriedade que possui ainda um lago e um lindo campo com vista para a pedra do baú.

thesco lago thesco jardim thesco fiduma thesco sininho

Passear pela cidade não foi problema. Thesco é muito comportado e não incomoda as pessoas (na verdade ele é medroso!). Também mantém distância segura de outros cães, evitando problemas.

Nossa primeira refeição foi no tracidional Baden-Baden onde ficamos sentados nas mesinhas externas (onde é mais gostoso mesmo), com Thesco no colo, sem qualquer incomodo para os empregados da casa ou outros clientes.

thesco capivari thesco cachoeira thesco cj

À noite contamos com a companhia de Fiduma no bangalô, pois ele não se conformou em deixar o novo amigo sozinho – apenas tivemos de colocá-lo para dormir do lado de fora por recomendação dos empregados do hotel, tendo em vista que experiências passadas não tiveram um final muito feliz, segundo contaram (parece que ele promoveu uma pequena mudança na decoração do ambiente…).

No dia seguinte, passeamos pelos principais pontos turísticos que, em Campos do Jordão, são ao ar livre, então, mais uma vez, tudo certo!

Na hora do almoço, fomos ao centrinho – Capivari -, procuramos por um restaurante que aceitasse os três. E não foi difícil encontrar. Meu marido tinha uma recomendação de um restaurante e fomos ver se poderíamos ficar com Thesco. Como era cedo, não tivemos problemas em conseguir uma mesa na varanda, no cantinho, onde ele não incomodaria e não seria incomodado – e o legal é que a varanda era de vidro e ele pode ficar apreciando as modas, mesmo estando embaixo da mesa. Esse restaurante é o La Gália, que também recomendo.

Naquela noite resolvemos que Thesco ficaria no hotel para podermos ter um jantar mais intimista. Ele já estava mega cansado das aventuras do dia e ficaria muito tranquilamente dormindo até voltarmos. Assim foi feito e deu tudo certo. Avisamos na recepção que ele estava ficando, deixamos nosso telefone e combinamos que qualquer coisa nos ligassem (essa era a primeira vez que ele ficava sozinho em um ambiente estranho e sem a nossa presença. Depois dessa vez aprendemos que ele fica muitíssimo bem e passamos a relaxar.)

Bom, esse foi o primeiro de muitos finais de semana que passamos fora de casa, todos juntos, como deve ser uma família. Já voltamos ao mesmo hotel mais uma vez, renovando a experiência agradável que tivemos e, como não poderia deixar de ser, tudo correu como pretendido.

Leia sobre outras viagens com cachorro aqui

Reserve hotéis que aceitam cachorro pelo Booking*

Texto: Angela; Edição: Jackie; Fotos: Arquivo pessoal da Angela

*Fazemos parte do programa de afiliados do Booking, o que significa que quando você reserva seu hotel através do nosso link você não paga nada a mais, mas nosso site recebe uma comissão. Agradecemos o apoio!

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela. Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil. O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post. E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem, onde você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto. Compre já e economize!

PROMOÇÃO: 10% de desconto + 5%OFF para pagamento via boleto para viagens feitas até 4 de fevereiro. Clique nesse link e use o cupom FERIAS na página de pagamento. 



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. Christiany
    20 jan 2016

    Oi Angela adorei o seu relato, tenho uma shitzu de 11 meses eu estou preocupada pois vai ser nossa primeira viagem com ela. Estamos indo para Campos do Jordao no carnaval ja nos certificamos que aceita a nossa pet, mas tem os restaurantes e passeios que ainda nao sei se ela podera ir. Gostaria dessas informacoes se vc puder me ajudar. Obrigada por enquanto.
    Chris.

  2. Carolina
    25 jun 2015

    Amei o relato!

    Quais os pontos turísticos levou seu pet? Sabe os que permitem a estrada deles?

  3. Marcia Cristina Takahata
    24 fev 2015

    Adorei a história de vcs, eu tb tenho meu filho de 4 patas e onde eu vou levo ele e estou querendo ir para Campos do Jordão novamente e dessa vez levar ele,só que não estou conseguindo hotel…boas aventuras para vcs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.