Um dia em Madrid

por Jackie Mota 25.dez.2014

Nossa viagem de dezembro começou com Madrid, onde tínhamos um stopover de um dia. Confesso que a cidade, e a Espanha mesmo, nunca estiveram nas nossas prioridades e realmente só fomos porque era a escala do nosso vôo  para a Rússia. Ficamos apenas 1 dia juntos na cidade; Rômulo ficou mais um dia, sozinho, depois. Eu adoraria dizer que tinha me enganado e que deveria ter colocado Madrid no alto da nossa lista, mas não é o caso. Também não posso dizer que não gostei da cidade, pois sequer tenho defeitos para apontar. Mas a verdade é que ficando apenas um dia na cidade, eu esperava sair de lá morrendo de vontade de voltar para ver de verdade o lugar, mas iso não aconteceu. Acho que pesou para minha sensação de “apenas um lugar legal” o fato de estar chovendo muito e muita coisa estar ou fechada ou em obras. Bom, pelo menos teremos uma nova chance, Madrid e nós, pois voltaremos para lá em fevereiro para mais uns 3 dias.

Madrid em um dia

Marco 0 na Puerta del Sol

madrid urso

Estátua símbolo de Madrid na Puerta del Sol

Uma coisa que sem dúvida eu curti em Madrid foi a facilidade de transporte. Chegamos com a Iberia pelo aeroporto de Barajas e chegamos bem rápido e facilmente de metrô ao nosso hotel, o Hostal Go Inn Madrid. Também gostei bastante do tratamento dos espanhóis conosco e de conseguir fazer esse primeiro dia praticamente todo a pé a partir do nosso hotel.

Depois do check in, fomos em poucos minutos à um dos principais pontos turísticos de Madrid, a  Puerta del Sol. O local é conhecido assim pelo prédio que carrega esse nome e que é resquício da origem de Madrid. Ali na frente está o marco zero da cidade. Ao redor, há uma praça, bem movimentada e outro ponto turístico: a estátua O Urso e o Madroño (um tipo de árvore), que é símbolo da cidade. No dia que passamos na cidade praça já estava enfeitada para o Natal.

puerta del sol um dia em madrid

Puerta del sol, centrão turístico de Madrid

um dia em madrid dicas puerta del sol

Puerta del sol, centrão turístico de Madrid

Também nessa praça há uma estação nova de metrô que me lembrou o Louvre. Durante o dia até que ali estava vazio, mas à noite lotou. Ao redor da praça há várias lojas como El Corte Inglés, Vodafone, óticas e uma dica para usar wi-fi gratuito ali é a Apple.

Da Puerta del Sol andamos a pé até a Plaza Mayor. Tinha ouvido muita gente falando da beleza da praça,  comparada à Place de Voges, em Paris, então foi bem decepcionante. Havia vários trechos das fachadas com tapumes e no centro um mercado de natal que não embelezava em nada a praça.

mercado de san miguel madrid

Rômulo na porta do mercado: mas o moço ao lado achou que eu estava fotografando ele rs

mercado sao miguel madrid 2

Mercado de San Miguel

madrid em um dia mercado sao miguel

Jamón sendo cortado na hora

Nem nos demoramos ali e atravessamos logo para o Mercado de São Miguel. Esse mercado é mais recente e uma construção linda. A estrutura é de ferro (lembrei das estruturas de ferro pré-montadas vendidas da Europa para a América do Sul, que podem ser vistas no Brasil, em Belém, e na Argentina, em Buenos Aires). O espaço lindo, uma coisa mais da moda, ou o famigerado “gourmet”, com vários estandes que vendem de tudo, desde frios, presuntos, salsichas e linguiças, a carne mesmo, frutos do mar, muita opção de bebida como vinhos, sangrias e drinks. Dali eu gostei, mas deu para ver que era algo mais para turistas, até mesmo pelos preços (achei, em geral, Madrid bem barata, mas o mercado foi uma exceção). Comemos jamón fatiado na hora e cuñas de queijo com pão e bebemos vinhos oloroso (muito forte!) e moscatel.

o que fazer em madrid em um dia mercado sao miguel

Detalhe no Mercado de San Miguel

um dia em madrid mercado sao miguel

Detalhe no Mercado de San Miguel

madrid mercado sao miguel

Detalhe no Mercado de San Miguel

Do mercado, voltamos a andar pela Calle Mayor, até a Catedral de Almudema. Queríamos subir para ter uma boa vista da cidade, mas estava fechada para isso. Também fechado estava o Palácio Real, logo em frente, porque havia um evento oficial. Foi uma pena porque também havia lido que o interior é belíssimo. Entramos na Catedral, que é bem bonita, e me lembrou o livro “The Pilars of the Earth”), do Ken Follet. A construção é interessante, e me pareceu gótica, mas depois li que ela mistura vários estilos arquitetônicos, pois tomou diversas construções como referência, sendo mais recente: foi construída já no final do século XIX.

madrid catedral

Catedral de Almudema

catedral um dia em madrid dicas

Interior da catedral

o que fazer em madrid um dia palácio real

Palácio Real visto pelos fundos

o que fazer em um dia em madrid palácio real

O palácio e pôr do sol

Saímos os três em direção a um dos pontos que eu mais queria visitar e que realmente adorei: o Templo de Debod. O templo foi trazido do Egito, em pedaços, e remontado ali, em cima de uma colina. Achei super bacana. No caminho passamos por trás do Palácio Real, que achei mais bonito por esse ângulo, com seus jardins. Vimos o pôr do sol dali e seguimos passando pela Plaza de España e Plaza del Oriente.

um dia em madrid templo debod

O lindo Templo de Debod, trazido do Egito e remontado em Madrid

o que fazer em madrid em um dia templo debob o que fazer em um dia em madrid templo debod

Voltamos à Plaza de Espanã onde pegamos o metrô pro Museu Reina Sofía, que às segundas e de quartas a sábados fecha mais tarde,  às 21h. Nestes dias o Museu também é gratuito após as 19h. Descemos na estação Atocha (a do metro; a de trem fica em frente e é lindíssima, o Rômulo visitou sozinho depois). Ao contrário do que eu esperava, não estava tão cheio.

O Museu é realmente bonito e muito bem organizado. Como já chegamos tarde, vimos apenas as peças mais famosas, como Guernica e as obras do Picasso, Miró, Dalí e gostei muito de uma sala de fotografias de Guerra, incluindo a mais famosa de Robert Capa.

reina sofia um dia em madrid

O Reina Sofía

madrid um dia o que fazer e ver

O lindíssimo Metropolis, na Calle de Alcalá

edificion metropolis madrid

Edifício Metropolis

Saímos do museu e fomos andando até a Plaza Cibeles, outro ponto sobre o qual tinha ouvido elogios, mas não achei tão bonita também. Já virando na Calle de Alcalá, fiquei encantada. Achei essa rua linda! Na esquina está o prédio do Banco de Espanha, depois o Instituto Cervantes e mais à frente o Edifício Metropolis. A Gran Vía, que faz esquina a partir dali já estava enfeitada para o Natal.

Descemos um pouco pela Gran Vía e depois voltamos para a Alcalá, e fomos andando até a Puerta del Sol, passando direto pela Plaza Mayor até a Calle Cuchinilo. Nosso objetivo era jantar no El Sobrinho de Botín, conhecido como o restaurante mais antigo do mundo. AAchei essa rua bem bacana. São várias tavernas no mesmo estilo e estava bem movimentada à noite.

24 horas um dia em Madrid Espanha o que fazer dicas

Restaurante El Botín

madrid el botin restaurante onde comer

Ambiente interno do El Botín

um dia em madrid el botin

Ambiente interno do El Botín

A história do El Botín é que ele tem o título, pelo Guiness Book, de restaurante mais antigo do mundo. A casa funciona desde 1725. Não fizemos reserva no El Botín, mas conseguimos uma mesa para 3 sem demora, no segundo andar. Adorei a comida! Comi sopa de alho com jamón e ovo (9 euros), tão gostosa que pretendo repetir quando voltar à cidade. O pão (1,60 euro) também era delicioso, crocante por fora, quentinho e macio por dentro, super saboroso. Para o prato principal escolhi o prato mais tradicional da casa, o Cochinilo clássico (24 euros). O prato é um leitão marinado no leite por dias e depois assado e vem acompanhado de batatas. Romulo e Mariana pediram solomiso (26 euros), que é filé mignon, e vinha com batatas e pimentão. Bebemos vinho (26 euros) e uma água grande (3 euros).

madrid el botin restaurante

Pratos do Botín

restaurante el botin madrid leitão

A estrela do Botín: leitão assado

E assim acabou nossa noite. Voltamos a pé até a Puerta del Sol, que estava fervendo, e depois até o hotel.

No dia seguinte nosso plano era ir cedinho dar uma olhada no Parque del Retiro, que muitos amigos me recomendaram. Mas chovia ainda mais nesse dia, então decidimos dormir até tarde e torcer por um tempo melhor na nossa próxima visita. Saímos apenas para tomar café logo em frente ao nosso hotel e descemos até a Puerta del sol olhando algumas lojas, como a Bershta, sapatarias e óticas. Depois pegamos o metrô e voltamos para o aeroporto rumo a Moscou.

Na nossa próxima parada em Madri pretendo visitar o Museu del Prado, o Parque del Retiro e o Palácio Real e dar um pulo na vizinha Toledo, que minha amiga Mariana foi conhecer e, esta sim, me despertou muita vontade de ir conhecer.

madrid urso 2

Com o símbolo de Madrid. Será que eu me apaixono pela cidade na próxima vez?

E você, tem alguma dica de Madrid que pode fazer com que eu me apaixone pela cidade?
Deixe aqui nos comentários! Obrigada =)

Leia também: Hostal Go Inn Madrid

Voando Iberia 

Voando S7 de Madrid a Moscou 

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela. Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil. O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post. E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem, onde você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto. Compre já e economize!

PROMOÇÃO: 10% de desconto nos seguros para viagens com início ou término entre 18 de dezembro de 2018 e 4 de fevereiro de 2019.
É só utilizar o cupom FERIAS na Seguros Promo!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. Pingback: Viagem sozinha pela Andaluzia - dicas de roteiro, custos e hotéis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.