Os templos de Bagan: fotos para sonhar

por Jackie Mota 08.abr.2015

Uma foto de um vôo de balão sobre os templos de Bagan foi responsável pela minha paixão arrebatadora por esse destino. Pelo pouco que conhecia da Ásia, especialmente sobre Angkor Wat, no Cambodja, eu criei uma expectativa de que iria visitar uma área de ruínas. Mas o Sítio Arqueológico de Bagan, ao contrário do que o nome pode parecer comunicar, não sé só uma lembrança de uma civilização antiga, espaços esquecidos e unicamente admirados como relíquias do passado. Os templos permaneceram sempre realmente usados pelo povo local como espaços de religiosidade. Em vários locais a que fomos encontramos gente em oração e, nos mais famosos, até mesmo um movimento considerável de birmaneses vindos de outras partes. Então, é bem legal mesmo ver as pessoas peregrinando e fazendo algo que é um hábito dessa cultura tão diferente. Além claro, dos templos serem locais em que ficamos embasbacados com a beleza e detalhes arquitetônicos.

Nunca ouviu falar do Myanmar? Conheça aqui a história do país

templos de bagan

Um grupo de pagodas

templos de bagan

É verdade que muitos templos não recebem manutenção propriamente dita. Uma coisa super comum, por exemplo, é encontrar cocô de morcego pelo chão, o que só me dei conta no segundo dia e, lembrem-se: só se pode entrar nos templos descalços. Bom, alguns templos estão, sim, em péssimas condições, outros estão fechados e há ainda uma questão controversa, a da interferência no patrimônio pelo governo birmanês na década de 90. Naquela época, foram reconstruídos alguns espaços e a Unesco criticou fortemente o processo.

Outra coisa interessante é a variedade. Há templos, estupas, pagodes, conjunto de pagodes e prédios de material e estilos bem diversos. Isso se deve ao fato de que os templos foram construídos ao longo de séculos, então o estilo mudou ao longo do tempo. No interior, alguns são vazios, outros contêm mais de um andar, outros abrigam estátuas, pinturas em estuque, murais e afrescos e há até alguns com subterrâneos.

templos de bagan

Detalhe de templo

templos de bagan

Marido lá em cima de um dos escaláveis

Não acho necessário fazer uma lista de templos a se visitar, pois cada um é interessante a seu modo e eu, particularmente, gostei muito de visitar os que estavam desertos. Estar naquele mar de templos e olhar a imensidão da paisagem e não ver nenhuma outra pessoa por perto era arrebatador. Os mais famosos – Ananda, Schwezigon, Thatbyinnyu e o Shwezandaen para o pôr do sol é onde você vai encontrar os turistas. Mas, mesmo nos mais famosos, a quantidade de turistas era muito pequena se comparada com os templos da Tailândia ou Cambodja.

Além dos templos que cito abaixo, visitamos uns outros 1o. Algumas visitas eram rápidas, pois o interior não tinha grandes detalhes, em outros demorávamos um pouco mais para descobrir os cantinhos, estátuas com simbologias, para escalá-los. A maioria dos templos não têm placa com o nome no nosso alfabeto, exceto esses mais famosos que citei. De alguns compartilho um pouco da história que aprendi nos guias – usamos o Lonely Planet do Myanmar e o Pictorial Guide to Bagan, comprado em Bagan mesmo – com nosso motorista Aung Aung e com os moradores locais e, além disso, compartilho muitas, muitas fotos, pois esse lugar merece o registro de cada detalhe.

Os templos de Bagan

Kondawgyi e Thetkyamuni 

Nosso primeiro contato com os templos de Bagan! Ainda não estávamos fazendo o tour, mas apenas indo do aeroporto pro nosso hotel e o Aung Aung parou aqui para gente ver um templo de Bagan pela primeira vez. Esses templos são do século XIII e no interior há pinturas e murais.

templos de Bagan

O Templo Kondawgyi

templos de Bagan

Thetkyamuni, no canto da direita

templos de Bagan

Rômulo em sua primeira parada em Bagan: extasiado =)

Shwezigon Pagoda

O Shwezigon é impressionante! Parece uma versão menor (porque dizer em miniatura para esse negócio gigante é sacanagem) do Shwedagon Pagoda, em Yangon. A semelhança se deve à zedi dourada enorme, mas também porque o lugar na verdade é o complexo religioso mais importante da cidade, então a gente vê muita população local por lá.

Separe um bom tempo para a visita, porque tem muita coisa para ver além da estupa e não deixe de voltar à noite para vê-la iluminada. O que os birmaneses consideram mais sagrado aqui é uma área onde estão as imagens dos 37 Nat, que são espíritos reverenciados pelo povo.

templos de bagan

A estupa (ou zedi)

templos de bagan

Detalhe do complexo

templos de bagan

A vida local: mini monk na ronda das almas. Os monges não podem comprar nada, só se alimentam e vestem do que recebem. Por isso todos os dias andam pelas ruas pela manhã para recolher as doações, o que é chamado de ronda das almas.

templos de bagan

Crianças locais no complexo

templos de bagan

Um adulto dá água a um mini monge. Repare que o homem usa a “saia” local típica, o longyi

templos de bagan

Crianças com o rosto pintado pela tanaka, para proteger do sol

templos de bagan

No templo dos Nat

templos de bagan

Bagan com certeza foi onde mais fotografei na minha vida!

templos de bagan

Detalhe no complexo

templos de Bagan

Entrada do Shwezigon

templos de bagan

Mais detalhes

templos de bagan

Realizando meu sonho de passar meu aniversário em Bagan!

templos de bagan

Detalhe na sala dos nat

Buledi

Também conhecido como Templo 394, esse templo é “escalável”, ou seja, dá para subir até o terraço. É uma das boas opções para se ver o pôr do sol.

templos de Bagan

O templo Buledi

templos de Bagan

Vista de cima do Buledi

templos de Bagan

Subindo no templo Buledi

templos de Bagan

Caminhando por entre os templos

Sulamani

Fica na vila de Minanthu e era visível de lá do Buledi, por isso pedimos ao Aung Aung pra ir vê-lo. Data do século XII. Ele lembra o mais famoso Thatbyinnyu.

templos de bagan

Lindíssimo

 

Htilominlo Temple

Foi um dos meus preferidos e deve ser um dos mais movimentados, pois tinha umas lojinhas de souvenir do lado de fora. Mas quando fomos, as únicas pessoas que encontramos foram os próprios vendedores rs.

Construído em 1218, esse templo é cheio de cantos fotogênicos e segredos. Ele marca o lugar onde o rei Nantaungmya foi escolhido entre cinco irmão para reinar. Tem corredores abobadados e quando você aproxima a luz descobre afrescos no teto. Há muitas salas que abrigam estátuas diferentes de Buda. Em uma dessas salas encontramos um vendedor de folhas de ouro (sim, ouro mesmo). É uma tradição colar as folhinhas no Buda como forma de reverência. Claro que fizemos isso, né?

templos de bagan

Templo Htilominlo

templos de bagan

O portão do templo

templos de bagan

Detalhe externo

templos de bagan

Inscrição no interior do templo

templos de bagan

Colando folhinha de ouro no Buda

templos de bagan

Corredor terminando nessa janela linda

templos de bagan

Estátua no interior do templo. As sombrinhas brancas também são objetos de devoção

templos de bagan

Detalhe no teto

templos de bagan

Estátua no interior

templos de bagan

Uma das minhas fotos preferidas em Bagan

templos de bagan

Vendedores na parte externa. Mas quando fomos não vimos ninguém por lá

Dhammayangyi

Esse é o maior dos templos de Bagan e data do século XII. A história diz que o Rei Narathu mandou construir esse templo para pagar seus pecados – coisa boba, tipo matar o pai, o irmão e uma de suas mulheres. Ele determinou que os tijolos fossem colocados tão juntos que nem sequer uma agulha conseguisse passar por entre eles. Os operários que falhavam na empreitada, tinham seus braços arrancados.

O templo tem uma estrutura parecida com o Ananda: são dois corredores que dão a volta no bloco central e quatro vestíbulos, em um em cada fachada. Os corredores internos são bloqueados – segundo alguns, fechados após o enterro do rei malvado lá dentro, e outros dizem que foi devido a problemas estruturais, para garantir que o templo não caísse mesmo.

O legal nesse templo é que as escadas estavam abertas, então pudemos ir ao segundo andar. Aqui ouvimos muitos morcegos, apesar do movimento, pois parece ser um dos que mais recebe turistas e tinha até uma placa em inglês com a história. Aqui compramos uma pintura feita com areia do rio. Depois encontramos a mesma pintura por um décimo do preço, mas a experiência tinha sido boa e estava com ótimo acabamento.

templos de bagan

Gautama e Maitreya, os Budas histórico e do futuro

templos de bagan

Entrada do Dhammayangyi

templos de bagan

Nosso amigo Rodrigo lá em cima

templos de bagan

Detalhe da parede de tijolos do rei malvado

templos de bagan

Interior

templos de bagan

Interior do templo

templos de bagan

Fachada

templos de bagan

Uma vendedora nesse templo

seguro_viagem_asia_200x200

 Ananda

O Ananda é o templo mais famoso e mais visitado e é vendido como o mais bonito de Bagan. É também um dos maiores e mais bem preservados. Teria sido construído entre 1090 e 1105 e seu exterior branco é lavado de tempos em tempos. O nome pode significar muito bonito ou também sabedoria.

O Ananda é ricamente decorado, com telhas, pináculos, portas esculpidas, imagens derivadas de textos Mon e uma série de estátuas de Buda. Aliás, aqui há várias estátuas, algumas originais, outras mais recentes, pois o templo já sofreu alguns percalços como incêndios. Há muita simbologia nas estátuas, que remetem à vida de Buda. A estátua mais impressionante é de um Buda em pé coberto de folhas de ouro.

lenda diz que o Rei Kyansittha pediu a santos hindus que fizessem o design de um templo para ele. Os santo, utilizando seus poderes da mente, o transportaram para um templo nos Himalaias e o Ananda foi construído segundo esse modelo. Quando o templo ficou pronto, o rei mandou matar os santos, para evitar que se fizessem cópias do Ananda.

templos de bagan

Ananda, que significa mais bonito.

templos de bagan

O Buda coberto de folhas de ouro no Ananda

templos de bagan

Detalhe no Ananda

templos de bagan

Detalhe no Ananda

templos de bagan

Pessoal fazendo a siesta na saída do templo rs

templos de bagan

No Myanmar também vendedor ambulante de biscoitinho com cheiro de chulé, dá pra ver ali no cantinho esquerdo? =p

templos de bagan

Detalhe

Thatbyinnyu Phaya

Outro dos templos famosos,  seu nome significa onisciência e ele é o mais alto de Bagan. Seu estilo é considerado intermediário; ele data do século XII. Segundo historiadores, ele não teria sido consagrado.

templos de bagan

Thatbyinnyu Phaya

templos de bagan

Thatbyinnyu Phaya

templos de bagan

Detalhes da fachada

templos de bagan

Detalhe

templos de bagan

Lá em cima, acompanhados de uma mini birmanesa

Myanmar Birmânia Burma Bagan Yangon 934

templos de bagan

Mini birmanesa tímida

 

Mahabodhi 

Do século XIII, tem a parte superior cheia de nichos onde estão estátuas de Budas sentados.

templos de bagan

Monge e birmanês na entrada do templo

templos de bagan

Detalhe

templos de bagan

Detalhes: estátuas na estrutura externa

Myanmar Birmânia Burma Bagan Yangon 1017 Myanmar Birmânia Burma Bagan Yangon 1028

Mingalazedi Paya

Esse tinha uma área bem grande, com uma estupa dourada, um templo e muitos terraços. Vimos uma escola funcionando ao lado.

templos de bagan

Book de namorados by Rodrigo

templos de bagan

Estupa dourada

templos de bagan

Mais um escalável

Myanmar Birmânia Burma Bagan Yangon 1143Myanmar Birmânia Burma Bagan Yangon 1098

 

Gaw Daw Palin Phaya

O nome significa plataforma de onde são prestadas homenagens. É um dos maiores templos de Bagan e data do período mais recente do Império, tendo sido modernizado e reconstruído após um terremoto em 1975. Esse é nível de conforto “turístico”, porque tem até tapete no chão para gente caminhar.

Myanmar Birmânia Burma Bagan Yangon 1069

templos de bagan

Nesse templo tinha um tapete para a gente andar; em outros nem tapete e ainda cocôs de morcego pelo chão rs

Já tá querendo ir agora pro Myanmar? Veja aqui as dicas práticas

Manuha e Nan Paya 

Esses dois templos visitamos juntos, ficam em Myinkaba e a entrada é super moderna, parece mais um parque. Só que os templos são bem antigos mesmo: datam de 1059! Manha foi um rei Mon que foi aprisionado pelo rei Anawrahta. Há um grande Buda deitado atrás do templo e outros três sentados na frente. As estátuas são bem desproporcionais para o pagoda e, segundo o Lonely Planet, isso seria proposital, para demonstrar o desconforto que Manuha sentiu aprisionado. Uma coisa legal aqui é que você pode subir por uma escada para conseguir ver o rosto do Buda sentado, que aparece sorrindo, enquanto de baixo parece sério. No Nan Paya  o destaque são os detalhes em alvenaria e arenito.

templos de Bagan

Não parece um parque de diversões?

templos de Bagan

Detalhes em alvenaria

templos de Bagan

O grande Buda deitado

templos de Bagan

O Buda sentado que do terreo parece estar sério. De cima, vê-se que ele sorri

templos de Bagan

Detalhe do templo

templos de Bagan

O pavão é um dos símbolos do Myanmar

Myanmar Birmânia Burma Bagan Yangon 1154 Myanmar Birmânia Burma Bagan Yangon 1171

Shwesandaw Paya

O nome significa cabelo sagrado dourado e a lenda diz que sua estupa guarda um cabelo de Buda, dado ao Rei Anawrahta como agradecimento por ter ajudado a evitar uma invasão Khmer.

Esse é o ponto mais famoso para ver o pôr do sol em Bagan. Foi aqui que encontramos os turistas que não vimos durante o dia todo. Estava lotado! O Shwesandaw parece uma pirâmide onde você pode subir e, lá de cima, ter uma vista panorâmica.

templos de bagan

Shwesandaw Paya

templos de bagan

Vista de cima do Shwesandaw

templos de bagan

Vista lá de cima

templos de bagan

Fim do dia em Bagan

templos de bagan

Vista lá de cima

templos de bagan

A noite cai

templos de bagantemplos de bagan

Alguns templos começam a ser acesos

Myanmar Birmânia Burma Bagan Yangon 1205

Bupaya

Esse seria um dos mais antigos de Bagan, datando do século III e teria sido construído junto com a própria cidade. Mas o que se vê atualmente foi restaurando após o terremoto de 1975.

templos de bagan

Tem placa em inglês!

templos de bagan

Estupa dourada no Bupaya

templos de bagan

Ele fica perto do Rio

Myanmar Birmânia Burma Bagan Yangon 1040

Thetkyamun, Kondawgyi Pahto e Kyauk Gu Ohnmin

Outro grupo entre os que mais gostei foram esses templos que ficam às margens do Rio Ayeyawardy. Nosso guia quis nos levar lá porque são os menos visitados, já que precisa ir de barco e depois ainda caminhar um pouco colina acima, e também porque eram bem interessantes. O Kyauk Gu Ohnmin, por exemplo, tinha subterrâneos, onde o povo local se protegeu dos ataques aéreos do Japão durante a Segunda Guerra Mundial. Com certeza valeu a pena a caminhada.

templos de bagan

Entrando na floresta

templos de bagan

O templo em cima da colina visto do barco

templos de bagan

Templo acessível por barco e trilha

templos de bagan

Nos subterrâneos

templos de bagan

Um dos templos na colina

templos de bagan

Detalhe

templos de bagan

Sozinhos na imensidão de Bagan

templos de bagan

Foto by Rodrigo: dá pra ver a felicidade no rosto (suado), né?

templos de bagan

Um dos dias mais felizes da minha vida

seguro_viagem_asia_468x60

Índice de posts sobre o Myanmar

Eu quero a newsletter do Viaje Sim!

Fotos: Viaje Sim!

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela. Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil. O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post. E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem, onde você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto. Compre já e economize!

PROMOÇÃO: 10% de desconto + 5%OFF para pagamento via boleto para viagens feitas até 4 de fevereiro. Clique nesse link e use o cupom FERIAS na página de pagamento. 



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. 02 ago 2017

    Boa tarde! Encontrei no seu blogue imensas dicas e a descrição perfeita de bagan. A forma como descreveu o guia é tudo o que sonhei num guia lá para mim. Poderia dar o contacto pf? Seria super importante para mim! Obrigada por tudo mas principalmente pelo blog inspiração !

    Oclichecorderosa.blogspot.pr

  2. Ricardo V
    28 jul 2017

    OlÁ Adorei o Post do seu blog,

    Vamos a Bagan fim de Agosto, seria possível ter o contacto do guia por favor?
    O meu email é o seguinte: rdlv_je89@hotmail.com

    Obrigado! 🙂

  3. Carlos Alberto de Oliveira
    18 maio 2017

    Jackie, espero que esteja tudo ótimo, gostei muito das suas publicações e irão me ajudar muito na viagem que estou planejando para Bagan.
    Você poderia me enviar o contato do Aung Aung.

    Grato,
    Carlos

  4. Renan Uehara
    20 fev 2017

    Ola Jackie!

    Estou indo para Myanmar em marco, pode me passar o contato do guia Aung Aung?

    Pergunta (possivelmente boba .. rs) -> a temperatura do chao nos templos era um problema? Pergunto isso ja que em marco eh quente e eh obrigatorio a retirada dos calcados dentro dos temploes certo?

    Obrigado e parabens pela organizacao dos posts! =)

  5. rachel
    05 fev 2017

    Estou amando as dicas de vocês sobre Myanmar! Vou para lá mês que vem… teria como vc me passar o contato do Aung Aung?
    Meu email é rachelfdeluca@gmail.com

    Obrigada

  6. MAÍRA
    10 nov 2016

    Olá

    Bom dia…

    Por favor, vc poderia me passar o contato do Aung Aung?
    Meu email é mairasfreitas@gmail.com

    Obrigada

    • 15 nov 2016

      Enviei =)
      boa viagem!

      • Fabiane
        29 jan 2017

        Jackie,
        Por favor, vc poderia me passar o contato do Aung Aung?

        obrigada

        Att
        Fabiane

  7. Leonardo Breguêz
    12 out 2016

    Olá Jackie! Achamos seu blog e estamos encantados. Parabéns pela dedicação e pelo capricho. Eu e minha esposa estamos indo pra Myanmar em dezembro. Vamos a BKK, Siem Reap e vamos pra Myanmar entrando por Yangon. Daí faremos Inle Lake, Bagan e Mandalay. O interesse por Myanmar surgiu ao ver uma reportagem sobre o país, mais precisamente quando o reporter voou de balão em Bagan. Ficaremos 3 dias e duas noites por lá. Acha que é um tempo razoável? Gostaria muito do contato do seu guia lá! Desde já agradeço.

    • 17 out 2016

      Oi Leonardo, obrigada pelo elogio. Tenho mt carinho por esse país =)
      3 dias e duas noites é em Bagan apenas ou Myanmar inteiro? Pro pais inteiro não dá não, pra Bagan sim, esta ótimo. Eu indico sempre o roteiro “apertado”de 2 dias e 2 noites em Bagan, e idealmente 3 dias e duas noites.
      Massa teu roteiro!
      Estou enviando o email do guia por email.
      Boa viagem =)
      abs!

  8. gabriela
    26 set 2016

    olá Jackie estou indo pra Bagan em dezembro, pode me mandar o contato do Aung Aung?

  9. Fran Hardy
    03 set 2016

    Jackie, por favor, poderia me passar o contato do motorista?
    Ah………… anotei todas suas dicas. Super preciosas.
    Agora, com esse terremoto exatamente em Bagan e a danificação de muitos templos….ô, dó!

    • 06 out 2016

      Pois é, mt dó com esse terremoto. Mas tb mostra como os templos soa incríveis sobrevivendo lá ha séculos, né?
      email enviado!

  10. Fran Hardy
    26 ago 2016

    Oi, Jackie.
    Planejando viagem a Myanmar em novembro, mas há detalhes que dependem de sua informação generosa. Dá pra informar o contato com o Aung Aung? Grata.

  11. eduardo malta
    19 ago 2016

    Ola Jackie!
    Irei a Mianmar em dezembro, apos ter visitado Malasia e antes de Tailandia, ou seja, partirei de Kuala Lumpur em direcao a Yangon (primeira parada), e depois sigo para Bagan (ultima parada em Mianmar), antes de embarcar pra BKK. Duvida: tenho 5 dias / 4 noites para Mianmar; na sua opiniao devo incluir Mandalay, visto sua proximidade a Bagan? Como vc distribuiria esses dias de viagem em Mianmar? Ah, e por favor me passe o contato de Aung Aung, seu motorista/guia.
    Parabens pelo blog, e obrigado pela atencao!
    Eduardo

    • 06 out 2016

      Oi Eduardo, olha, nao da pra incluir mandalay nao. com esses dias da pra fazer o roteiro apertadinho como o nosso yangon/bagan. Dois dias é o mínimo em cada lugar, com um dia a mais vc so consegue fazer menos corrido, parar pra comer com mais calma etc ou de repente ir ao Monte Popa ou um monasterio perto de Bagan, mas pegar outro transporte outra cidade não dá.
      E vc vai ver que vai querer ter ficado mais do que dois dias =)
      to enviando o contato.
      abs,

  12. Brena
    07 jan 2016

    Olá! Se você tivesse que escolher entre Bagan e Yangon qual cidade escolheria?

    • 07 jan 2016

      Acho que nesse caso, Bagan. Mas vc me põe numa situação difícil! rs embora eu diga que Bagan foi o lugar mais incrível em que já estive, é em Yangon que está o templo mais inesquecível. Mas acho que escolheria Bagan pelo conjunto, pela mágica da cidade.
      bjs,

  13. Cinthia
    31 jul 2015

    Oi Jackie!!! Estou indo para Myanmar daqui uns dias. Gostaria do contato do Aung Aung. Muito obrigada por todas as dicas do blog! Serão muito úteis.
    Bjos,
    Cinthia

    • 31 jul 2015

      Te mandei agorinha por email. Aproveite a viagem!
      bjs,

      • Jackie,

        Tudo bem? Estamos indo para Myanmar em 15 dias, poderia nos passar o contato do seu guia Aung Aung?

        Obrigada!

        Beijo.

      • 26 out 2015

        OI Maria, estou enviando agorinha. beijos e boa viagem!

      • cinnara
        01 nov 2015

        Oi, nossa perfeito seus posts sobre myanmar. to indo agora dia 20-11 e gostaria o contato do seu guia, por favor.

      • 17 nov 2015

        enviado!

      • Nathali
        07 dez 2015

        Oi Jackie, obrigada pelos posts sore Myanmar, eles têm me auxiliado a montar o roteiro, viajo pra lá em Abril 2016; tenho 2 pedidos:
        – Também quero a indicação do Aung Aung assim como todo mundo que veio comentar rs 🙂
        – Me planejei para ficar 2 dias inteiros em Mandalay, 2 em Bagan e 2 em Yangon; você considera o tempo adequado para visitar os templos de Bagan?

        Obrigada novamente,
        Nath

      • 10 dez 2015

        OI Nathali, estou enviando o contato agorinha.
        Dá sim, no esquema corridinho como nós fizemos, mas dá pra ver bastante coisa e se apaixonar por esse lugar =)
        beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.