Stopover: O que é e como comprar

por Jackie Mota 11.out.2013

Todo mundo sabe que adoro economizar em passagens aéreas e para isso minha principal estratégia é utilizar as famosas milhas. Mas há outras formas de fazer nosso dinheirinho render nessa área e uma palavrinha que me faz imensamente feliz é o stopover. O Stopover nada mais é que a possibilidade de desembarcar em uma das escalas/conexões de sua viagem, sem custo extra. Por exemplo, indo do Rio de Janeiro para Londres em um vôo com escala em Lisboa, você poder descer em Lisboa, ficar alguns dias na cidade, depois embarcar de novo de Lisboa para Londres e não pagar nada a mais por isso. Resumindo, adicionar um destino na sua viagem sem custo. Demais né?

Eu descobri o stopover quando preparava minha primeira viagem internacional com o Rômulo, justamente neste trecho, Rio-Londres, com escala em Lisboa, pela Tap. Combinado ao open jaw – que é quando a sua passagem tem uma cidade de destino na ida, mas volta por outra cidade – o stopover pode permitir muita economia em passagens em uma viagem que inclua vários destinos.

stopover o que é e como comprar

Lembrei de falar aqui do stopover graças a uma super promoção que aproveitamos na semana passada (alertados pelos Melhores Destinos, claro). Estávamos há algum tempo monitorando os preços de passagens (tanto em dinheiro quanto em milhas) para Nova York no meio do ano que vem (maio/junho) e estava entre R$ 1,5 mil e R$ 1,9 mil. Pois bem, a promo da Delta anunciada no Melhores Destinos trazia passagens para a Tailândia (Bangkok) por US$ 880 (uns R$ 1,7 mil na cotação da época) incluindo um stopover nos EUA. Checamos e Nova York estava dentro das cidades possíveis de realizar o stopover. Então foi só o tempo de confirmar umas trocas nos nossos trabalhos e compramos a passagem. Então, pagamos um preço “normal” para uma passagem que seria apenas para NY, mas na verdade vamos para Nova York E Bangkok.

Bom, além da economia real em dinheiro, acho que outra vantagem do stopover é tornar a viagem mais confortável quando você tem vôos muitos longos. Este vôo para a Tailândia, por exemplo, se for feito sem stopover levaria mais de 30 horas (devido ao fuso horário). Muito cansativo e desconfortável. Imagine o jet lag! Então, na ida o que fizemos foi parar em uma das conexões, Los Angeles, por duas noites (poderia ser apenas uma ou várias noites, enfim) para, assim, sair um pouco do avião, dar uma relaxada, ter uma boa noite de sono em um hotel e seguir viagem mais bem dispostos. No caso desse segundo stopover (o 1º é o de NY), a gente pagou por ele. Mas pelo valor consideramos que valia a pena para ter mais conforto e de quebra ainda dar uma passadinha na Calçada da Fama.

stopover o que é e como comprar

Bom, e então como comprar passagens com stopover? Até hoje já comprei três passagens assim e emiti outra com milhas deste jeito. As três passagens que comprei assim foram direto com as cias – a TAP para Europa (Londres com stopover em Lisboa), a Delta (para Ásia via EUA) e a Ibéria e S7 para Moscou (com stopover em Madrid). Mas, antes de comprar é possível pesquisar em sites de vendas de passagens aéreas que possuam a opção “multidestinos” ou “multicidades“. Eu costumo usar o Zupper, mas existem outros sites de busca com essa função, como o Kayak, o Edreams e o Priceline .

Na hora de pesquisar, você escolhe trecho a trecho. Por exemplo, quer ir a Londres, passando por Lisboa? Escolhe a busca por trechos e coloca no trecho 1 Rio-Lisboa, no trecho 2 Lisboa-Londres e no trecho 3 Londres-Rio. Para saber se o preço é o mesmo da passagem sem stopover é só buscar ida e volta Rio-londres, na busca comum para a mesma data. Ou você pode checar por telefone, direto nas cias.

Minha dica é SEMPRE checar com a companhia aérea antes de comprar. Ligue e confirme se o stopover está disponível sem custo e se você pode pedí-lo apenas antes da compra ou tem direito a pedir um depois também. Cabe lembrar que bilhetes comprados em sites de vendas de passagens, em vez de direto na companhia aérea, podem estar sujeitos a outras regras. Então, lembre-se de checar isso antes de comprar a passagem, pois você até consegue incluir o stopover depois, mas pode ser que tenha que pagar por ele. E de graça é sempre melhor, né?

E se você for viajar com milhas também é possível obter bilhetes com stopover em alguns programas. Entre os programas que já usei e conheço sei que o Smiles e o Lanpass permitem stopover, enquanto o Tam Fidelidade e o Lifemiles não – quem tiver infos sobre outros programas pode deixar nos comentários. Cada programa tem suas próprias regras. Por exemplo, no Lanpass você tem que escolher entre um stopover ou o openjaw e no Smiles você não pode passar pela mesma cidade duas vezes. Mas preste atenção: nos programas de milhagens nem sempre é possível emitir bilhetes com stopover pelo site, no Smiles, por exemplo, é preciso ligar para o atendimento. Faça a pesquisa da mesma forma que para a compra de passagens, pelos trechos que você quer, e aí entre em contato com a central e solicite a emissão.

Viajar é uma delícia, mas com passagem baratinha fica ainda melhor, né? Se você já usou o stopover ou tiver outras dicas para economizar em passagens aéreas comente e compartilhe.

Economizou na passagem? Agora economize no hotel reservando pelo Booking

Viajando para o exterior? Não esqueça o seguro viagem!

Leia também:

Como emitir passagens utilizando milhas (Smiles)

Resgatando bilhetes com milhas pela LAN

 

 

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela. Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil. O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post. E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem, onde você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto. Compre já e economize!

PROMOÇÃO: 10% de desconto nos seguros para viagens com início ou término entre 18 de dezembro de 2018 e 4 de fevereiro de 2019.
É só utilizar o cupom FERIAS na Seguros Promo!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. Pingback: Encontre o melhor vôo para a Riviera Maia | Dicas para escolher o mais adequado para viagem com bebê

  2. Gabriela
    26 jul 2017

    Jackie, eu já comprei a passagem pela decolar, sem chance
    de stopover, agora né? Eu não sabia dessa possibilidade…..:( 🙁

  3. Valmar
    03 fev 2017

    Olá, tudo bem?

    Só tenho uma dúvida. Quanto a acomodação. Isso a CIA Aérea se encarrega ou tenho que reservar um hotel e pagar por isso? Sei que falou que não tem custo adicional, mas quanto acomodação eu fico com o é atrás.

  4. Amanda
    29 out 2016

    Oie
    Quando você parou em NY , tem algum visto especial? E as bagagens onde ficaram?

    bj

    • 31 out 2016

      Ficamos 11 dias em Ny e é obrigatório ter o visto americano.
      A bagagem nós pegamos (no caso estávamos apenas com uma mochila de mao cada um). Mas no stopover vc pega sua bagagem.
      abs,

  5. Jessica Cassiolato
    03 jul 2016

    Olá, tudo bem? Estou tendo dificuldade em consultar as companhias que possa fazer o STOPOVER. Quando ligo na companhia eles simplesmente fazem a consultar com a opção multiplos destino, o que encaresse o valor da passagem. Consegue me ajudar? Obrigada.

    • 03 out 2016

      Oi Jessica, infelizmente não. Mas posso te adiantar algumas cias que fazem: a Tap, a Air France, a KLM, a Copa, a Alitalia, todas essas fazem. Abs!

  6. Alessandra
    03 jul 2016

    Olá,

    Você chegou a comentar do site eDreams. Você já comprou passagens de stopover por lá? Se sim, qual é a sua avaliação?

    Att.,

    Alessandra

    • 12 jul 2016

      Não comprei ainda com eles não, Alessandra.
      abs,

      • marina
        28 ago 2016

        Olá jackie,
        Quero ver se vc pode dar uma ajuda nunca fiz stopover tentei fazer uma simulação mas ficou horrores de caro, um exemplo penso em tirar ferias irei para cancun ficar la uns 8 dias e na volta ficar dois dias em algum lugar dos EUA, tipo miami, dallas, enfim .
        Como ficaria o percurso dos voos ?
        um abraço

      • 06 out 2016

        OI Marina, nesse caso vc tem que pegar uma cia que tenha um voo que seja brasil (por ex rio)-miami-cancun. Ai vc pede pra parar na escala e ficar uns dias. Por exemplo a Delta faz escalas em Atlanta, entao ficaria rio-atlanta-cancun e ai vc pode parar uns dias em atlanta. vou viajar por agora pro mexico com a Copa e ela tem escalas no panamá, da pra fazer o stopover lá. como vc quer sua sugiro ver as cias americanas como American Airlines.
        abs,

  7. Luisa
    06 mar 2016

    Ótimo post, realmente muito útil! Eu fiz um stopover de 4 dias na África do Sul indo pra Sydney, paguei na época 3500 reais (foi em 2012). Na volta, fiz os 2 trechos de uma vez (puxado). Comprei pela decolar, mas coloquei opção “múltiplos trechos” e, para minha surpresa, o preço final acabou saindo praticamente igual ao de ida e volta GRU-SYD, viajando com duas empresas diferentes, South African Airways e Qantas. Beijos!

    • 06 mar 2016

      Adoro esse post, Lu, porque é uma economia que dá pra fazer sempre, sem precisar esperar promo, né? Muito boa essa compra que você fez.
      beijos, querida!

  8. Flávia
    08 dez 2015

    Olá, Jackie! Muito bacana o seu post. Quando você fez o stopover com a Tap na ida para Londres precisou pagar alguma taxa? Sua compra foi por milhas? Você precisou finalizar a compra pelo atendimento?
    Para finalizar, você lembra se a Tap segue a regra de permanência no destino intermediário de até 30 dias?
    Desculpe-me pela perturbação, mas acredito que você seja a pessoa certa para esclarecer essas dúvidas.
    Grande abraço e parabéns pelo blog!

    • 10 dez 2015

      Oi Flávia, não pagamos nada a mais pelo stopover com a Tap não, foi gratuito. Essa foi em dinheiro mesmo e pelo próprio site da companhia, não pelo telefone. Agora já não sei as regrinhas especificas não….
      beijo!

  9. Adriano
    15 set 2015

    Boa tarde,

    Texto muito interessante.

    Eu mesmo utilizei deste procedimento, comprando passagem para Março de 2016 pela Royal Air Maroc de Guarulhos para Lisboa, com escala em Casablanca, ficando 3 dias no Marrocos, antes de ir para Lisboa, passagem ficou muito barata, R$ 4.600,00 para duas pessoas já com todas taxas e impostos. Estou procurando outras oportunidades, focando com um dos destinos Tailândia. Outra viagem, seria Equador com outro destino. Estes países são considerados low costs digamos assim. (valores gastos diariamente com refeições, estadia e transporte).

    • 17 set 2015

      Que legal, hein? Obrigada por compartilhar aqui pros outros leitores aproveitarem a dica =)
      abs!

  10. Raquel
    03 jul 2015

    Boa tarde,
    tenho uma dúvida em relação a franquia de bagagem. Estou pesquisando para fazer rio-Amsterdam-Paris-Rio faria os voos rio-Amsterdam e Paris-rio e o deslocamento entre Amsterdam e Paris seria feito de trem. No site da air France diz para as viagens cujo primeiro voo parte do Brasil, você pode transportar gratuitamente 2 peças de bagagem, cada uma com o peso máximo de 32 kg, gostaria de saber se no retorno eu teria algum problema.

    • 05 ago 2015

      Oi Raquel, se vc comprar como uma viagem, ou seja, todos os trechos juntos dessa forma, sim, o inicio ‘e no brasil. se vc comprar separado, não, seria inicio na europa. de qq forma, o que aconselho sempre é consultar direto com a cia pra se resguardar (ai anote o nome do atendente etc, pra qq problema). abs!

  11. 22 mar 2015

    Olá, sabem qual o tempo máximo que as cias. contumam exigir para o embarque entre a primeira e segunda parda? Obrigado!

    • 23 mar 2015

      Oi Diego, acho que isso varia de cia para cia mesmo, e do tipo de bilhete, então não sei te informar.
      Abs,

  12. Gardênia
    03 mar 2015

    Olá. Gostaria, se possível, de uma informação. Nesses casos de emissão de bilhetes com múltiplos destinos e que são operados por companhias diferentes, é emitido apenas um bilhete? Pergunto por causa das franquias de bagagem que podem variar… No caso, gostaria de fazer Brasil – Calgary (Canadá) – Vancouver (Canadá) – Brasil, mas não sei como se daria esse trecho interno do Canadá… se teria a mesma franquia de bagagem dos demais… Desde já agradeço.

    • 12 mar 2015

      Gardenia, não sei te responder, acho que vc teria que consultar a empresa. O que acontece é que, no Brasil, se for emitido trechos conjugados, ou seja, uma viagem “junta”, vc tem direito a cota internacional mesmo nos voos internos. É o que diz o site da Anac, veja no final do meu comentário. Mas, no exterior, acho que não vale. Já aconteceu de eu comprar rio-buenos aires-ushuaia o primeiro trecho com a gol e depois com a Aerolineas, e tive direito a cota de voo nacional no trecho com a aerolineas.
      abs,
      Site da Anac: DICAS IMPORTANTES
      Para realizar uma viagem internacional, caso o pas- sageiro precise se deslocar antes até outra cidade no Brasil (trecho nacional), deverá observar o seguinte:
      • Quando as passagens aéreas, tanto para o voo nacional quanto para o voo internacional fo- rem conjugadas, ou seja, quando houver apenas um contrato de transporte (mesmo se forem de empresas diferentes), o passageiro terá direito à franquia de bagagem do destino internacional;
      • Quando as passagens não forem conjugadas, ou seja, quando houver contratos de transporte distin- tos, o passageiro terá direito à franquia de baga- gem nacional no trecho nacional e à franquia de bagagem internacional no trecho internacional.

      • Gardênia
        29 abr 2015

        Muito agradecida… pedindo desculpas pela demora.

  13. Arnóbio
    25 fev 2015

    Boa tarde Jackie, são três perguntas, responda se possível por favor!

    Estou indo de Brasília para Noruega via Amsterdam pela KLM, geralmente eles permitem stopover gratuito de um dia?

    E se eu for para a Noruega via Paris pela Air France, eles permitem stopover de um dia também?

    Minha irmã comprará as passagens pela internet, após ela comprar posso solicitar o stopover após a compra?

    Agradeço a atenção, muito obrigado!!!

    • 25 fev 2015

      Oi Arnóbio, essas duas cias fazem stopovers sim, e é normalmnete isto mesmo, a KLM em Amsterdam e a Air France em PAris. Mas quanto ao custo disso, se terá um custo a mais ou se será gratuito, depende da classe do bilhete, ou seja, do tipo de tarifa, se é promocional ou não etc. O que eu te aconselho a fazer é ligar diretamente para a cia primeiro, dar os dados do voo que vc quer, e confirmar se a o bilhete que vc esta comprando, pelo preço x, te dá direito a stopover gratuito (que é o que é mais vantajoso, claro, né). Aí sim vc compra, pois pode acontecer de depois de comprar vc descobrir que terá que pagar, então o mais garantido é sempre entrar em contato com a cia e dar os dados de um bilhete especifico. Abs e boa viagem!

      • Arnóbio
        25 fev 2015

        Muitíssimo obrigado Jackie, sua informação será de grande valia, parabéns por seu empenho e disposição de ajudar ao próximo!!! 🙂

      • 25 fev 2015

        De nada, Arnóbio, depois volte pra contar se deu certo =)
        abs!

  14. Raissa
    01 dez 2014

    Oi Jackie, tudo bem?

    Você sabe como funciona o stopover na volta? Tenho um voo pela KLM que será Madri – Amsterdam e depois Amsterdam – Sao Paulo com um intervalo de 24 horas. Queria aproveitar essas 24 horas em Amsterdam, mas tenho dúvidas quanto à saída do aeroporto: como funciona a imigração? Vão carimbar a minha saída da Europa já em Madri? Se for assim não posso deixar o aeroporto nessas 24 em Amsterdam? Ou só é carimbada a saída no último voo, ou seja, de Amsterdam para SP no dia seguinte?

    Obrigada! 🙂

    • 01 dez 2014

      Oi Raissa, você fará a imigração em Madrid, receberá seu carimbo de saída (já que você entrou na Espanha antes) e, quando chegar a amsterdam, faz de novo imigração, de entrada neste país. Quando você voltar ao aeroporto pra embarcar pro brasil recebe carimbo de saída da Holanda. O carimbo é por país e você pode fazer essa saída sem problemas =)
      abs!

  15. Isabela
    31 out 2014

    Gostaria de saber se é possível emitir passagens com stopover pela KLM..

    • 04 nov 2014

      Oi Isabela, é sim. A KLM normalmente vai do Brasil pra europa via amsterdam, e vc pode conseguir um stopover na cidade. Se vai ser gratuito ou não depende do tipo do bilhete, promoção etc, mas eles emitem passagens com stopovers sim.
      abs!

  16. Marcia
    16 set 2014

    Oi Jackie,tudo bem? Tenho uma dúvida a respeito de escalas,como é minha primeira viagem internacional estou meio perdida,por exemplo,se meu voo pra Dublin tiver escala em algum aeroporto nos EUA,tipo MIA,eu preciso tirar algum visto?

    • 16 set 2014

      Oi Marcia, tudo bem? Para escala nos EUA vc precisa sim de visto. Para qq vôo que vá para os EUA, para estadia ou escala apenas, você precisa passar pela imigração e, por isso, precisa de visto.
      Aqui no blog contamos como é tirar o visto pros EUA. Fizemos nesse ano e foi bem tranquilo, viu? Dá uma lida.
      abs,

      • Marcia
        17 set 2014

        Okay. Obrigada,vou ler sim. Beijos

  17. Ivan
    02 jul 2014

    Oi Jackie!

    Muito obrigado pelas dicas.
    Estou com uma duvida quanto ao Smiles.
    Estou pensando em emitir um retorno em Executiva com o Smiles de Zurique para Sao Paulo, mas gostaria de fazer um stopover em Paris. Posso emitir Zurique – Paris, ficar uns dois dias, e depois seguir Paris – Sao Paulo, com o mesmo numero de milhas? Neste caso, seriam 52.500 milhas Smiles. É permitido atraves do call center?
    Obrigado.

    • 03 jul 2014

      Oi Ivan, vc teria que emitir Zurique-São Paulo, com escala em Paris. Vc tem que procurar a passagem Zurique-São Paulo e, caso exista uma escala em Paris, você entra em contato com o Smiles (antes de emitir!!) e pergunta se poderia usar a escala como stopover, ou seja, em vez de só parar no aeroporto e seguir direto pra São Paulo vc desembarcaria em Paris e voltaria a embarcar em outra data em um voo pra São Paulo. O Smiles pode te autorizar a fazer esse stopover e pode ou não cobrar por ele. Só no call center mesmo pra checar se pode.
      abs,

      • Ivan
        03 jul 2014

        Muito obrigado Jackie! Vou fazer isto.
        Abs.

      • 03 jul 2014

        De nada! Depois conta se conseguiu? Vou emitir pra europa com o símiles tb (assim que minhas milhas da delta entrarem!).
        obrigada!

  18. Thiago
    20 jun 2014

    Se eu for fazer stopover nos EUA, qual visto eu preciso? Turista ou Trânsito?

    • 20 jun 2014

      Turismo, Thiago. Se vc vai sair do aeroporto necessita de um visto de turismo.
      abs,

  19. Renan Ramos
    16 jun 2014

    Olá Jackie,

    Muito bacana suas dicas e não tem como não se entusiasmar ao lê-las!

    Mas ainda fiquei em dúvida, e agradeço se puder me ajudar!

    Pretendo ir para os EUA, Nova Iorque por exemplo ou Los Angeles, e de quebra gostaria de fazer um Stop Over na Cidade do México ou Colômbia por uns dois dias, no máximo e depois seguir viagem. Qqr uma dessas para mim estaria ótimo.
    Pois bem, pelo que entendi a função Multiplas Cidades é uma coisa o Stop Over é outra, certo?
    Então, na hora de comprar a passagem já tenho que colocar a data de retorno já considerando os meus dois dias? Ex.: se eu quero ficar 10 dias nos EUA, então terei que comprar a passagem de 12 dias de intervalo? Aí depois ligo na cia para falar que quero stopover?!
    Não sei se me fiz claro, mas na prática estou achando um pouco complicadinho, rs. Obrigado!

    • 16 jun 2014

      Oi Renan, sim, isso mesmo que vc entendeu. Vc compra a sua passagem de volta, na data em que pretende usá-la mesmo. A de ida vc precisa checar no site da cia ou ligando pro call center se é permitido o stopover. Isso depende de cada passagem, o tipo de bilhete. Alguns bilhetes promocionais ou cias não permitem, ou permitem apenas um, por isso é difícil generalizar. O certo é vc ver no site o bilhete pro dia que gostaria, preço bom pra vc e aí checar com a cia se é possível antes de comprar.
      no seu caso, eua via colômbia eu não sei que cia faria, talvez a avianca. Já eua via méxico acredito que a tam tenha. boa sorte!
      abs,

      • Renan
        17 jun 2014

        Legal Jackie, obrigado!

        só mais uma coisinha, rs.

        Dei uma pesquisada melhor e vi as conexões dos voos no site da cia…

        Mas será que tem como fazer stop over se comprar a passagens por sites como o Submarino Viagens ou só direto com a cia?
        No submarino que são as passagens que aparecem no melhoresdestinos.com tem promoções bem interessantes.

      • 17 jun 2014

        Renan, acredito que não haja problema em ser no submarino, pois o mais importante é a classe tarifaria do bilhete. No entanto, como disse antes, essas regras variam muito e, pode ser, que nesse específico só seja permitido stopover comprando pelo site da cia. Então o melhor a fazer é ligar no call center da companhia antes de comprar e se certificar. Se eles informarem que pode ser por outro site, vc compra onde o preço é melhor mesmo.
        abs,

  20. Elton
    16 abr 2014

    Olá, obrigado pelas dicas!
    Estou indo para o Japão em Outubro e estou com muito, mas muuuuuito receio desses stopover.
    Gostaria de parar em NY na ida e depois ir para Tokyo ou então passar por Frankfurt, Alemanha, na volta.
    E ainda tem outra… quero voltar da Coreia do Sul e não de Tokyo.

    Alguma sugestão? Melhor eu ver diretamente com as CIAS áreas ou existe algum agente de viagens que me ajude com isso?

    Obrigado,
    Elton

    • 19 abr 2014

      Oi Elton, não entendi seu receio.
      Sempre que vc comprar uma passagem veja nas “regras tarifárias” as regras de uso. são aquelas letrinhas pequenas, é ali que vc vai saber se pode faezr stopover, open jaw, se é gratis ou qual a taxa.
      abs,

  21. Yuri
    15 abr 2014

    Oi Jackie. Estou planejando minha lua de mel e se pudesse me ajudar seria ótimo! Gostaria de visitar 2 destinos: Punta Cana (ou Aruba, o que for possível) e Las Vegas. Gostaria de usar o Smiles, mas não vi passagens para Las Vegas, apenas para Miame, então pensei em comprar Guarulhos Miame e usar um Stop Over em Punta Cana, comprar uma passagam interna de Miame a Las Vegas e usar um Open Jaw para voltar de Vegas a Guarulhos. Aproveitaria para passar uns 3 dias em Miame. O que sugere? Obrigado!

    • 19 abr 2014

      Oi Yuri, td bem? Mas a Gol tem esse voo pra Miami com stopover em Punta Cana? Que eu saiba ela voa pra punta cana com escala na venezuela (foi o voo que fiz pra ir pra los roques). Mas se tiver no site, beleza. Acho ótima ideia. Stopover é sempre uma maravilha pro orçamento.
      Se não, vc pode sim emitir por trecho, vc teria que emitir sp-miami pela gol e dps las vegas-sp vc poderia emitir pela tam (acho que ela voa esse trecho). Aí seriam trechos unicos, ja que cias diferentes. Acho ótima ideia e a gol tem tido boas tarifas em milhas pros eua.

      Mas se vc tiver que usar apenas smiles, vc teria que ir pra miami e voltar por lá e comprar o trecho interno pra vegas ida-volta, que dependendo do preço nem vai sair tão mais caro.
      abs,

  22. Roberta Maués
    03 mar 2014

    Jackie, queria tirar uma dúvida: quando faz stopover de 1 dia (vou fazer um em Lisboa, na volta de Paris ao Brasil em agosto), é necessário pegar a bagagem que foi despachada?

    Abraços!

    • 03 mar 2014

      Oi Roberta, sim, a gente pegou a babagem no stop over.
      bjs,

      • Roberta Maués
        05 mar 2014

        obrigada 🙂

  23. Claudia Bauso
    26 jan 2014

    Obrigada, Jackie!

  24. Claudia
    25 jan 2014

    Oi Jack…tenho uma duvida ainda quanto ao seu mochilão…como vcs voltaram pro Brasil? de Cusco mesmo? seria possivel comprar a passagem Lima-Cusco-Brasil e tentar cusco como stop over? vcs viram essa possibilidade? Posso deixar pra comprar a volta lá ou seria arriscado?mais uma vez obrigada!

    • 25 jan 2014

      Voltamos de Cusco. Nós emitimos Rio-La Paz e a volta Cusco-Rio. Na Lan, que foi por onde voamos tínhamos que optar entre ir para uma cidade e voltar por outra, que foi o que escolhemos, ou o stopover. O que vc consegue fazer é colocar Lima como stopover, porque todos os vôos internacionais passam por Lima para chegar a Cusco. Então vc pode faezr brasil-lima (stopover)-cusco, dependendo da cia. Na Lan é possível, por exemplo.
      Não deixaria pra comprar a passagem de volta lá não, mas isso é pessoal. Eu sempre gosto de viajar com a volta emitida.
      bjs,

  25. Sthéfani
    22 dez 2013

    Olá gostaria de tirar uma dúvida, eu entrei no site da american airlines e escolhi a opção de várias cidades e coloquei ali os destinos que queria mas o preço final foi como se eu tivesse comprado a passagem para todos os trechos, esse preço é por esse método de stopover ou não?

    Obrigada

    • 26 dez 2013

      É que na verdade a cia cobrou pelos trechos, como multidestinos. Nem sempre a cia dá o stopover de graça. Para verificar se e quando há stopover gratuito vc pode ligar na cia. Qd vc orça uma passagem parando em uma cidade e depois sem parar e o preço é o mesmo isso significa que o stopover foi gratuito. Mas por telefone vc pode consultar, às vezes eles permitem e cobram um preço menor que comprando “multicidades”.
      abs,

  26. gabriel passos
    21 dez 2013

    Tentei fazer consulta de stopover nos sites q você indicou e nenhum deles fez a função stopover, colocaram preços absurdos. Então so vou conseguir ver isso pelo telefone c as CIAs?

    • 26 dez 2013

      Gabriel, provavelmente pq nos trechos que vc simulou as cias não estavam dando stopover gratuito e sim stopover pago, ou eram passagens multidestinos.
      O stopover é grátis se sair pelo mesmo preço parando em uma cidade ou não.

  27. Juliana P. Galvao
    14 out 2013

    Ola Jackie,
    Numa viagem tenha escala, há um limite máximo de dias para vc ficar na cidade da escala e seguir para a proxima?

    • 14 out 2013

      Oi Juliana,
      sim, vc tem que checar a regra específica da cia. Mas normalmente é um prazo grande. Eu vi um limite de 30 dias acho que no Smiles.
      O stopover que farei na Delta, por exemplo, tem 10 dias.
      Só pra não ficar confuso: o bilhete tem que estar emitido para stopover. Não se pode usar a escala como parada – um bilhete com escala, desembarcar na escala e embarcar no trecho seguinte depois – sem um bilhete emitido com stopover. Nesse caso o passageiro será dado como no-show.
      beijos,

  28. 13 out 2013

    Olá,

    Eu ja usei varias vezes stop over com a American Airlines com emissão por milhas. Super tranquilo para emitir.

    Bjs, Fran @viagensquesonhamos

  29. 11 out 2013

    Adorei!! Estou pensando na próxima viagem ir para Cuba! Mas é um destino tão complexo.. quem sabe não consiga assim uma paradinha em outra cidade 🙂

    • 12 out 2013

      Oi Isabela, realmente Cuba é complicado. Pra ir com milhas cheque o Lifemiles e o programa da Copa.
      Acho que vc consegue um vôo via panamá ou coloômbia =)
      Abs,

  30. 11 out 2013

    Adorei a dica! Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.