Roteiro de 3 dias na Cidade do México – a lua de mel da Marina

por Jackie Mota 28.jan.2013

Hoje a Marina dá dicas sobre a Cidade do México, destino em que ela ficou 3 noites em sua lua de mel.

Cidade do México por Marina Maria

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesim

Teotihuacan

A Cidade do México é um mundo! É gigante, populosa, com parques lindos, manifestações populares nas ruas, comidas incríveis, obra por toda parte, é congestionada, cortada por grandes avenidas… Mas nada inóspita. Diria que é um delicioso caos para quem gosta de se aventurar em conhecer histórias, diversidade cultural, gentes. E vamos combinar que caos diferente é sempre mais interessante do que o nosso de cada dia.

Angelo e eu escolhemos nos hospedar numa região talvez menos recomendada para turistas do que outras como o bairro de Roma ou a zona Rosa. Ficamos hospedados no Gran Hotel Ciudad de México, bem no centro histórico, em frente ao Zócalo, ou Plaza de la Constitución, uma grande praça com uma super bandeira do México hasteada, rodeada pela Catedral Metropolitana, o Templo Mayor e o Palácio Nacional, sede do governo mexicano.

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesim
Vista do Zócalo a partir do hotel

 

Para os três dias que tínhamos apenas e a nossa vontade de conhecer o máximo possível de lugares,  esta localização nos atendeu perfeitamente, com estações de metrô bem perto. Sem contar que o atendimento do hotel era bom e dali acompanhávamos diariamente diversas manifestações em defesa de direitos, o que nos ajudou a conhecer questões políticas do país.

Abaixo, compartilho uma proposta de roteiro com base nos nossos três dias na Cidade do México e nas recomendações da nossa madrinha Jackie e, em seguida, algumas dicas relevantes para quem planeja explorar num intensivão este delicioso caos! Mas, de cara, uma dica. Não deixe de ver o filme Frida, com Salma Hayek no papel da protagonista, antes de viajar. Vários lugares que merecem ser visitados são apresentados neste filme e ele vai te ajudar a ir se familiarizando e se entusiasmando.

:: Dia 1
Explorando o Zócalo
O Zócalo é o centro histórico da cidade, reconhecido como patrimônio mundial pela UNESCO. Trata-se de uma grande praça, rodeada por atrativos culturais, históricos e políticos, e que podem ser explorados em uma manhã. Comece pelo Palácio Nacional, sede do governo mexicano e, se estiver aberto para visita, aproveite.

A entrada é gratuita e o que ocorre é que, quando há solenidade com o presidente da República, o local fica fechado. Angelo e eu não conseguimos, infelizmente, entrar. Tentamos sucessivas vezes, mas sempre estava fechado. Vale a pena visitar para conhecer os murais pintados por Diego Rivera, retratando diferentes momentos da história mexicana.

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesim

Em seguida, vá à Catedral Metropolitana, com entrada também gratuita e construída em diferentes estilos, como o barroco espanhol. Para quem curte arte barroca ou igrejas, vale a pena, pela imponência dos detalhes, dos vitrais… Confesso que não curtimos muito e o que mais nos chamou a atenção foi a inclinação da igreja. A sensação é de que tudo está torto e a explicação é que toda aquela região foi aterrada, antes era um enorme lago e, com isso, a terra fofa foi ocasionando esta inclinação.

Por fim, visite o Templo Mayor, o que mais nos encantou nesta região. É um parque arqueológico que apresenta ruínas do que foi o centro político e religioso do império asteca. Neste local, há o Museo del Templo Mayor, reunindo diferentes peças encontradas a partir de escavações. Há objetos tanto do império asteca, quanto do período colonial. A entrada é paga (57 pesos, ou 9 reais aproximandamente) e, assim como nos demais museus visitados, professores/as e estudantes pagam meia entrada, munidos/as de identificação internacional.

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesim

Parada na Casa de los Azulejos
Ainda nesta região do centro histórico, recomendo uma parada na linda Casa de los Azulejos, também conhecida como Casa de los Condes del Valle de Orizaba, super aconchegante, com azulejos mexicanos antigos, do século XVIII. Além de apreciar a casa, ali está localizado um restaurante da rede Sanborns, espalhada pelo México. Observamos no cardápio apenas comidas tipicamente mexicanas, mas não tão apimentadas. Achamos tudo muito gostoso e a roupa das garçonetes é uma atração à parte.

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimtemplo_mayor1

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesim

Museo Nacional de Antroplogía
Pegamos um ônibus (passagem a 4 pesos, ou seja, menos de um 1 real) no Paseo de la Reforma rumo ao Bosque de Chapultepec, onde está localizado o Museo Nacional de Antropología e tantos outros locais que gostaríamos de ter visitado, como o Castillo de Chapultepec, onde está situado o Museo Nacional de Historia, mas não tivemos tempo suficiente. É uma região com muito verde, agradável que só.

Reservarmos a tarde deste primeiro dia, sabendo que era uma missão quase impossível, para conhecer todo o museu. Mas era o tempo que tínhamos e, das 14h30 às 19h, hora em que fecha o museu, exploramos as salas deste que foi um dos museus mais incríveis que visitamos até hoje. Já tivemos a oportunidade de conhecer outros grandes museus, como o Louvre, mas, entre tantos diferenciais, o Museo Nacional de Antropología, para além de sua imensidão e rico acervo, retrata a importância e o reconhecimento de um povo em relação à preservação da sua própria história. São obras e objetos dali, de diferentes momentos históricos e regiões e que contribuem para a valorização desta riqueza cultural, sobretudo pelos/as mexicanos/as. E, no dia em que fomos, houve uma paralização de funcionários/as do museu, em oposição à especulação imobiliária e à falta de proteção a sítios arqueológicos na cidade, o que, mais uma vez, evidenciou a politização e a capacidade de mobilização dos/as mexicanos/as. Em função disso, a entrada ao museu foi gratuíta.

Se for ficar mais do que três dias, recomendo dedicar um dia para o Museu e esta região do Chapultepec. Há um restaurante no Museu que parece interessante e, assim, verá com mais calma as diversas salas com obras, peças, maquetes, vestuários e tantos outros objetos de Aztecas, Mexicas, Mayas e outros grupos étnicos que constituem este país. Sua amplitude e riqueza são diretamente proporcionais ao tamanho e à cultura mexicana, sem sombra de dúvidas.

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimfrida5

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimazulejo3

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimartepopular3

Noite
Angelo e eu gostamos de circular pelas ruas e, na volta do museu, decidimos seguir pela região do Chapultepec e, depois, pelo Paseo de la Reforma, onde depois soubemos que era a tal zona Rosa, que não exploramos. A hora do rush na Cidade do México é punk e encaramos alguns congestionamentos no trajeto de ônibus rumo ao centro histórico. Recomendo aproveitar para caminhar, parar num bar ou restaurante, degustar mais a culinária mexicana e conhecer também o vuco vuco das ruas do centro histórico, com comércio aberto até tarde, livrarias, lojas de disco e outras, como a Zara, com bons preços.

Comemos também num restaurante da rede mexicana Vips, com comida boa e diferentes níveis de pimenta, a bom preço. Certamente, há restaurantes melhores a degustar. Para quem tem disposição, vale aproveitar a noite na região da zona Rosa ou no Polanco, com inúmeras opções de bares ao redor. Nós chegávamos sempre muito tarde no hotel, por volta das 23h, e aí preferíamos guardar a energia para acordar cedo e aproveitar mais o dia seguinte.

 

::Dia 2
Teotihucán
É um sítio arqueológico gigante, com pirâmides incríveis, um lugar fundamental de se conhecer se estiver pela Cidade do México. Diria que, tendo pouco tempo, abra mão de outros passeios e invista parte do seu dia neste lugar mágico, já que uma manhã ou uma tarde é o suficiente. Para chegar, basta tomar um “camiñon”, como chamam os ônibus de viagem, na Carretera Norte, uma rodoviária super conectada a diferentes regiões da Cidade do México, com estação de metrô e paradas de trolebus (ônibus elétrico).

Fomos de trolebus até lá (3 pesos) e, de 30 em 30 minutos, há “camiñon” para a zona arqueológica (38 pesos, aproximandamente 6 reais). É uma viagem de uma hora mais ou menos, e, para visitar Teotihuacán, é necessário pagar uma entrada (57 pesos).

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimtheo-piramidelua

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesim

O local é uma imensidão e, além das duas grandes pirâmides, do Sol e da Lua, há tantas outras menores espalhadas, o que, no calor que fazia, tornava tudo muito cansativo. Aliás, recomendo que leve água e algo para comer, porque não há muitas opções no local. E não deixe de passar protetor solar e ir com roupas confortáveis, se estiver disposto a encarar as centenas e centenas de degraus e chegar ao topo das pirâmides.

Angelo e eu conhecemos um casal de israelenses no ônibus, seguimos com eles e contratamos um guia no local (100 pesos por pessoa), achando que, com isso, conheceríamos mais sobre a história e ganharíamos tempo. Ledo engano. De fato, foi prático porque seguimos de carro até a Pirâmide da Lua, que fica mais afastada, e voltamos depois andando até a Pirâmide do Sol, para completar e tomar o camiñon de volta. No entanto, o guia tentou nos levar a pontos de venda de souvenirs e restaurantes, o que foi um pouco desagradável – além dos vendedores ambulantes de souvenirs espalhados.

Explore a região por você mesmo, com o seu guia impresso, que é o suficiente. E o que há de mais incrível é subir e chegar ao topo das pirâmides, com aquela vista surpreendente de um mundo construído em pedras. Ficamos extasiados com tudo e de imaginar como cada pirâmide foi construída, todo o tempo que levou sem a ferramentas disponíveis hoje.

Basílica de Guadalupe
Embora Angelo e eu não sejamos religiosos e nem curtamos tanto assim arte sacra, gostamos de observar a relação das pessoas com a fé, de uma forma geral, e, por isso, escolhemos conhecer a Basílica de Guadalupe. Nossa Senhora de Guadalupe é a padroeira do México e, ao que parece, este é um dos santuários mais visitados do mundo, como acontece com Aparecida do Norte, aqui no Brasil.

Tomamos o metrô da rodoviária (Carretera Norte) e seguimos até a estação mais próxima à igreja. O metrô da Cidade de México é bem conectado, com várias linhas e tivemos que fazer algumas baldeações até lá, mas tudo super tranquilo e sinalizado. Como  é uma região menos turística, vale a visita para ver outras facetas da cidade, a devoção das pessoas e, de fato, é incrível ver os sacríficios feitos em nome da fé. Muitas chegavam ajoelhadas e seguiam assim com suas oferendas até o altar. Estranhamos que o padre celebrava a missa de costas para os fiéis (ao menos naquele dia) e achávamos que, na verdade, seria algo menos tradicional, por todo sincretismo da história de Nossa Senhora de Guadalupe e popularidade. Enfim, para quem curte comprar imagens de santos e outros artigos católicos, a redondeza é cercada por barraquinhas. Acho que esta visita não deve ser priorizada se você tiver pouco tempo na cidade.

Mercado de Artesanía de la Ciudadela
Saindo da Basílica, tomamos o metrô, em direção à estação mais próxima ao Museu de Arte Popular e ao Mercado da Ciudadela de Arte (estação Juarez), que ficam a algumas quadras de distância um do outro. Infelizmente, chegamos cerca da 18h, ou um pouco mais tarde ao local, que fecha às 19h. Se você amaaaa arte popular e fica pirada numa feirinha de artesanato como eu, ainda mais no México, com muita cor e coisas lindas para dar vida à decoração de casa, reserve uma tarde para visitar este mercado, simplesmente lindo e com ótimos preços. Tem de um tudo, desde roupas até espelhos, passando por garrafinhas de tequila clássicas, louça mexicana, cubas lindas de pia, bolsas, aparelhos de jantar…

No meu caso e do Angelo, acabamos só circulando e dando uma analisada no que queríamos diante do pouco tempo — aliás, é necessário tempo também para barganhar, a diferença dos preços de uma lojinha para outra é gritante e, com isso, é possível negociar e fazer boas compras! Acabamos voltando, no dia seguinte, antes de irmos para o aeroporto, e compramos o que queríamos. Mas era tanta coisa linda que, se eu tivesse mais tempo, avaliaria melhor e traria mais coisitas.

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimmuseo3

 

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimtemplo4

 

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimhotel6

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimhotel5

Museu de Arte Popular
Demos a sorte de, ao menos no dia que fomos (uma quarta-feira), o museu ficar aberto até 21h e, com isso, tivemos mais tempo para visitar tudo. O museu é pago (40 pesos, cerca de 7 reais) e reúne um acervo incrível sobre a cultura mexicana, mostrando suas referências originais e regionais, vestuário típico, história pré-colombiana, crenças, hábitos, cultivos, natureza, o que me deixou, particularmente, encantada, mais uma vez, com a diversidade mexicana. São poucas salas, distribuídas em três andares, se não me engano, e vale e muito a visita.

::Dia 3
Museo Frida Kahlo
Um dos meus grandes sonhos nesta viagem era conhecer a casa onde a artista Frida Kahlo viveu nos seus últimos anos e, logo ao avistar da esquina aquela linda casa, com seus muros em azul escuro, já fiquei emocionada. O museu fica no bairro de Coyocán, a cerca de 40 minutos da região do Zócalo, onde Angelo e eu nos hospedamos e, para chegar, tivemos que tomar o metrô e um ônibus.

A entrada para o museu custa 35 pesos (cerca de 6 reais) e, além deste valor, é necessário pagar uma taxa a mais, caso queiram autorização para fotografar. E não deixem de pagar, porque os jardins e toda a casa têm detalhes lindos, vale a pena registrá-los.

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesim

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesim

 

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimfrida12

Aproveitem o espaço para conhecer a história da Frida, sua irreverência, talento, criatividade e energia, diante das dores e limitações de saúde que teve após o acidente que sofreu quando jovem e da ousadia em defesa de uma vida com liberdade. Há uma exposição permanente de fotos que mostram a família de Frida, suas viagens, relação com o também artista Diego Rivera, além de preservarem em alguns cômodos utensílios da artista, ferramentas de desenho e pintura, suas roupas, móveis… O jardim é lindo demais da conta, dá vontade de passar horas ali, namorando! E há uma lojinha no Museu, não tão em conta, mas dá para comprar pôsteres, postais e outros artigos relacionados à obra de Frida.

Museo Casa de Leon Trotsky
Coyocán é um bairro bem residencial e, como a Casa de Trotsky ficava bem próxima a de Frida, a algumas quadras, seguimos caminhando até o local. O ingresso custou 40 pesos e, assim como no caso do Museu da Frida, tivemos que pagar uma taxa para tirar fotos. Na verdade, a casa de Trotsky, ao contrário das cores vibrantes da casa de Frida, era mais mósbida, lembrando imagens de cativeiros, mais abandonada, não tão bem preservada. Mas cumpre o seu papel de mostrar como Trotsky foi parar no México com sua esposa, bem como sua trajetória política na antiga URSS, consequências para a sua família de todo o seu envolvimento com o comunismo, caso que teve com Frida e é possível ver também as marcas das balas nas paredes, em função dos atentados sofridos por ele, até que, em um desses, veio a ser assassinado. Em uma manhã, é possível conciliar a visita à casa de Trotsky e de Frida tranquilamente, dedicando-se mais tempo à segunda.

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimmercado_coyocan2

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimmercado_coyocan1

Almoço no Mercado de Coyocán
Uma parada no Mercado de Coyocán é obrigatória. Trata-se de um mercado popular da região, com muitas frutas e comidas típicas, uma boa pedida para conhecer mais sobre as tradições e hábitos mexicanos. Recomendamos que não deixem de experimentar as tostadas, em barraquinhas espalhadas por todo o mercado. É uma espécie de camada redonda de trigo, torrada e crocante, em que são colocados vários recheios e molhos em cima, a gosto, não necessariamente picantes (ou “picoso”, como dizem).

Para acompanhar, vale tomar também uma água fresca que, na verdade, é como se fosse um suco natural mais ralo, mas muito saboroso. Há quem diga que se deve desconfiar da água no local, mas Angelo e eu não ligamos muito para esses cuidados e nos refrescamos com a tal da água. O valor de uma refeição como esta é bem acessível e o difícil, para quem gosta de provar comidas diferentes como no nosso caso, foi parar diante de tantos recheios.

roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimcomida cafe da manha roteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimroteiro de 3 dias na cidade do méxico lua de mel viajesimcomida cafe da manha norteño

Museo Estúdio Diego Rivera
O estúdio do Diego Rivera era outro local que queríamos visitar, por conta do filme Frida, já que, na verdade, foi projetado por um arquiteto mexicano mordenista e que criou dois espaços independentes para cada um dos artistas, conectados, no entanto, por uma ponte, no terraço. Localizado em um bairro próximo a Coyoacán, chamado Altavista, aparentemente uma região mais nobre da Cidade, o museu também cobra uma taxa extra para que se possa tirar fotos dentro e, na verdade, só dá acesso ao que foi o estúdio do Diego Rivera, e não à parte da casa destinada à Frida Khalo, com quem foi casado.

Saindo do mercado de Coyocán, acabamos pegando um táxi até o estúdio, porque tínhamos pouco tempo, mas é tranquilo tomar um ônibus também. Lá é possível ver o rico acervo particular de Frida e de Diego, com obras e artesanatos de diferentes regiões do México, e também do período pré-colombiano, além de roupas e acessórios deles e cômodos da casa, incluindo o atelier de Diego e as ferramentas que usava. O muro, formado por cactos, é outro diferencial, e vale dar uma olhada pelo lado de fora da casa, para observar melhor a estrutura, a ponte etc.

Tendo mais do que 3 dias…
Procurei destacar aqui os locais que Angelo e eu conhecemos nestes três dias na Ciudad de México e, depois dessa viagem, diria que o ideal para se conhecer o básico da capital do México – considerando que não tivemos tempo para visitar tudo o que gostaríamos – é reservar ao menos 5 dias. Neste caso, reservaria mais tempo para o Museo Nacional de Antropología e para o Mercado de Artesanía de la Ciudadela, e também adicionaria ao roteiro uma visita ao Palacio de Bellas Artes, ao Museo Nacional de Artes, ao Castillo de Chapultepec, à Torre Latinoamericana para ter uma vista panorâmica da cidade, ao jardins flutuantes de Xochimilco, uma balada mexicana nas noites do zona Rosa, Polanco, Condesa, uma noite para assitir luta livre mexicana…

Leia também: As dicas da lua de mel no México da Marina

Pesquise hotéis na Cidade do México pelo Booking

Texto: Marina Maria; Edição Jackeline Mota; Fotos: Arquivo pessoal Marina Maria

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

PROMOÇÃO atual: Até dia 21/11 a Seguros Promo está com QUINZE % de desconto! Clique aqui e use o cupom BLACK 

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela;
    Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil.
    O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post.
    E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem por esse link que te dá 10% de desconto e você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto.

Compre já e economize!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. Jade
    09 out 2015

    Olá Jackie,
    Eu e meu namorado vamos aproveitar o próximo feriado para conhecer a Cidade do México e aproveitar o Dia de Los Muertos por lá!
    De onde são as duas primeiras fotos abaixo do texto “Mercado de Artesanía de la Ciudadela”?

    Obrigada!!!

  2. 09 jul 2014

    Super legal!
    A cidade do México tem tanta coisa bacana pra se fazer!
    Posso voltar 3, 4 vezes e sempre conhecer algo novo!
    Moro aqui há um tempo e cada dia que passa,me encanto mais.
    Vale muito a pena você continuar desbravando esse país encantador!
    Seu post tá bem bacana.
    Um abraço.
    Mel.
    http://www.viviendoenelmexicomagico.blogspot.com

  3. 18 jun 2013

    Olá!
    Estou montando um roteiro para o México para o início do ano que vem e adorei as dicas!
    Bjos

    • 20 jun 2013

      Que bom, ficamos muito felizes. Depois volte pra contar como foi sua viagem! Abs,

  4. Marina Maria
    31 jan 2013

    Madrinha e amiga querida!!!

    Que bom ver o post aki no seu blog e do Rômulo… Dá uma saudade de tudo, dos e-mails trocados, das nossas conversas, jantares e dos intensos dias que Angelo e eu vivenciamos neste país incrivelmente incrível e colorido, como gosto. Obrigada pela sensibilidade, carinho e presente!! Ainda bem que por aki não faltam inspirações para sonharmos com mtas e mtas viagem… Q venham mais viagens!!!
    Bjs

    • 02 fev 2013

      Adorei seu texto, amiga. Sua visão e observações sobre a viagem são deliciosas de se ler. Que venham mais viagens e mais jantares e sonhos!
      bjs,

  5. 31 jan 2013

    Oi, Jaque. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.