Resgatando bilhetes com milhas pela LAN

por Jackie Mota 23.nov.2011

Como eu já falei muitas vezes aqui, a gente procura sempre viajar utilizando milhas, pois isso gera uma boa economia no orçamento de nossas viagens. Nesse post aqui eu mostrei como a gente faz para acumular pontos. Como muita gente conhece apenas os programas de milhagens da Gol (Smiles) e Tam (Fidelidade) hoje eu vim relatar como foi o nosso primeiro resgate de passagens pela companhia LAN (que já foi eleita algumas vezes a melhor cia da América Latina).

Bom, a primeira coisa que fiz foi entrar no site do meu cartão e no do cartão do Rômulo para verificar se poderia transferir pontos para a LAN. Confirma;áo feita, o segundo passo foi ir ao programa de milhagens da LAN, o LANPass , e buscar as passagens que eu queria, para ver quantas milhas seriam necessárias. Segundo o site, o trecho Rio de Janiero-Lima, por exemplo, na classe econômica, saía a 28 mil km. Fiquei chocada e até desanimada, achando a LAN hiper cara, já que na TAM, que também faz(ia) esse trecho, a passagem custa 20 mil milhas e eu já achava muito caro. Mas aí percebi que eram 28 mil km e não 28 mil milhas. Fui então verificar qual era a correspondência entre pontos do meu programa e os Km LAN.

No programa do Visa Santander 1 ponto equivale a 1,6 km LAN. Então, 28 mil km LAN custam 17,5 mil pontos. Menos, mal né? E no programa do Mastercard Itaú 1 ponto equivale a 1,4  km 1.25 pontos do cartão equivalem a 1 Km LAN (sim, o Itaú nudou para beeem pior e além disso só permite agora resgates para quem tem saldo a partir de 20 mil milhas na conta). O preço era similar ao da TAM, mas a LAN voa para muito mais cidades  no Peru, então haveria mais opções de volta por outra cidade.

Depois de ver que os preços em milhas eram acessíveis, conferi meu cadastro no LANPass – tinha feito há muito tempo e ganhado 1 mil km de bônus – e fiz o cadastro do Rômulo, que ganhou 500 km.

Com os cadastros em dia comecei a pesquisar as passagens que queria nas datas que queria. E comecei a encontrar preços bem mais baixos do que os vistos como padrão no site. Achei RJ-Lima por até 18 mil km e algumas outras cidades por até 16 mil km – o equivalente a 10 mil pontos do cartão – e uma infinidade de opções de vôos para tudo quanto era cidade no Chile, Bolívia, Peru, Equador etc. Maravilha!

No entanto a LAN tem uma desvantagem: não é possível resgatar apenas um trecho. Você precisa obrigatoriamente resgatar ida e volta. Neste caso você pode solicitar um stop-over. Também é possível resgatar ida para uma cidade e volta por outra (o que se chama Open Jaw), mas apenas por telefone. No site só se consegue ver ida e volta para o mesmo local.

Então para achar a ida por uma cidade e a volta por outra eu tive que simular a ida e a volta pelo local 1 e depois a ida e volta pelo local 2. Mas o site deles é bem rápido e fácil de usar, não leva tanto tempo assim.

Outra coisa é que essa opção – ida e volta por locais diferentes – não pode ser usada junto com o stop over. Você tem que escolher entre cidades diferentes ou aproveitar a escala de um vôo para fazer um stop over. Isso eu achei uma pena porque nosso vôo é longo e tem escala em Santiago do Chile, onde eu adoraria dar uma passadinha para  relembrar a lua de mel. Mas não poderemos porque optei por voltar por outra cidade.

Bom, depois que escolhi os vôos eu liguei para a central e fiz a reserva com eles por lá, que “juntaram” a minha ida e a minha volta escolhidas. O atendimento pelo telefone foi ótimo. Quase na mesma hora recebi as confirmações por email e um pouco mais tarde recebi uma ligação para confirmar tudo. Pré-vôo nota 10.

As passagens que escolhi me custaram 24 mil km (15 mil pontos do cartão) a ida para uma cidade que nem TAM nem Gol voam e a volta por 16 mil km (10 mil pontos no cartão) para outra cidade que nenhuma cia brasileira voa e que me ajuda a fazer um roteiro mais redondinho. Então achei um excelente preço! A única desvantagem foi que as taxas de embarque ficaram mais caras que o normal porque tem duas escalas. Pesquisando para as mesmas datas uma passagem similar, mas que não seria tão perfeita para o nosso roteiro, achamos valores entre R$ 1.200,00 e R$ 1.500,00. Então fiquei extremamente satisfeita com minha aquisição “milhística”.

Agora é esperar para ver como serão os vôos. Estou tensa porque tem muita escala, mas espero voltar para dar uma nova nota 10 à LAN.

Texto e edição: Jackie

Update em 22/09/2013

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela. Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil. O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post. E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem, onde você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto. Compre já e economize!

PROMOÇÃO: 10% de desconto nos seguros para viagens com início ou término entre 18 de dezembro de 2018 e 4 de fevereiro de 2019.
É só utilizar o cupom FERIAS na Seguros Promo!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. Fabiana
    05 mar 2014

    Olá! Tenho muitos km Lanpass mas jamais consegui trocar por passagem. Nao encontro nenhum trecho nunca!
    Vc conhece alguem que compre?
    Obrigada

    • 05 mar 2014

      Oi Fabiana, como assim nao encontra? As vezes vc precisa colocar saindo de SP em ve do Rio, mas tirando isso, sempre encontro. Não é permitido vender milhas, na verdade. É ilegal. Abs,

    • 05 mar 2014

      Como assim não consegue? Não consegue visualisar ou não tem pra onde vc quer? Eu já emiti e sempre encontro por 10 ou 20 mil km pra america do sul.
      Os programas de milhagem não permitem a venda, então recomendo que você se informe antes de decidir vender – leia mais aqui http://www.aquelapassagem.com.br/compra-ou-venda-de-milhas-ou-pontos-perigo-a-vista/
      abs,

    • Ana Salles
      21 nov 2014

      Oi, Fabiana!

      Eu passo pelos mesmos perrengues para trocar os meus pontos por passagens. Já perdi as contas de quantas vezes eu me troquei com o SAC das cias aéreas. No dia que eu cheguei no meu limite, meu marido me deu uma dica. Ao invés de esperar as trocas por trechos e afins, que eu vendesse as milhas acumuladas para não perdê-las. Já cheguei ao absurdo de perder o nosso aniversário de casamento porque a TAM me enrolou para conseguir uma vaga em um voo. Imagine o meu desespero! Aí, para evitar esse tipo de coisa, principalmente porque ele foi transferido de volta para cá para Alagoas ( ele é concursado federal ), eu passei a vender as minhas milhas. Fiz muuuuitas transações com uma empresa xxxx. Inclusive, o atendimento deles é muito legal!Enfim, boa sorte com as suas escolhas, Fabiana. Espero ter te ajudado 🙂 Um beijo.

      • 22 nov 2014

        oi Ana, vender milhas é ilegal, por isso não fazemos propaganda de sites de vendas de milhas aqui no blog. Deixei seu comentário sem o link pro site.
        abs,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.