Outros viajantes pet friendly no Japão

por Jackie Mota 03.out.2013

 

Quem escreve para a coluna Outros Viajantes de hoje é a Fernanda, que mora no Japão e mantém o Viagens Across the World com o marido. Ela é mãe do Chayro e nos conta sobre uma viagem de carro que fez com ele até Hiroshima.

Hiroshima com cachorro, por Fernanda

Meu nome é Fernanda Sanches e moro no Japão com meu marido Diego há 7 anos e nós escrevemos o blog Viagens Across the World há pouco mais de 1 ano para compartilhar nossas experiências dentro e fora do Japão. Meu cachorro se chama Chayro – o nome dele significa “marrom” em japonês – e tem 6 anos. Nós o compramos quando ele tinha 4 meses e sempre o levamos a todos os lugares que podemos. Gostamos muito de viajar, mas pelo fato do Japão ser um país super rigoroso no controle de entrada e saída de animais por enquanto só viajamos com o Chayro aqui dentro Japão mesmo. Desde muito pequeno ele se acostumou a viajar de carro e hoje mesmo quando saímos só para caminhar ele tende a ir para o estacionamento onde está o carro imaginando que vamos passear.

outros viajantes Chayro no memorial da pazChayro no memorial da paz

Em Outubro do ano passado resolvemos viajar para Hiroshima, que fica a mais ou menos 500 quilômetros de Nagoya onde moramos.  Saímos à noite e chegamos a Hiroshima de manhã bem cedo. Como a viagem era longa fazemos várias paradas em lugares estacionamentos da estrada. Esses estacionamentos são super equipados, com banheiros, restaurantes, lojas de conveniência e os maiores têm ainda um lugar próprio para cachorros chamado “Dog run”, com brinquedos e lugares para tomar água.

Nosso primeiro passeio em Hiroshima foi conhecer a ilha de Miyajima. É uma ilha sagrada aqui no Japão onde não há hospitais nem prontos-socorros porque ninguém pode nascer nem morrer na ilha. Para chegar até a ilha é necessário ir de balsa e pudemos levar o Chayro sem problemas. Foi muito engraçado quando encontramos os veadinhos que vivem na ilha. O Chayro nunca tinha visto um animal selvagem assim de perto e fiquei com medo dele se assustar e atacar. Numa parada para descansar um dos veadinhos se aproximou de mim e o Chayro pensou que ele fosse me atacar e avançou, mas não mordeu. Deu uma dó do veadinho, eles são muito dóceis e acostumados com pessoas.

outros viajantes dog runOs “dog run”

outros viajantes parada para esticar as pernasEsticando as patinhas durante a viagem

outros viajantes Tori - portal da ilha de miyajimaPortal da ilha de miyajima

Não pudemos entrar no Santuário de Itsukushima com ele, mas nos revezamos para tomar conta do Chayro. De lá fomos para o centro da cidade onde se encontra o Memorial da Paz que é um lugar marcante de Hiroshima, pois relembra o local onde foi jogada a bomba atômica no ano de 1945. O que restou do prédio da antiga prefeitura é um símbolo tanto do horror quanto da força do povo japonês. Há ainda o Museu da Bomba onde também não pudemos entrar com o dog e aqui também nos revezamos para poder conhecer. Passamos mais um tempo sentados na praça que é um lugar muito bonito e depois pegamos a estrada de volta para casa.

Muita gente que tem cachorro prefere não levar para esse tipo de viagem já que seria apenas 1 dia, mas não gosto de deixar o Chayro sozinho em casa. Ele não dá trabalho nenhum durante as viagens e ainda se diverte bastante. Tanto que sempre volta dormindo profundamente no banco do carro.

Texto e Fotos: Fernanda Sanches, do Viagens Across the World

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

PROMOÇÃO atual: Até dia 21/11 a Seguros Promo está com QUINZE % de desconto! Clique aqui e use o cupom BLACK 

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela;
    Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil.
    O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post.
    E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem por esse link que te dá 10% de desconto e você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto.

Compre já e economize!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. Gessyca
    28 out 2015

    Olá Fernanda

    Gosto muito de viajar com minha Spitz Analú, dentro do Brasil ja fomos de carro a quase todos os estados, ja viajei de carro também com ela para o Paraguai e Estados Unidos.
    O Brasil ainda tem muitas privações desde hoteis que aceitem até a própria ignorância do brasileiro.
    Nos estados unidos é perfeito tenho todas as documentações especiais entro em todos os locais ate supermercados

    Pretendo ir em 2016 a china a convite dos nossos socios americanos que possuem empresa e estrutura, gostaria de estender minha viajem ate o Japão para passeio e compras (Amo a cultura e animes)srsrsrs
    Não encontro muitas informações sobre o as regras e costumes do Japão em relação aos pets.
    Se puder me dar outras dicas adoraria te contatar.

    Abraços, Parabéns e Sorte

  2. 04 out 2013

    Obrigada Jackie!!
    Ficou lindo!!

    um beijão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.