O homem que calculava em dólares: destinos baratos com dólar alto

por Rômulo Elizardo 19.nov.2018

O dólar alto atrapalha os planos de quem quer viajar para o exterior. Como recebo muito feed de viagens e leio muito sobre o tema, tenho me deparado com várias listas de “destinos para quem quer viajar mesmo com o dólar nas alturas”. Não quero chover no molhado, mas percebi que essas listas se baseiam unicamente em um câmbio em que o Real valha mais do que a moeda local. Por exemplo: 1 real = 10 pesos argentinos. Portanto, concluem elas, a Argentina é um bom destino para economizar seus dólares. Desfazer essa premissa é moleza. Um exemplo muito claro é que 1 real equivale a 27 ienes japoneses. E, bom, é notório que o Japão está entre os destinos mais caros para se viajar. Ou seja, a matemática anda dando pernada nos outros por aí, mas você sabe que aqui no blog ela é nossa amiga. Preparei, com base nos custos reais de uma viagem, uma lista com sugestões de destinos baratos com dólar alto e que saem quase de graça em épocas de dólar baixo.

Turquia: um destino com paisagens únicas, alimentação barata e hospedagem de luxo por preço de hotel mediano em grandes cidades européias

Sugestões para viagem ao exterior: destinos baratos com dólar alto

Se você não abre mão de ir à Europa considere os países mais baratos do continente, que são: PortugalGréciaRússiaTurquia; e os países do leste europeu  – Hungria e República Theca – e os bálticos Estônia, Letônia e Lituânia. Estes últimos três e a Turquia, inclusive, têm excelentes opções de hospedagem de luxo com preços que você pagaria em hotéis simples em destinos mais concorridos. Por isso são excelentes alternativas para viagens especiais, como lua de mel. 

Nas praias paradisíacas de Los Roques ou na selva exótica de Canaima, a Venezuela tem passeios baratos. Dá para esbanjar e alugar um barco privativo ou fazer um sobrevôo de avião particular

Se você tiver muito tempo  – mais do que 15 dias – pode considerar entre suas opções de destinos baratos com dólar alto uma viagem pro outro lado do mundo. Os países do sudeste asiático – Tailândia, Cambodia, Vietnã, Myammar e Laos-, bem como a Índia e a China têm hospedagem, passeios e alimentação com preços bem acessíveis. É por isso que são locais ideais para ficar em hotéis 5 estrelas, bangalôs de frente para o mar, voar de balão, fazer cruzeiros de luxo e outras experiências exóticas. O mais caro para esses destinos costuma ser a passagem aérea, então use suas milhas ou fique atento a promoções – nossa principal dica para achar promoções é acompanhar o Melhores Destinos pelo site ou app.

Myanmar: cultura exótica com preços acessíveis para passeios, hospedagem e alimentação

Pertinho de casa, também temos destinos baratos no exterior: os países da América Latina como México, Venezuela, Bolívia, Cuba, Argentina e Uruguai são todos locais com comida, passeios e hospedagens a preços justos ou econômicos.

E temos os Estados Unidos. Ué, Rômulo, tá doido? Estados Unidos como destino barato com dólar alto? Pois sim, até os Estados Unidos entram na minha lista. Dependendo da cidade e do estilo de viagem escolhidos visitar os Estados Unidos pode sair bem em conta. O destino está sempre nos sites de promoções aéreas, pois há grande oferta de vôos. O fundamental é encontrar cidades em que a hospedagem seja mais em conta, por exemplo, Las Vegas. Em lugares com hotéis caros, caso de New York, a alternativa pode ser aderir a hospedagens como quartos em casa de moradores locais pelo AirBnB ou até mesmo experimentar uma troca de casas. Para transformar os EUA em uma viagem financeiramente positiva, há ainda outras dicas importantes.

Melhor preço garantido de hotéis é no Booking

Ganhe R$ 130 na 1ª reserva pelo AirBnB

Cadastre-se e receba 100 pontos no Guest to Guest

Como nosso querido Ricardo Freire já explicou antes, evite montar roteiros com muitas escalas, o que irá diminuir gastos com deslocamentos e diluir o custo da hospedagem quando você fica mais tempo em uma mesma cidade. Além disso, com mais tempo em cada lugar, você pode seguir a importante dica de andar bastante a pé e abusar do transporte público, além de fazer passeios por conta própria.

Outra dica nossa que vai te garantir economia, uma melhor alimentação e uma boa espiada na cultura local é ir ao supermercado. Nós simplesmente ADORAMOS ir a supermercados em outros países. É quase uma regra nossa e acredito que em todos os países que conhecemos nós já entramos em um supermercado. Você pode se divertir conhecendo os hábitos de consumo de um outro povo, descobrir produtos super úteis para a sua vida, escolher alimentos mais saudáveis para ter à mão durante os passeios, economizando em comidas caras sempre à venda pontos turísticos, por exemplo, ou até mesmo cozinhar um bom jantar local na sua hospedagem.

Compras programadas nos EUA, mesmo com dólar alto, podem gerar uma economia em itens como roupas de bebê ao longo de um ano

E, por fim, se você programar sua viagem aos EUA com antecedência você consegue tirar proveito financeiro das compras. Mas, Rômulo, você tá me mandando fazer compras num post sobre economia? Pois saiba que basta se organizar para adquirir por lá produtos que você precisaria comprar de qualquer jeito por aqui. Sabe aquele item que você vai comprar mesmo de qualquer jeito? Se você planejar as compras de um período longo, como um ano, verá que a diferença nos valores gastos com artigos como roupas e produtos infantis, cosméticos ou equipamento esportivo, por exemplo, comprados nos EUA em vez de no Brasil pode facilmente cobrir os custos de uma passagem, mesmo com o dólar alto. Só não se esqueça de fazer uma lista do que você realmente precisa para não sucumbir às tentações do consumo, além de pesquisar preços em sites como Amazon para comparar com as lojas físicas.  

Leia também: 

Faça câmbio com segurança
Utilize o site seguro escolhido por viajantes experientes 

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela. Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil. O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post. E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem, onde você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto. Compre já e economize!

PROMOÇÃO: 10% de desconto nos seguros para viagens com início ou término entre 18 de dezembro de 2018 e 4 de fevereiro de 2019.
É só utilizar o cupom FERIAS na Seguros Promo!



Publicado por Rômulo Elizardo

Apaixonado por ciência e tecnologia. E por mil assuntos diferentes a cada dia. Leitor voraz. Ama viajar e se casar (com a Jackie). Não sossega até ter certeza de ter encontrado o melhor/custo benefício em cada detalhe de uma viagem. Pai de dois buldogues franceses e uma humaninha, é psiquiatra.

outros artigos de Rômulo Elizardo »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.