Nosso pedido de casamento (em Paris)

por Jackie Mota 14.jul.2014

 

O casamento carioca, que aconteceu em agosto de 2010, começou um ano antes, quando Rômulo me pediu em casamento. Estávamos em nossa primeira viagem à Europa, na última parada do roteiro, Paris, quando aconteceu (finalmente, aleluia) o desejado, sonhado, esperado pedido oficial. O relato abaixo é uma edição do email que escrevi ainda em Paris para contar aos amigos, então é bem grande, pois foi escrito no calor da empolgação.

Pedido casamento Louvre Paris

Foto durante o dia no Louvre

O dia começa mal

Começando bem do início: aquela quarta-feira, 18 de novembro, seria o última dia inteiro da nossa viagem, já que embarcávamos de volta na quinta à noite. Programávamos ir ao Vale do Loire. Mas, perdemos a hora, perdemos o trem, e por isso ficamos mesmo em Paris. Eu fiquei mega de mau humor porque queria muito ir, o noivo brigava comigo dizendo: Mau humor em Paris não dá. E eu, admito, sou ranzinza demais e não devia ter ficado tão chateada logo cedo. Bem, com um dia em Paris decidimos refazer os programas de que mais gostamos na viagem:  o Jardim de Luxemburgo; a catedral de Notre Dame; e o Louvre!

Saímos pra tomar café da manhã no Jardim de Luxemburgo, a pé, pois era perto do nosso hotel. O chocolate belga mega espesso me enjoou e foi por isso que meu mau humor passou, pois quando fico doente ou passo mal fico mais, digamos, meiga. Bem, o dia foi ótimo, tranquilo, sem amarras de horário de museus. Depois do café, fomos à Notre Dame, andamos pelas margens do Sena até o Louvre, parando em algumas lojas. Tiramos algumas fotos no Louvre e o namo propôs de voltarmos para fazermos fotos noturnas naquele mesmo local. Ele também disse que à noite deveríamos jogar moedas na fonte e fazer um pedido (todinho, é vontade demais de ir à Fontana de Trevi rs). Mas ele disse que só deveríamos fazer isso à noite. Ainda fomos à Champs Elysée e compramos mais macarrons (ui delícia) antes de irmos nos arrumar e jantar.

Para fechar muito bem nossa viagem fomos jantar em um barco que faz um passeio pelo Rio Sena. A princípio não iríamos, pois era um pouco caro, mas um mocinho me entregou na mão o papel deste barco que tinha um preço bom. Até achávamos que não seria tão legal por conta do preço. Mas então, na hora H surge um barco lindo, bem aberto, dando ótima vista de tudo. E o jantar foi uma delícia. Quando chegamos na altura da Torre, o Ro pediu uma garrafa de champagne. Fomos abrí-la na parte de cima do barco, que é aberta, e estávamos bem embaixo da torre iluminada. Parecia mesmo cena de filme, até porque não tínhamos planejado nada disso.

Esse momento foi super hiper ultra emocionante. O namo disse que poderia ter me pedido ali mesmo, mas já tinha planejado outra coisa e decidiu manter. Ficamos lá em cima até o fim do passeio, saímos a pé, com a garrafa de champagne na mão e andamos até o Louvre.

Perfeito, perfeito

Assim que chegamos no Louvre as luzes da pirâmide se apagaram, como em uma cena de uma comédia romântica, preparando o terreno. Andamos até o lado esquerdo, ao lado da pirâmide maior. Estávamos apenas nós dois ali naquele local pelo qual já tínhamos passado várias vezes nos últimos dias, sempre lotado de gente. O namo me deu uma moeda e pediu pra eu fazer um pedido jogando-a no laguinho. Me virei, joguei e quando me virei de volta ele estava ajoelhado e perguntou: já fez seu pedido? Eu respondi que sim. E ele disse: agora vou fazer o meu!!!!!!!!!!!!!

Bem, daí veio todo o pedido, lindo demais. Muito emocionante. Rômulo tinha colocado a câmera para filma, sem eu saber, e gravamos tudo. Essas cenas viraram o trecho inicial do nosso vídeo de casamento. O áudio não ficou bom, e nós preferimos assim, pois apesar de dividir as imagens com todo mundo, guardamos só nas nossas memórias tudo o que foi dito naquele momento tão especial. .

Foi só após o pedido que o namo lembrou que tinha esquecido a trilha sonora. Ele ficou até as 3h fazendo a playlist no celular novo dele, no qual ele não sabia mexer – e foi por causa desse sono todo que ele perdeu a hora para ir aos castelos =o) Bem, então ele colocou a playlist para tocar, afinal tinha dado trabalho, e ficamos ali ouvindo All you need is love, dos Beatles, e dançando ali sozinhos no meio do Louvre, sonhando que dali a um nos casaríamos e com tudo que ainda viveríamos juntos. Um dos momentos mais gostosos da nossa história.

Vídeo do casamento: as cenas iniciais são do pedido
Trailer Jackeline + Rômulo from Macuca Produções on Vimeo.

O anel

Ah, sim, claro, complementando a perfeição, lá estava minha caixinha azul da Tiffany’s, como anel que eu tanto queria. Sempre sonhei com esse anel, após anos e anos como espectadora assídua de filmes e séries românticos, mas nunca achei que teria um de verdade. Parecia tão irreal para mim. Mas assim como anos antes eu achava que jamais acharia alguém que me completasse tanto e me fizesse tão imensamente feliz, naquele dia eu estava noiva do homem que amo e, de quebra, com um anel lindão.

Nós havíamos tentado comprar o anel em Londres. Fomos à Harrods, mas o atendente de lá foi meio antipático e quando botei no dedo não gostei. Não “bateu”, sabe? O problema é que eu sempre havia sonhado com ele. O namo ficou desesperado, sem opção. Quando chegamos a Paris ele disse para irmos a uma Tiffany’s dentro das Galerias Laffayette. E eu fui, assim, sem expectativas.

A moça de lá, uma francesa lindinha, gastou quase uma hora nos explicando tudo sobre diamantes. Ela foi muito simpática e parecia entender as noivas. Perguntou qual era nosso orçamento e fuçou até achar o anel perfeito dentro daquele valor. E olha que não foi coisa de dez minutos não. Ela parecia dizer (com os olhos né, que nosso francês não era tão bom assim): eu quero que essa noiva tenha o seu anel dos sonhos. Juro. Nunca vou esquecer o rostinho dela. Bem, quando finalmente botei o anel no dedo, ouvi sininhos. Ficou perfeito! E aí compramos. O anel ficou pronto só na semana seguinte. E quando fomos pegá-lo, ela fez uma super festa, nos dando parabéns, desejando um ótimo casamento.

Leia também:

O casamento no Rio de Janeiro – agosto/2010

Bodas Porteãs: renovação de votos em Buenos Aires – agosto/2012

Casamento vietnamita: renovação de votos no em Ha Long Bay – maio/2014

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

PROMOÇÃO atual: Somente 02 e 03 de dezembro a Seguros Promo está com VINTE % de desconto! Clique aqui e use o cupom MONDAY (E consiga + 5% de desconto para pagamento via boleto bancário) 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela;
    Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil.
    O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post.
    E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem por esse link que te dá 10% de desconto e você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto.

Compre já e economize!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. Ana
    11 mar 2016

    Oiii vc lembra o nome da empresa q vc o passeio de barco?

  2. 02 mar 2015

    Que coisa mais linda!!!
    Passei minha lua de mel em Paris! Inesquecível!

    • 02 mar 2015

      Que lindo, Gabriela. Paris é mesmo muito romântica, né? Eu lembro com muito carinho daqueles dias.
      beijos,

  3. Que lindo!!! Adoro Paris….uma cidade de sonhos……
    Eu fui pedida em namoro em Paris, e por isso resolvi criar um blog também.
    Parabens pelo seu blog e sucesso!!!
    Thais
    http://curioviagens.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.