Arequipa II: um city tour pitoresco

por Jackie Mota 22.out.2012

E lá estávamos nós sãos e salvos em Arequipa. Acordamos cedo, tomamos café e antes de dar tempo do Rômulo me perguntar “e aí, o que vamos fazer?” fico para morrer que ele não lê o roteiro , a recepcionista já tinha nos sugerido um city tour que saía naquele momento a duas quadras dali. Não curtimos muito city tours, preferimos fazer nosso próprio roteiro, mas às vezes é legal para dar uma idéia da cidade ou aproveitar o transporte entre pontos distantes. Como ela disse que não levaria o dia todo, fomos, pois teríamos o resto do dia para explorar Arequipa sozinhos, caso não curtíssemos o tour.

mochilão bolívia peru arequipa



Corremos e embarcamos no ônibus turístico, que já estava na segunda parada. E aí começamos a olhar a programação: alguns nomes impronunciáveis, uma mansão, um passeio a cavalo, um mini-zoológico. OiNo nosso roteiro original prevíamos ficar apenas pelo centro – patrimônio cultural da humanidade – fazendo tudo a pé, visitando a Praça de Armas e o Convento de Santa Catalina. Mas o tour só previa uma parada no centro (a Praça de Armas, e já tinha ocorrido antes de subirmos a bordo) e depois era tudo bem longe dali. Ok, devia mesmo haver muita coisa para se ver além do centro, mas aqueles nomes não nos diziam nada. Achamos a programação no mínimo pitoresca. Mas como nada até aquele momento estava sendo convencional em Arequipa, entramos no clima e prosseguimos no “Campiña Tour”. Segundo meu espanhol capenga, deveria ser algo como “um tour campestre”.


A primeira parada foi em Janaguara. Neste bairro há uma bonita praça, o Mirador de Yanahuara, cujos arcos são cobertos com frases de pessoas célebres de Arequipa, e uma igreja. Rende boas fotos, é bem bonita, já dá para tirar com o guia as dúvidas sobre a pedra vulcânica usada ali (se chama sillar). Tinha uma padaria pertinho em que fizemos a festa com rocamboles deliciosos (#ficadica!). 


mochilão bolívia peru arequipa city tour

mochilão bolívia peru arequipa city tour

mochilão bolívia peru arequipa city tour


mochilão bolívia peru arequipa city tour

Voltamos pro ônibus e rumamos para a próxima parada, passando por bairros bem pobres, típicos de periferia, até chegar ao mirador de Carmen Alto. É uma espécie de fazenda/centro cultural em que se tinha uma ótima vista dos vulcões de Arequipa: Chachani, Pichu Pichu e o Misti. O Misti é o mais famoso, pois está apenas adormecido e não extinto, como os outros dois.



Aqui ouvimos mais um pouco da história de Arequipa. A cidade não é conhecida por “branca” apenas pelas construções com sillar, mas também por ter sido habitada majoritariamente por espanhóis. Muita gente ia para lá por recomendação médica: o ar de Arequipa, diziam, fazia bem aos asmáticos.

Ouvimos sobre as destruições de Arequipa, por lava do Misti e por terremotos. Até 2001 foram 10 grandes terromotos, o pior em 1878. Rômulo me olha apavorado e diz “e você me traz numa cidade que é destruída a toda hora? Vou embora!” #euri


Essa parada é bem legal não só pela vista, mas porque podemos ver e provar alguns elementos gastronômicos da cidade (#vaigordinha). Provamos o famoso queso helado, que não leva queijo (é de baunilha, leite, coco e canela) e é bem típico de Arequipa. Vimos frutas como Tumbo, que se parece com o maracujá e é usada no ceviche, a Papaya e a Maca, conhecida por Ginseng dos Andes. Compramos balas de maca, pois é um ótimo energético. 


De volta ao ônibus rumamos para uma parada beeem turística: uma loja de produtos de alpaca. Mas, mesmo para quem não quiser comprar nada (os produtos de alpaca não são baratos) a parada vale para ver o mini-zoológico e também para receber uma explicação sobre a alpaca verdadeira e assim evitar levar lhama por alpaca em qualque loja no Peru. No zôo a loja mantém 4 espécies bem parecidas entre si: lhama, alpaca, guanaco e vicuña. O Guanaco é o mais selvagem e como no grupo tinha um tiozinho mala que tentou mexer com ele deu logo uma cusparada na cara do tio e deixou a parada ainda mais legal.





Em seguida fomos para a Mansão do Fundador. É, o fundador da cidade. Parece boring? Pois não julgue assim à primeira vista. A parada tem uma parte turística clássica – uma senhora oferece gaviões para fotos na entrada, há lhamas soltas pelo jardim, um carro antigo estacionado na porta – mas lá dentro há relíquias. O prédio data do século XVI, construído em sillar, em estilo hacienda, contém muitas obras e mobília originais da construção. Mas, para mim, o melhor foi descobrir resquícios da Guerra do Pacífico dentro do armário de um dos quartos. Ali há pinturas deixadas pelo exército chileno em sua campanha contra o Peru. #Pirei


Outro atrativo do lugar é que daria um belo casamento. É, eu perguntei e eles alugam para até 120 pessoas (US$ 1 mil para 60 pessoas). Um belo destino pro World Wedding, né não?






A última parada foi na região de Sambadía, nos Molinos coloniales. Ali pode-se andar a cavalo. Fiquei bem empolgada com isso porque o senhor meu marido só tinha andado quando criança. Eu como boa roceira e neta de vaqueiro fui dar umas noções para ele. Mas é coisa rápida o passeio e não consegui entender a lógica de sua inclusão no roteiro. Eu teria adorado o passeio, porque gosto quando o marido tem a chance de fazer coisas novas, mas fiquei receosa quanto ao tratamento recebido pelos animas, pois alguns estavam pele e osso, coitadinhos. Então, até achei interessante a inclusão desse passeio no city tour, mas espero que os animais sejam tratados decentemente. 

mochilão bolívia peru arequipa city tour

mochilão bolívia peru arequipa city tour


Durante o tour ainda vimos, sem descer do ônibus, outras atrações como o Palácio Goyeneche e vários vales, e ficamos sabendo que a cidade é a maior produtora de cebola roxa do país (amo!).


A parada final do ônibus é no centro, onde ficamos. Onde ficamos perdidos, quero dizer, já que contrariando uma dica que damos por aqui e para todos com quem viajamos, saímos do hostel sem pegar um cartão ou panfleto de lá. Como havíamos chegado naquela confusão da noite, não nos lembrávamos do endereço do lugar e ninguém conhecia o hostel pelo nome (era novo, lembram?). Pois ali estávamos, perdidos no meio de Arequipa. Mas a guia do ônibus era muito gentil e foi ligando para todos os hostels que tinham enviado clientes até que achou o nosso. 

Se o ar de arquipa fazia bem pros asmáticos eu não sei, mas que fazia mal para nossas cabecinhas, ah, isso fazia. 


Informaçõesfizemos o city tour com a empresa “Tours Class Arequipa“. Nosso roteiro foi o “Campiña tours”, custou 35 soles (em janeiro de 2012) e durou cerca de 3 horas. A empresa oferece outros roteiros. 



Texto e edição: Jackeline Mota; fotos: Viaje Sim!

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

PROMOÇÃO atual: Somente 02 e 03 de dezembro a Seguros Promo está com VINTE % de desconto! Clique aqui e use o cupom MONDAY (E consiga + 5% de desconto para pagamento via boleto bancário) 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela;
    Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil.
    O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post.
    E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem por esse link que te dá 10% de desconto e você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto.

Compre já e economize!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. kéko
    30 out 2012

    não deixe de ir ao restaurante nuevo palomino forno a leña muito bom !
    qualquer taxista sabe onde fica de 4 a 6 soles a corrida

  2. jackieeromulo
    26 out 2012

    Esse rotero, campina tour, né? Pois e´, nãp sei se vc viu o post anterior, mas a gente não pesquisou, simplesmente embarcou neste que o hostel arrumou pra gente. Eu gostei justamente por isso. Imagina se eu tivesse pesquisado, ou feito o roteiro sozinha se ia tão longe tendo um dia só na cidade. Dificilmente. Também amamos Arequipa, cidade linda, romantica… comemos pizza! hahahah Estavamos traumatizados por Puno. E tinha um restaurante do Gastón Acurio, mas meu marido queria a certeza da pizza rs. Mas espero voltar um dia.
    bjs,

  3. Rafaela Ventura
    24 out 2012

    Acho que todas as empresas de turismo de Arequipa fazem esse mesmo tour. Eu achei ótimo, vai a lugares mais distantes que nunca iríamos de outra forma. E tudo em Arequipa é muito legal. Dos lugares que mais gostei no Peru. E come-se muito bem, até para padrões peruanos

  4. jackieeromulo
    22 out 2012

    Oi Natalie, tudo bem! Nossa, que notícia excelente para começar uma segunda-feira =)
    Obrigada!
    bjs,

  5. Boia Paulista
    22 out 2012

    Oi, Jaque. Tudo bem?
    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com
    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.