Encontre o melhor vôo para a Riviera Maia | Dicas para escolher o mais adequado para viagem com bebê

por Jackie Mota 09.ago.2018

Quer saber como chegar à Riviera Maia? Neste post fiz um resumo dos vôos disponíveis para se chegar do Brasil à Riviera Maia com dicas para encontrar as opções mais econômicas. Também compartilhei minha experiência para ajudar você a encontrar o melhor vôo para a Riviera Maia, seja sua viagem com ou sem bebê

Praia nas ruínas de Tulum

Ruínas maias de Tulum, à beira mar na Riviera Maia

Como encontrar vôos mais baratos para Riviera Maia

Bom, para início de conversa, é preciso saber que, infelizmente, não existe voo direto do Brasil para a Riviera Maia. A boa notícia é que são várias as opções de escala para a sua viagem, dependendo da companhia aérea. Em segundo lugar, fique sabendo que a Riviera Maia possui dois aeroportos internacionais: o de Cancún e o de Cozumel – este recebe vôos do México, EUA e Canadá.

Update: em setembro de 2018 a Gol anunciou que irá operar um vôo direto entre Brasília e Cancun a partir de junho de 2019

Então, na hora de pesquisar seu vôo, use as duas opções de aeroportos nas simulações para encontrar uma maior disponibilidade de assentos e as melhores tarifas. A outra dica que pode te ajudar a ter uma viagem mais confortável, e até mais econômica, é utilizar uma dessas escalas obrigatórias para inserir um destino a mais no seu roteiro. Assim você quebra uma longa jornada de vôos e aeroportos e ainda conhece uma outra cidade. A gente curte muito fazer isso, o que na linguagem aérea se chama Stopover – leia mais detalhes sobre o assunto aqui.

As companhias que voam do Brasil para a Riviera Maia, com apenas 1 escala, são:

Já se você quiser aproveitar que terá mesmo que fazer uma escala e decidir comprar os trechos da sua passagem separadamente, pode aumentar muito as possibilidades de combinação. Se quiser, por exemplo, incluir a capital mexicana no seu roteiro, você pode voar do Brasil para a Cidade do México e de lá pegar um vôo doméstico escolhendo entre várias empresas como Interjet, VivaAerobus, Volaris etc. Ou fazer o mesmo a partir de Miami, Bogotá etc etc.

Então, se você busca economia, o negócio é brincar de montar roteiros de viagem diferentes nos buscadores de passagem. Teste os dois aeroportos da região, comprar todos os trechos desde o Brasil ou partir a compra entre companhias diferentes fazendo uma parada em sua viagem. 

Menores preços para Riviera Maia
Passagens aéreas saindo de

Viagem com bebê: qual o melhor vôo?

Ok, e quem viaja com bebê? Bom, nesse caso, nem sempre a economia é a maior preocupação. Na nossa opinião, o  ideal é sempre um vôo noturno, o que geralmente costuma ser mais caro. A questão é que ficar preso durante um dia inteiro com um bebê em um avião seria bem chato. Imagine o tédio da nossa filha, que estava na fase de engatinhar e tentar andar, passando um dia inteiro sentada numa poltrona conosco? Mesmo que seu bebê não consigo dormir a noite inteira no vôo, no período da noite ele estará mais propenso a ficar mais deitado e, naturalmente, buscar menos atividades, devido ao horário. Com certeza vale pagar um pouco mais e ter que lidar com um bebê que, mesmo que não durma, ficará menos ativo durante as horas do vôo.

Agora, se você está pensando no cansaço no dia seguinte a dica testada e aprovada pela gente é: passe o 1º dia na praia (ou piscina)! Nada como sol, natação e barulhinho do mar para embalar o cochilo dos pequenos e a gente poder apagar junto =)  

Primeiro dia pós vôo? A praia é o melhor programa! Nada como um dia na praia para garantir o sono do bebê. 

Bom, no nosso caso  tínhamos ainda um limitante a mais na busca das passagens: nossa filha não poderia ir a cidades localizadas em grandes altitutes, como Bogotá ou Cidade do México, porque esses locais tem menos oxigênio no ar, o que era contra-indicado para ela (que aguardava uma cirurgia cardíaca na época). Então, com vôo noturno e escala fora de zona de altitude, nos sobrou uma companhia pela qual já tínhamos voado antes e odiado a experiência. E aqui a escolha era bem fácil. Porque se a viagem já era desconfortável sem uma criança no colo, imagine só com uma pequena nada levinha para dividir o exíguo espaço da poltrona. Se você já conhece a companhia e sabe que é desconfortável, procure uma alternativa em uma empresa com melhores serviços.

Para nós, o jeito foi aceitar o caminho menos econômico, mas mais confortável. Escolhemos voar pela American Airlines, com escala nos Estados Unidos. Essa opção implicava ter que tirar o visto americano para nossa bebê, mas ainda assim valia a pena, pois a empresa tinha um vôo noturno disponível e a conexão era em Miami, uma cidade sem riscos para a saúde da nossa filha. E como sempre costumamos olhar pelo lado bom das coisas, decidimos que seria uma ótima idéia aproveitar uma paradinha em Miami para fazer o enxoval de toddler* da Sossô. 

Lembrete: Brasileiros não precisam de visto para viajar ao México, mas se seu vôo fizer escala nos EUA, qualquer que seja a duração da parada, você precisa do visto americano 

*Toddler: crianças de 12 a 36 meses

Vale a pena voar para Riviera Maia via EUA?

Bom, toda opção tem prós e contras, claro. Neste caso, voar via Estados Unidos tem dois pontos negativos que enfrentamos ainda antes da viagem: o aumento dos custos devido à necessidade do visto americano e o aumento do tempo necessário para preparar a viagem justamente para viabilizar o visto. Mas, a boa notícia é que, apesar de caro mesmo (US$ 160 #emojidecarinhachorando) o visto americano é bem rápido de se conseguir para um bebê cujos pais já possuam visto. O processo todo da Sophia levou uma semana e a autorização dela tem validade de 10 anos.

Além disso, na minha opinião, o visto americano está na mesma categoria da vacina de febre amarela: é daqueles documentos que é melhor fazer logo e ficar tranquilo por anos e anos sem correr o risco de perder uma oportunidade de viagem por falta do documento. Mesmo que você não queira visitar os EUA, pode surgir uma oportunidade de passagem promocional que tenha escala no país. Foi o que aconteceu quando fomos para a Ásia, por exemplo, quando nosso vôo tinha escala em Los Angeles.

Mãe e filha na areia da praia com tênis all star iguais

Passeio em South Beach, Miami, em escala na cidade na volta do México

E agora falando dos pontos positivos da opção via EUA. Na minha avaliação, as companhias americanas com vôos saindo do Brasil com destino final em Cancún, que são a American Airlines e a Delta, são boas empresas. Eu já viajei e viajaria novamente com ambas ao passo que, entre as opções fora dos EUA estão empresas como a Copa, com quem tive uma péssima experiência e que não pretendo usar novamente.

Uma outra vantagem é poder fazer um stopover em Miami (ou Atlanta, no caso da Delta). Nós estivemos na cidade para fazer o enxoval para o nascimento da nossa filha e aproveitamos esta viagem para novamente comprar os itens necessários, dessa vez para o período de 1 a 2 anos de idade. Sim, vale muito a pena financeiramente e especialmente para mim que não gosto muito de fazer compras. Pode parecer um contra-senso a princípio, mas como eu consigo comprar o grosso dos itens em poucos dias, passo o resto do ano sem me preocupar em ter que comprar isso ou aquilo. Otimiza muito minha vida de mãe!

Está grávida? Não esqueça de comprar seu seguro viagem

Dica extra: no aeroporto de Miami há diversas salas VIPs. Esses espaços são excelentes pontos de apoio para quem viaja com bebê. Nós utilizamos a sala da Amex para dar café da manhã na ida e jantar na volta para a Maria. O buffet sempre tinha frutas bem frescas, opções de comida para a gente também, banheiros e ainda uma brinquedoteca bem útil para escalas mais demoradas.

Veja nossos outros posts sobre a Riviera Maia

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela. Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil. O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post. E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem, onde você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto. Compre já e economize!
  • HOSPEDAGEM: Hotéis e apartamentos com o Booking.com; Hotéis que aceitam cachorro com o Booking.com; Quartos e aptos no Airbnb – ganhe R$ 130 em sua 1ª reserva usando nosso link
  • PET SHOP: Tudo para seu cachorro na ZenAnimal – usando o cupom VIAJESIM você ganha 5% de desconto 
  • CÂMBIO: compare as cotações nas casa de câmbio da sua cidade com apenas um clique, faça sua oferta e troque moeda com segurança na Melhor Câmbio
  • PASSAGENS AÉREAS: compare preços com a Passagens Promo
  • COMPRAS NOS EUA: O maior acervo e o melhor preço é na Amazon.com
  • CHIP DE CELULAR: Chip de celular internacional para internet e/ou dados Easy Sim 4u 
  • INGRESSOS: museus, parques e shows pelo mundo com a WePlann
  • CARRO: encontre o melhor preço com a Rental Cars;
  • PARIS: guias que falam português Na França entre Amigos 
  • USHUAIA: passeios com a Brasileiros em Ushuaia
  • AMAZONGuias de viagem, Kindle e outros produtos da loja brasileira 



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »