La Paz: batendo perna pela cidade

por Jackie Mota 29.fev.2012

 

No nosso segundo dia em La Paz, após voltarmos do passeio a Tiwanaco fomos passear um pouco a pé, como a gente gosta. Saindo do hotel, na Calle Illampu bastou andar três quarteirões para chegarmos ao “Mercado de las brujas”, o famoso Mercado das Bruxas. Confesso que esperava bem mais do tal mercado porque todo mundo que vai a La Paz visita o local.

Na verdade o mercado é uma rua com vários boxes, lojinhas, vendendo mil artigos. E sim, há fetos secos de lhama em alguns boxes, mas na maioria das lojas vende-se mesmo souvenirs bem comuns, camisas, tapetes. Não é nada tão exótico, como eu esperava.

De qualquer modo, vale a pena dar uma passada lá para comprar souvenirs e outros itens. Vi uma loja com artigos de Alpaca bem bonitos. E também há uma loja de câmbio que tinha boa cotação no dia em que passamos por lá.

O mercado também fica ao lado do Museo de la Coca (sobre o qual falarei no próximo post). Foi depois de também passar pelo museu que deixamos a parte de “cima” e descendo a rua Sagarnaga por alguns quarteirões chegamos à avenida Mariscal Santa Cruz. Passamos pela Igreja e convento de São Francisco, onde paramos para observar um pouco a diferença dessa parte da cidade para a parte “de cima”, como a Illampu. Ali La Paz se parece mais com uma grande cidade da América do Sul, com prédios históricos misturados a grandes edifícios comerciais. Descemos essa Avenida por um bom tempo, observando o comércio e as pessoas.

Como acabamos parando longe demais, precisamos pegar algum transporte para voltar ao hotel. E o meio escolhido foi uma das muitas “Jabiracas” que circulavam pelas ruas da cidade. O difícil era descobrir qual ônibus passava onde. Mas acabamos acertando pegando um que nos deixou na entrada da Illampu.

Reserve  pelo Booking o hotel Rosario, em La Paz.

Ou pesquise hotéis em toda a Bolívia no Booking.

Fotos: arquivo pessoal

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

PROMOÇÃO atual: Até dia 21/11 a Seguros Promo está com QUINZE % de desconto! Clique aqui e use o cupom BLACK 

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela;
    Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil.
    O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post.
    E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem por esse link que te dá 10% de desconto e você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto.

Compre já e economize!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. jackieeromulo
    14 out 2012

    PS: Sim, é muito triste!

  2. jackieeromulo
    14 out 2012

    Olá Jussara, que bom que está gostando. Olhe, eu não sei dizer não, mas imagino que sejam de abortos das lhamas. Mas realmente é o que imagino, pois não perguntei isso quando estive lá. Boa pergunta. Vou ver se acho algo sobre isso.
    Abs e volte sempre!

  3. Jussara
    14 out 2012

    Oi, Jackie,
    Primeira vez que visito o blog. Estou lendo os posts sobre o mochilão de vcs e gostando bastante dos relatos e das fotos.
    Fiquei encucada com uma coisa: como eles fazem pra “conseguir” os fetos? Matam as lhamas prenhes? Que dó. :-[
    Abrs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.