Percebe, Ivair, a viajância dos cavalos: a história dos Cavalos de São Marcos

por Jackie Mota 22.abr.2016

A última parada de nossa viagem de verão pela Europa no ano passado foi Veneza. De lá, publiquei no nosso Instagram a foto abaixo, em que eu contava como estava emocionada por finalmente ver pessoalmente a famosa Quadriga Triunfal, ou os Cavalos de São Marcos ou, ainda, os Cavalos de Bronze de Constantino. Aquelas esculturas de cavalos em tamanho quase real são impressionantes e eu tinha ouvido sua história tantas vezes que elas constavam na minha lista de coisas nas quais eu queria um dia colocar meus olhos. Nosso roteiro passou por Paris, Istambul e pela Grécia. Mas só somando a nossa viagem a Roma alguns meses antes conseguimos cumprir todo o roteiro desses cavalos viajantes. Nosso roteiro foi baseado nos nossos interesses em história e em belas paisagens, já o dos cavalos foi motivado pelas mudanças de poder na Europa ao longo de séculos.

Uma foto publicada por Viaje Sim! (@viajesim) em 

[quote] Quadriga: um carro ou carroça conduzida por quatro cavalos lado à lado, utilizada nos jogos olímpicos antigos. É considerada como a carruagem dos deuses e heróis na mitologia grega. Foi adotada na Roma antiga nas corridas de carruagens. São símbolos de triunfo; a mulher que a conduz é frequentemente representada por Vitória ou Fama. [/quote]

Nossa viagem começou em Paris, e por lá nossa quadriga ficou de 1798 a 1815. Adivinha só quem a levou? Se você conhece apenas um personagem da história francesa, provavelmente é ele. Sim, Napoleão. Ele colocou os quatro cavalos em cima do Arco do Triunfo do Carrossel, juntou um carro e mais duas “vitórias”. Veja bem, não é aquele Arco mais famoso, onde os turistas sobem lá na Avenida Champs Elysee. Os dois foram construídos por Napoleão, mas o destino dos cavalos fica ali bem pertinho do Museu do Louvre e foi construído em 1808. Napoleão levou a quadriga de Veneza após a primeira campanha na Itália.

quadriga cavalos de são marcos basílica de são marcos veneza

Dois dos quatro cavalos na fachada da Basílica de São Marcos, em Veneza

Para a chegada das peças de arte trazidas da Itália a Paris foi organizada uma parada pelo Campo de Marte. Um banner abria a procissão com os dizeres: “Os gregos desistiram delas, Roma as perdeu; seu destino mudou duas vezes, mas não mudará novamente“.

A escultura ficou em Paris até 1815, quando o imperador francês foi derrotado. Atualmente, o Arco ostenta em seu topo uma escultura que é uma cópia da nossa quadriga. Com a queda de Napoleão, os austríacos mandaram devolver os cavalos a Veneza.

quadriga cavalos de são marcos basílica de são marcos veneza

O Arco do Triunfo do Carrossel, em Paris, com uma cópia da Quadriga Triunfal, com carro e duas vitórias nas extremidades

quadriga cavalos de são marcos basílica de são marcos veneza

Arco do Triunfo do Carrossel, em Paris

Em Veneza, a quadriga voltaria a ficar no terraço da Basílica de São Marcos, de frente para a Praça de São Marcos. Embora seu lar pré e pós-Napoleão tenha sido Veneza, a escultura não nasceu ali e, na verdade, chegou à cidade dos canais como produto do saque da derrubada de Constantinopla pela Quarta Cruzada. O famoso doge veneziano Enrico Dandolo comandou esta cruzada, mas não voltou para ver os cavalos na praça. Morreu em Constantinopla e lá está enterrado, na Haya Sophia. Os cavalos subiram para o terraço da Catedral meio século depois, em 1254.

quadriga cavalos de são marcos basílica de são marcos veneza

Os cavalos na fachada da Basília em Veneza

Mas, calma, que também não foi em Constantinopla que os belos cavalos nasceram. Nesse ponto só podemos falar de suposições, pois há pelo menos quatro hipóteses. Uma das possibilidades é que a estátua tenha sido encomendada por Septimius Severus, imperador romano, para o seu arco triunfal, em Roma, e depois levada a Constantinopla; há uma tese que afirma que ela já passou pelo Arco de Trajano, em Roma; outra sugere que Constantinopla a tenha saqueado de Delphi, na Grécia; há ainda outra teoria que defende que ela teria sido feito em uma outra ilha Grega, Chios.

A obra tão cobiçada em disputas políticas dataria do século IV A.C segundo algumas versões e do século II AC segundo outras. Sua autoria é atribuída, quase sempre, ao escultor grego Lysippos.

A localização dos cavalos em Constantinopla também não é consenso, mas se destaca a versão que diz que ela ficava no Hipódromo. Atualmente, há pouco para se ver do Hipódromo original em Istambul. O local a céu aberto é um jardim, na Praça Sultahnamet, com um traçado com o mesmo formato das raias de corrida de quadrigas. Ali pode-se ver a Coluna Serpentina e o Obelisco de Teodósio. Escavações feitas desde 1855 foram revelando indícios sobre as dimensões e características do Hipódromo. Descobriu-se, por exemplo que a coluna veio de Delphi. Já um trabalho de restauração do Museu Arqueológico entre 2012 e 2014 encontrou ruínas dos arcos do Hipódromo sob o piso do museu. Essas ruínas hoje podem ser vistas em exibição dentro no Museu.

quadriga cavalos de são marcos basílica de são marcos veneza

Obelisco de Teodósio e o Obelisco de Karnak ao fundo, a Coluna Serpentina está no meio (é bem menor): local era o Hipódromo em Istambul

quadriga cavalos de são marcos basílica de são marcos veneza

Ruínas do Hipódromo no Museu de Arqueologia

O site Byzantium 1200 faz reconstruções em 3D de Constantinopla. No vídeo abaixo você pode ver um simulação de uma corrida no Hipódromo de Constantinopla e é possível ver a quadriga sob os arcos em uma das extremidades do Hipódromo.

Os cavalos saíram de Istambul em 1204, quando os cruzados, após meses de cerco, invadiram e saquearam a cidade, que na época era a maior e mais rica de toda europa e depositária da cultura de séculos do Império Romano.  Embora não tivessem significado religioso, foram designadas para ficar na basílica, pelo significado da conquista política. No mesmo saque foram outras obras importantes, como os Tetrarchas, que também estão atualmente na Basílica de são Marcos.

quadriga cavalos de são marcos basílica de são marcos veneza

Os Tetrarchas, na fachada da Basílica, em Veneza

Após a volta de Paris, os cavalos ainda fizeram oura viagem. Foi durante a Primeira Guerra Mundial. Para protegê-la dos bombardeios, os italianos a levaram para Roma. De lá voltaram para o terraço da Basília e se moveram bem pouco desde então. Desde os anos 80 eles estão no mesmo andar, mas no interior da Basílica. Os que nós vemos do lado de fora são réplicas. Dessa vez a mudança foi feita para proteger a obra dos danos causados pela exposição ao clima.

No interior da basílica, a obra chama ainda mais atenção, colocada em uma trecho bem simples da basílica, sob pouca luz, protegida da suntuosidade da nave central do templo. É proibido tirar fotos da escultura, o que sempre ajuda nos dias de hoje para que se possa admirar com mais atenção a obra sem a interferência da tecnologia. Foi bom estar ali, apenas nós, todos olhos e atenção a esses cavalos de tantas viagens e tanta história.

quadriga cavalos de são marcos basílica de são marcos veneza

Os cavalos vistos do terraço

quadriga cavalos de são marcos basílica de são marcos veneza

Os cavalos sob a Praça de São Marcos

Mais curiosidades sobre os Cavalos de São Marcos:

  • A escultura é o único exemplar de uma quadriga da era clássica;
  • Estudos mostraram que as estátuas não são de bronze e sim compostas por 96% de cobre, o que fortalece a hipótese de origem romana, e não grega;
  • Os colares nos pescoços dos cavalos foram colocados pelos venezianos, para esconder o ponto em que as cabeças dos cavalos foram serradas para o transporte de Constantinopla a Veneza;
  • Os cavalos foram levados de Paris a Veneza pelo capitão Dumaresq, escolhido pessoalmente pelo imperador da Áustria. Ele recebeu como agradecimento uma caixa de rapé de ouro com suas iniciais em diamantes.
quadriga cavalos de são marcos basílica de são marcos veneza

Feliz, num daqueles dias em que a gente realiza um sonho

Visite a quadriga em Veneza:

Consulte os horários de visita à Basílica no site.

* O título é uma referência a esse meme maravilhoso

Leia também: Simbologia das estátuas equestres

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

PROMOÇÃO atual: Até dia 21/11 a Seguros Promo está com QUINZE % de desconto! Clique aqui e use o cupom BLACK 

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela;
    Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil.
    O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post.
    E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem por esse link que te dá 10% de desconto e você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto.

Compre já e economize!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. 26 jul 2017

    Oi, tudo bem?

    Aqui é a Maria Carolina, da Vedovati.

    Estou entrando em contato com você porque tenho visto muita gente tendo problemas com a saúde dos seus cavalos.

    Por isso vim falar que preparamos aqui na Vedovati um ebook com 5 dicas especiais para você tratar dos seus cavalos da maneira certa.

    É só acessar este link para baixar o ebook http://lp.vedovatipisos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.