Subindo a serra: dicas de restaurantes e pousada em Petrópolis

por Mariana Jardim 11.jun.2015

Para celebrar 3 anos de casados, decidimos passar o final de semana viajando. Como eu já estaria com 35 semanas de gestação, optamos por ir para algum lugar perto do Rio, com pouco trânsito e estrutura hospitalar. Então, nos decidimos por Petrópolis. A busca por hospedagem na serra do Rio não foi fácil. Não pela ausência de opções, mas, ao contrário, pela enorme profusão de pousadas charmosas no município. Acabamos escolhendo uma pousada em Corrêas super bem recomendada por uma amiga petropolitana.

Dicas pousada Petrópolis

Para quem não está muito familiarizado com a região, o município está dividido em distritos e, estes por sua vez, subdivididos em bairros: Petrópolis (distrito sede); Cascatinha (Araras, Vale das Videiras, Corrêas, Nogueira, etc); Itaipava; Pedro do Rio (Secretário, etc); e Posse (Brejal, Rio Bonito, etc).

Dicas pousada Petrópolis

Subimos na sexta pela manhã e em meros 60 minutos estávamos abrindo a porta do carro e recebendo no rosto aquele fresquinho delicioso rumo a nossa primeira – e tradicional – parada do dia: Casa do Alemão. Na entrada do Quitandinha ficam tanto a Casa do Alemão quanto a Pavelka (a Jackie já falou desse local aqui). A ‘briga’ entre os dois restaurantes vem de longa data, mas ambos produzem croquetes, biscoitos, pães e doces artesanais deliciosos. O meu preferido é a Casa do Alemão, onde comemos uns croquetes e compramos uns biscoitos para o final de semana. Ambos têm filiais no Rio, mas para mim viagem à serra sem passar por lá não tem graça…

Para quem gosta de bromélias e orquídeas, essa é uma excelente parada para comprar essas plantas a preços justos. Nós raramente conseguimos resistir e voltar para o Rio de mãos vazias.

Dicas pousada Petrópolis

 

De lá, fomos direto para o centro histórico de Petrópolis para aproveitar o dia na Cidade Imperial. Para quem não sabe, d. Pedro I ficou tão encantado com a região por volta de 1822 que comprou uma fazenda no local. Por conta de conjunturas políticas, ele acabou retornando a Portugal sem desfrutar do local, que acabou sendo deixado como herança para seu filho, d. Pedro II, que nela construiu sua residência favorita de verão. Hoje a construção abriga o Museu Imperial, um dos pontos turísticos mais importantes da região.

Nosso ‘tour’ passou pelo Museu Imperial, pela Catedral D. Pedro de Alcântara e pelo Palácio de Cristal – todos próximos e interligados pela Avenida Koeller. Aliás, a Koeller em si vale uma caminhada para admirar seus vários palacetes e mansões da época do Império. Em um desses palacetes está o Hotel Solar do Império, com seu imperdível restaurante Imperatriz Leopoldina. O restaurante comandado pela chef Claudia Mascarenhas é pequeno, razão pela qual se recomenda ter reserva (no entanto, mesmo sem reserva conseguimos uma mesa para dois sem dificuldade na hora do almoço). A comida estava divina (comemos o melhor pudim de laranja ever) e achamos o preço bem justo.

A digestão foi feita no Museu da Cerveja, que fica na antiga fábrica da Cervejaria Bohemia. A história do chamado “Ouro líquido” é contada por meio de uma série de recursos tecnológicos (telas touch-screen, sons e luzes) e de uma forma muito interativa. A visitação dura aproximadamente uma hora e meia (e dá direito a duas degustações – não aproveitadas pela gestante aqui) e é bem interessante. O complexo tem também um bar no térreo e um restaurante em cima do museu (com muitos pratos elaborados à base de cerveja) que são super badalados. Como não estávamos com fome e eu não estava bebendo, deixamos para uma próxima oportunidade conhecer os dois.

Dicas pousada Petrópolis

De lá pegamos o carro rumo a nossa pousada. Em menos de 20 minutos já estávamos em Corrêas e chegamos no seria a grande atração do nosso final de semana: a Pousada da Alcobaça.

Para quem procura luxo e requinte aviso logo que esse não é o lugar para você. Quer dizer, cada um tem sua definição de luxo e, para nós, luxo foi ser recebido como alguém ‘de casa’ por pessoas amáveis, chegar no quarto e encontrar, ao lado de colchão, travesseiros e roupas de cama e banho confortáveis e cheirosos, um vasinho de flores colhidas na própria pousada, acordar ao som dos pássaros e abrir um janelão para um jardim lindo. Luxo foi sentar à mesa do café da manhã às 9h e levantar apenas às 11h, depois de comer torradas petrópolis, queijo curado, croissants, suco fresco, panquecas com maple syrup, bolo de banana, bolo de laranja, bolo de chocolate e omelete. Luxo foi ler um livro à beira da piscina sem escutar qualquer barulho que remetesse à civilização. Luxo foi aproveitar a paz e a tranquilidade daquele refúgio.

Dicas pousada Petrópolis Dicas pousada Petrópolis

A pousada serve aos sábados uma tradicional feijoada (e para comer por lá recomenda-se reservar pois fica bem cheio), mas como esse não é meu prato favorito, resolvemos ir a um restaurante em Araras.

O Restaurante Alvorada, comandado pelos donos Marcia e Paulão, tem jeitão de casa e tem como sua estrela principal o forno a lenha. Dele saem delícias como o cordeiro com purê de aipim que comemos. Os pratos não são grandes e o precinho não é muito camarada, mas ainda assim recomendo o lugar. Eles têm ainda uma área externa com um mesão estilo piquenique que acomoda grupos grandes.

Dicas pousada Petrópolis

O saldo do final de semana, além dos quilos a mais, foi aquela sensação de ter encontrado o remédio certo para a alma (just what the doctor ordered!).

Leia mais aqui sobre viagens para Serra

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!
  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela;
    Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil.
    O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post.
    E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem por esse link que te dá 10% de desconto e você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto.

Compre já e economize!

  • HOSPEDAGEM: Hotéis e apartamentos com o Booking.com; Hotéis que aceitam cacorro com o Booking.com; Quartos e aptos no Airbnbganhe R$ 130 em sua 1ª reserva usando nosso link
  • CHIP DE CELULAR: Chip de celular internacional para internet e/ou dados America Chip : Use VIAJESIM e ganhe 5% OFF
  • USHUAIA: passeios com a Brasileiros em Ushuaia com melhor preço garantido
  • AMAZON AMERICANA: crie uma lista de enxoval e economize dinheiro e tempo na sua Babymoon
  • PET SHOP: Tudo para seu cachorro na ZenAnimal – usando o cupom VIAJESIM você ganha 5% de desconto 
  • CÂMBIO: compare as cotações nas casa de câmbio da sua cidade com apenas um clique, faça sua oferta e troque moeda com segurança na Melhor Câmbio
  • PASSAGENS AÉREAS: compare preços com a Passagens Promo
  • INGRESSOS: museus, parques e shows pelo mundo com a WePlann
  • PARIS: guias que falam português na França entre Amigos 
  • AMAZONGuias de viagem, Kindle e outros produtos da loja brasileira 
  • Problemas com a cia aérea? Exija seus direitos com assessoria jurídica prática e ágil. Entre em contato com a Resolvvi



Publicado por Mariana Jardim

Mãe de 2 meninos incríveis e de 3 boxers (um dos quais virou estrelinha), casada, bailarina por hobby e advogada por profissão. Carioca, criada no Grajaú, ama comer e beber (seja em casa, em um bom boteco ou em um restaurante estrelado), planejar uma viagem e ouvir boa música.

outros artigos de Mariana Jardim »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.