Compras de (e para) viagem: alpargatas GAP

Durante nossa viagem a New York, em maio, reparei que era só o tempo abrir um pouquinho, a chuva dar uma trégua e pronto, só dava esse tipo de sapato nos pés das meninas: as alpargatas. Fui vendo aqui, ali, em todo lugar e comecei a achá-las bem bonitinhas. Mas o que me atraía mesmo era que elas pareciam ser super confortáveis. Então, fiquei querendo comprar uma, mas com receio de não usar nunca, não conseguir combinar com nada e acabar com um sapato enfurnado no armário. Mas aí, quando fomos ao Outlet, encontrei um par na GAP por menos de US$ 30 e resolvi comprar para ver se eram mesmo confortáveis e se eu me adaptava.

Captura de Tela 2014-08-31 às 18.53.33

As minhas: de renda, branca, com solado de corda (GAP)

O resultado? Me arrependi! Sim, me arrependi de não ter comprado mais pares. A minha já está andando sozinha, pois não tiro do pé aqui nesse inverninho ameno do Rio de Janeiro.

O sapato é mesmo muito confortável, maciiiiinho. É prático, pois é só enfiar o pé e pronto. E achei bem facinho de combinar com minhas roupas. Dá pra usar com shortinho, vestidos, saias e calças – mais curtas, tipo Capri. Apesar de bem despojado, não é tão esportivo como um tênis. E, ao contrário de todas as minha sapatilhas novas, não machucou meu pé nenhuma vez, pois o corpo dele é de tecido, bem molinho.

Captura de Tela 2014-08-31 às 18.12.11

Se o conforto é certo, o nome, no entanto, é uma dúvida. Eu chamo as minhas de alpargatas, mas talvez você conheça por outro nome. Tem gente que chama de espadrilles/espadrilhas, por exemplo, mas as espadrilles verdadeiras têm salto e uma corda para amarrar ao tornozelo. O que, às vezes, as alpargatas têm em comum com as espadrilles é o solado, uma espécie de corda de juta. O nome espadrille  tem origem na região da Catalunha, na Europa, e significa sapato feito de espart, o nome catalão para um tipo de capim duro e resistente utilizado na fabricação da corda.

Já o nome alpargata (e também alpergata e alpercata) vem da fábrica fundada no Brasil em 1907 que produziu esse tipo de calçado por aqui no início do século passado. Sabe que fábrica é essa? Algumas dicas: ela lançou o tênis Conga, o Kichute, o Bamba e, em 1962, as havaianas. Pois é, a Alpargatas S.A. é a fábrica das havaianas e desde o ano passado voltou a fabricar alpargatas, com solado de borracha e várias opções de tecidos e cores.

havaianas

Se você for procurar por esses sapatos em NY pode pedir por slippers, slip ons ou, ainda, espadrilles. Além da Gap, várias marcas estavam com as suas já nas liquidações de verão, mas pode ser que elas voltem para o próximo verão por lá. A marca mais popular, sem dúvida, era a TOMS.

TOMS

Cresceu no interior de Minas, sempre cercada de livros. Desde criança tem uma alma antiga. Encontrou no Rio o amor da sua vida, com quem ama viajar e se casar (again and again). É mãe de dois buldogues, Maquiavel e Foucault, jornalista e mestre em Estudos Estratégicos.

Leave a Reply