Como tirar o visto para o Myanmar: processo online agora é rápido

por Jackie Mota 22.set.2015

Quando viajamos ao Myanmar, em maio de 2014, uma das maiores dificuldades da organização foi tirar o visto. O processo não apenas demorava, como era incerto. A gente não desistiu, mas foi bem estressante. Optamos por pedir o pre-arranged visa, mas precisamos contratar uma agência e só recebemos o email confirmando nosso pedido quando já estávamos na Tailândia e ainda enfrentamos uma confusão com a companhia aérea antes do embarque. Bom, no final, fomos ao Myanmar, amamos o país, e voltamos para contar o quanto vale a viagem, mesmo com o perrengue. A boa notícia agora é que esse processo de pedido de visto já pode ser feito por você mesmo, online e sem demora. Veja detalhes abaixo sobre como tirar sozinho o e-visa para o Myanmar.

Como tirar o visto para o Myanmar

Nossos leitores começaram a relatar que haviam obtido a autorização do visto online sem dificuldades já no final de 2014. Mas recentemente uma viajante deixou detalhes do seu processo, confirmando que o sistema está funcionando mesmo – obrigada pelo comentário, Cláudia.

O que é o e-visa para o Myanmar

O e-visa é uma “carta de aprovação” para que você possa receber seu visto definitivo na chegada ao país. Um visto definitivo, um e-visa ou um pre-arrenged visa são exigidos do turista brasileiro para o embarque para o Myanmar.

O Myanmar disponibiliza o e-visa para cidadãos de uma série de países, entre eles, para portadores de passaporte brasileiro

Restrições

Para obter um e-visa, seu passaporte precisa ter validade mínima de 6 meses. Esse tipo de visto permite que você entre no Myanmar apenas pelos aeroportos de Yangon, Mandalay e Nay Pyi Taw (a capital do país). Portanto, não vale se você planeja entrar por terra. Caso você entre no país por um porto, em um cruzeiro, também não poderá utilizar um e-visa. Nesse caso você precisará de um pre-arrenged visa, como o que tiramos – veja detalhe no post Myanmar na prática.

Como tirar o visto para o Myanmar

A validade do visto é para uma única entrada no país – então não faça seu roteiro saindo e retornando ao Myanmar, ou você necessitará de um outro visto.

A vigência do visto definitivo que será recebido é para uma estadia máxima de 28 dias no país.

Não esqueça o seguro de viagem

Quando pedir 

A validade da carta de aprovação é de 90 dias a partir da data de emissão. Portanto, peça o visto apenas quando faltar, no máximo, esse prazo para seu desembarque no Myanmar. Caso sua carta expire, sua entrada será negada no país

Como pedir seu e-visa

O site para o pedido do visto é esse aqui – http://evisa.moip.gov.mm. A seguir você deve clicar em “Apply your e-visa now”. Confira se seu computador está desbloqueado para pop-ups, pois será necessário utilizar pop-ups no processo. 

Uma nova página irá se abrir. Você então preencherá seus dados como data e local de entrada, local de hospedagem – o Ministério orienta que turistas devem se hospedar em hotéis, motéis, guest houses, alojamentos e resorts registrados.

Será necessário fazer o upload de uma foto em cores na medida 4.8 cm x 3.8 cm tirada nos últimos três meses.

O e-visa custa U$ 50 e você pode pagar com os cartões Visa, Master, American Express ou JBC. O e-visa não é reembolsável.

como tirar o visto para o myanmar

Em até uma hora após o processo você recebe um email confirmando o pagamento do pedido e, em até 3 dias úteis, a carta de aprovação, também via email. Nossa leitora relatou ter recebido o email no mesmo dia, horas depois do pedido ter sido feito.

Depois de receber o email, imprima-o e leve com você junto a uma foto original para apresentar em sua chegada ao aeroporto quando, aí sim, você receberá seu visto original.

Não esqueça do seu seguro de viagem: pesquise os melhores preços
e coberturas
 
com nosso parceiro Real Seguros

seguro_viagem_asia_468x60

Para mais informações, consulte o índice de posts sobre o Myanmar

 

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela. Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil. O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post. E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem, onde você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto. Compre já e economize!

PROMOÇÃO: 10% de desconto nos seguros para viagens com início ou término entre 18 de dezembro de 2018 e 4 de fevereiro de 2019.
É só utilizar o cupom FERIAS na Seguros Promo!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. 26 fev 2017

    Obrigado pelo artigo, me ajudou muito

  2. Regina
    11 jan 2017

    Oi Jackie!

    depois que facilitaram o processo online, o processo presencial via embaixada caiu em desuso? tenho parentes em Brasilia que se prontificaram a retirar o visto para mim, mas nao achei no site informacoes de como pagar a taxa de aplicacao do visto. Voce sabe como proceder?

    • 11 jan 2017

      Oi Regina, tudo bem? Retiraram a info do site? Provavelmente então devem ter substituído mesmo. Anteriormente tinha a informação no site. O que te indico é que ligue na embaixada e pergunte, pois se vc prefere, podem ser que te passem a orientação por telefone. Qd eu liguei lá na época em que fiz o meu eles me tiraram algumas duvidas.
      Depois volte pra contar, por favor =)
      Abs,

  3. Luiza
    16 nov 2016

    obrigada pela dica, estou ainda vendo se vale a pena e se o bolso aguenta esticar mais este país num plano ao sudeste asiático. Como pretendemos faxer a travessia pelo rio Kwai e talvez depois ir por via aérea a Yangon, creio que necessito multiplas entradas.

    • 13 dez 2016

      Sim, nesse caso acho que seria múltiplas entradas. Mas garanto que o pais vale o investimento. abs!

  4. Bruno Carvalho Cruz
    20 out 2016

    Olá. Você menciona que é necessário fazer o Upload de uma foto medindo 4.8cm x 3.8cm, mas necessitamos desta foto física pra colocá-la em algum lugar ou mesmo entregá-la pessoalmente no aeroporto?

  5. Carolina
    25 mar 2016

    Obrigada pela ajuda! Consegui tirar o meu visto atraves do seu blog.

  6. Tassyana
    17 jan 2016

    Oi. Estou planejando minha viagem oara o Myanmar, gostaria de saber a respeito da foto,precisaria ser uma foto estilo a da carteira de identidade?

    • 22 jan 2016

      OI Tassyana, é “uma foto em cores na medida 4.8 cm x 3.8 cm tirada nos últimos três meses”.
      abs,

      • Glauce
        02 ago 2016

        essa foto tem que ser scaneada? ou pode ser foto da foto? tá muito complicado para tirar este visto…

      • 03 out 2016

        Escaneada, Glauce. Ta achando online complicado? Por qual motivo? O pessoal tem conseguido tirar sem problemas.
        Vc ainda pode tirar no esquema velho, mas aí sim é mt mais complicado.
        abs,

      • Laura
        04 nov 2016

        Tenho tentado tirar o visto, mas o cartão de crédito, que já está desbloqueado para uso internacional, nunca é aceito. O meu, do Banco do Brasil, dá uma resposta que não há um “modo de segurança” instalado no computador. Já tentei com outros cartões, todos desbloqueados, mas sempre são negados. Está difícil.

      • 15 nov 2016

        Caramba. Sugestão: vc ja tentou de outro computador ou rede wi-fi? As vezes um destes dois bloqueia algum site. Esse do banco do brasil eu ODEIO rs sou cliente e vc tem que cadastrar o computador, não da pra usar qq computador (entao, por exemplo, nos temos 3 notes em casa, mas se viajar e levar o que não esta cadastrado ja era), mas volta e meia acontece isso, de estar instalado e ele reclamar. Felizmente não é meu cartão principal. Como vc relatou que tentou outros cartões, eu tentaria outra maquina. Mas não sei mesmo o que pode ser, infelizmente. O sistema da compra de ingressos de Machu Picchu tb tinha muitos problemas assim. Espero que consiga resolver. Se não conseguir, e vc tiver tempo, pode tentar tirar pela embaixada.
        abs,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.