Como acumular e como viajar usando milhas

por Jackie Mota 17.jul.2011

Outro dia desabafei no Facebook, dizendo como eu fico triste quando tenho que pagar algo em dinheiro ou cartão de débito porque penso em quantas milhas eu “perdi” e aí alguns amigos comentaram que não sabem como acumular e viajar com milhas. Eu até já tinha falado sobre as milhas aqui no blog, mas bem por alto. Mas, diante desses desperdício econômico dos meus amigos, fiz um mini manual que posto aqui para todos os leitores. É uma manual simples, de como eu faço. Não sou uma expert, existem ainda outras maneiras de acumular pontos conversíveis para milhas (programas de lojas etc), mas eu falei apenas dos que uso e que já me renderam a emissão de várias viagens com milhas (6 passagens para Buenos Aires e também Chile, Bolívia, Peru, Uruguai e até Europa e inúmeras dentro do Brasil, como São Paulo, Brasília, Maceió, Recife etc). Viajo sempre com milhas, então vou falar do pouco que eu aprendi testando. Vamos lá.

Entendendo

As milhas são os pontos dados pelas cias aéreas em seus programas de fidelidade para que você as troque por passagens grátis naquela cia ou em cias parceiras. Você acumula milhas quando voa por uma cia. Por exemplo, se for do Rio a São Paulo pela Gol, vai acumular algumas milhas no programa de fidelidade da Gol, que é o Smiles. Se for do Rio a Lisboa pela Tap, acumula pontos no programa de fidelidade dessa cia, que é o Victoria. Quando tiver um determinado número de milhas na sua conta no programa,  pode solicitar uma passagem grátis.

1. Então, a primeira coisa a se fazer para quem quer voar com milhas é se inscrever nos programas de fidelidade de todas as cias aéreas

Ah, mas eu nunca voei nem planejo voar de Tap, não vou me inscreve nessa. Não planeja hoje, né? Ninguém sabe amanhã. Então se inscreva sim em todos os programas. É rápido, tudo online. Quando você precisar,  já vai estar com o cadastro ok. Isso é fundamental porque como vou falar mais adiante, as promoções sempre acontecem com prazos curtos e só é possível aproveitá-las já estando com os cadastros prontos.

Os principais programas de milhagens são:

Smiles – da Gol | Tam Fidelidade – da TAM | LanPass – da LAN | Programa Amigo – da Avianca | Tudo Azul – da Azul | Tap Victoria – da TAP | Flying Blue – da KLM, AirFrance e Air Europa | Skymiles – da Delta | AAAdvantage – da American Airlines | Lifemiles – da TACA e Avianca internacional | Miles & More – da Lufthansa | Aerolíneas Plus – Aerolíneas Argentinas | Milleage Plus – da United Airlines

Bom, mas é possível conseguir milhas de outras formas. Uma dessas formas é através do cartão de crédito e é essa a forma que eu uso. Existem lojas, rede de postos de gasolina e outras cias que possuem programas de recompensa atrelados a programas de fidelidade das cias aéreas ou ao cartão de crédito e que “turbinam” suas milhas, mas eu não uso nenhum, então não vou abordá-los aqui, ok?  O cartão de débito do Banco do Brasil também permite acumular pontos que viram milhas. Mas eu também não o possuo. Mas dêem uma googlada aí no programa do Ipiranga e do Click Hotéis, por exemplo.

Bom, voltando ao cartão de crédito, todo cartão de crédito possui um programa de recompensas. Nos programas de recompensa seus gastos no cartão são transformados em pontos que você pode trocar por várias coisas como assinaturas de revistas, produtos para casa ou as milhas de diversas cias aéreas.

2. Se você não tem um, peça um cartão de crédito. E quem tem, cheque se está inscrito no programa de bônus ou recompensa do cartão.

3. Escolha um cartão com boa taxa de conversão entre gastos e pontos.

De acordo com  o cartão a taxa de conversão entre gastos (contabilizados em dólar) e pontos no programa de fidelidade, muda. Em alguns cartões a conversão é US$ 1 = 1 ponto; em outros US$ 1= 1,5 pontos; há cartões também com US$ 1 = 2 pontos e até os de US$ 1 = 2,2 pontos (até onde eu sei). Então, quanto melhor a taxa de conversão, mais pontos você acumula, e quanto mais pontos, mais milhas voê conseguirá resgatar. Normamente (nunca vi diferente) a conversão de pontos para milha é 1 ponto = 1 milha. Por isso, tente pegar pelo menos um cartão com taxa de conversão US$ 1 = 1,5 pontos. Com o dólar baixinho como está, já fica mais fácil acumular pontos. Veja isso com seu gerente de banco.

Outra coisa importante a se checar é se seu cartão tem prazo de validade para os pontos. Em alguns cartões o pontos vencem em 1 ano, em outros eles não expiram. Então, pegue um cartão em que eles não expirem para você não perder seus pontos se não os utilizar em um ano. O tipo de cartão depende da renda comprovada, movimentação na conta etc e isso varia de bandeira para bandeira, banco para banco etc.

Bom, até aqui então o que estou dizendo é que se você tem um cartao de crédito e está inscrito no programa de recompensa ou bônus dele, você pode resgatar os pontos que acumulou com suas compras em forma de milhas nos programas de fidelidade das cias aéras (nos quais você estiver inscrito).

4. Converter os pontos em milhas é fácil.

Então não tem desculpa para esquecer ou ate mesmo perder seus pontos no seu cartão. Você vai entrar em contato com o seu cartão de crédito, escolher a opção do seu programa de recompensas, pedir seu saldo de pontos (normalmente vem esse saldo na fatura mensal do cartão) e pedir para resgatá-lo. Você informa para qual programa de fidelidade você quer transferir os pontos e pronto. Eles fazer a transferência. Isso só não é automático. Normalmente leva atá 14 dias para seus pontos do cartão de crédito caírem na sua conta de fidelidade de cia aérea.

PS: Recentemente os cartões Visa e Mastercard implementaram resgates de passagens aéreas direto com seus programas. Assim você nem precisa transferir para os programas de milhas. É ainda mais fácil!

Antes de continuar, só mais uma coisa sobre cartões. Além dos cartões emitidos diretamente com o banco, há ainda cartões de crédito específicos dos programas de fidelidade das cias aéras, como Tam Mastercard ou Visa Smiles. Mas nesse caso o que você acumula no cartão vai direto para sua conta nesse programa específico de fidelidade. Quando você acumula no cartão de crédito de um banco, por exemplo o Santander Visa, você tem a opção de transferir seus pontos para qualquer programs de fidelidade. Eu prefiro ter essa liberdade, mas se você quer viajar para locais em que a Gol voa com certeza, por exemplo, e esse cartão te der uma taxa de conversão melhor do que a que o banco te ofereceu, pode concentrar tudo num cartão Smiles mesmo.

Então, continuando. Você tem um cartão, está inscrito nos programas de fidelidade dele e das cias aéreas. O que fazer?

5. Gaste no cartão!

Para você acumular pontos, você precisa gastar. Isso não significa, no entanto, que você precisa se endividar. Basta você fazer os seus gastos normais mensais no cartão, em vez de pagar com débito ou dinheiro, por exemplo. Pague supermercado, bar, cinema, roupas, lanches, almoço, tudo tudo tudo no cartão. É claro que você precisa ser uma pessoa disciplinada para isso. Tem gente que passa as coisas no cartão, daí vê o dinheiro na conta e vai lá e gasta o dinheiro também e no dia de pagar a fatura, ploft, não tem dinheiro. Mas eu acho bem simples fazer assim. Praticamente mexo na minha conta bancária uma vez por mês, no dia de pagar a fatura do cartão. Só não pago com ele táxi (ms alguns já estão aceitando, amém). O resto, vai tudo lá. Farmácia, pizza, pet shop, mercado, tudinho. Não despreze as pequenas compras diárias, é de milha em milha que se voa de graça!

6. E quantas milhas são necessárias para voar?

Bom, isso depende. Cada programa de fidelidade tem sua tabela de conversão padrão. Mas, em geral, passagens nacionais podem ser resgatadas por 10 mil o trecho (20 mil ida e volta), na América do Sul por 30 mil ida e volta. Europa e EUA saem um pouco mais caro, mas é possível conseguir uma dia e volta por apenas 35 mil para a Europa, por exemplo. O “preço” das passagens em milhas também variam para o mesmo destino dependendo da classe em que você quer voar ou do vôo. Os vôos com melhores horários costumam ser mais “caros”.

E então, o “preço” em “milhas” parece alto? Não se você pensar que:

A. Você conseguiu os pontos “de graça”, comprando tudo que já comprava antes. Pode ter gente que vá achar que não vale a pena, porque dificilmente com o que gasta conseguirá uma passagem para Dubai, sei lá. Mas na minha opinião, ter, por exemplo, duas idas e voltas para o Nordeste por ano, sem gastar nada a mais é bom, não?

B. PROMOÇÔES DE MILHAS!

Estou citando Gol e Tam porque são as cias que mais uso, mas há outras que também fazem promoções de milhas reduzidas. E é aí que dá pra fazer melhor uso das milhas.Todos os anos, várias vezes por ano a Gol lança promoções de milhas reduzidas. Normalmente ela baixa o custo do trecho nacional para 3 ou 4 mil milhas, ou seja, 8 mil milhas ida e volta no Brasil e os trechos na América do Sul caem para 6 mil (12 mil ida e volta), mas já aconteceu de ter trecho internacional por 3 mil e trecho nacional por apenas 1 mil. Eu já usei essas promos para viajar ao Nordeste – dois passageiros, duas idas e voltas por 16 mil milhas – e também para viajar em família para Buenos Aires – 6 pessoas por só 36 mil milhas. Ou seja, mesmo quem gastar pouquinho no cartão de crédito pode conseguir passagens grátis.

7. E como emitir as passagens grátis?

Simples (ou não, confesso algumas vezes os sites dão um certo trabalho hehehe). Para emitir bilhetes em preço normal, fora de promoções, depois que seus pontos estiverem na sua conta de fidelidade, você entra no site do programa de fidelidade e clica em “emitir bilhetes” ou liga para o programa e pede a emissão do bilhete ou, ainda, vai até uma agência da cia e emite por lá (emiti assim pela TAM quando viajamos para o Chile e achei muito bom o atendimento). Aí é só fazer a busca pela passagem normalmente, como você faria no site para comprar: por dia, hora etc. O site mostra o “preço” em milhas para a passagem em cada classe, você escolhe a que quer, preenche os dados do passageiro – sim, você pode emitir uma passagem com as suas milhas para outra pessoa voar – e voilá. Normalmente em períodos promocionais só é possível emitir os bilhetes pelo site e não nas agências. É só ver o regulamento de cada promoção especíica.

Veja aqui passo a passo para emitir no Smiles

Veja aqui passo a passo para emitir na LAN 

NOVIDADE: Cotas de milhas no Smiles

Ganhe milhas, literalmente, correndo

Emitindo no Smiles com cia parceira (Air France)

8. Muito importante! 
A. Fique atento às promoções. Muitas vezes as cias aéreas anunciam promoções de passagens ou milhas reduzidas na sexta à 0h e a duração é até a 0h de segunda-feira . Sempre é bem rápido. Por isso é importante ficar atento. Para não perder nada eu uso o site Melhores destinos e instalei o aplicativos deles no celular, que me avisa quando tem notícia nova por lá. O site fala de promoções de todas as cias e todos os destinos, então é útil também para quem quer comprar passagem pagando. Sim, às  vezes sai mais em conta comprar a passagem numa promo do que gastar suas milhas. Mas se você estiver sem cash, as milhas são ótimas em qualquer situação.

B. Lembram que falei lá em cima que era importante ter cadastro nos programas de fidelidade? Pois é, como as promos acontecem rápido se você não tiver cadastro, não vai conseguir aproveitá-las todas as vezes. Da mesma forma, nessas promos de milhas reduzidas de fim de semana não dá tempo para pedir a transferência dos pontos do cartão para a conta de fidelidade. Então, o segredo é deixar alguns pontinhos lá. Se você está por exemplo querendo viajar no Brasil numa próxima promo mas quer pagar reduzida, deixe uns 8 mil pontos na sua conta. Se quer viajar pra América do Sul com reduzida, deixe 12 mil. Já se está planejando juntar para uma viagem à Europa (pra onde dificilmente tem promo de milhas reduzidas) deixe mesmo na sua conta do cartão, e só transfira quando já souber por qual cia irá viajar.

Bom, isso é o básico do uso de milhas. Aqui no blog já postei dois passo a passos para emitir com milhas.  E se você já domina o básico e quer entender ainda mais sobre esse mundo, sugiro ler sites como o Passageiro de Primeira e o próprio Melhores Destinos.

Agora só faltou te dizer uma coisa: viajar de graça é ótimo!

Depois que usei as milhas pela primeira vez, não quis outra coisa.  Boa viagem para vocês!

Economizou na passagem? Escolha um hotel de luxo! Conheça o Zarpo

Reserve hotéis com o melhor preço no Booking

 

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela. Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil. O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post. E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem, onde você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto. Compre já e economize!

PROMOÇÃO: 10% de desconto nos seguros para viagens com início ou término entre 18 de dezembro de 2018 e 4 de fevereiro de 2019.
É só utilizar o cupom FERIAS na Seguros Promo!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. Pingback: O homem que calculava em dólares: destinos baratos com dólar alto

  2. 27 maio 2016

    Oi, Jackie!
    Que legal, seu post está super completo! É um dos melhores de dicas de milhagem que eu já li por aí 🙂 Esses dias eu comecei a usar um app MARAVILHOSO que eu descobri pra controlar os pontos de todos os programas (e não é merchant, hahah!) Se quiser, dá uma lida: http://bit.ly/1WQx9gv
    Eu já tentei usar váarios, mas só esse me ajudou de verdade 😉
    Beijos!

    • 03 jun 2016

      Obrigada pelo elogio e pela dica, Lígia. O marido é quem toma conta das contas, ele tem um app, mas não sei dizer qual é. Vou passar a dica pra ele.
      bjs!

  3. Tete
    15 jul 2015

    Oi Jacky o site está incrível.
    Tenho uma dúvida e quem sabe você consegue me ajudar.
    Estou numa fase tentando juntar milhas rs e pensei em começar a efetuar o pagamento das contas fixas aqui de casa (luz, gás, faculdade…) com o cartão mas na hora que liguei pro Itaucard para saber como deveria proceder me assustei com as taxas que pagaria por isso ao em torno de 2 a 4% (não me lembro).
    A dúvida é: a maioria dos bancos tem essa taxa mesmo ou eu que dei azar e talvez deva procurar outro banco ?
    Muito obrigada!!!

    • 20 jul 2015

      Oi, obrigada pelo elogio!
      Ai, nem fale nisso que dá uma dor no coração rs Antigamente o Itau era o unico banco que nao cobrava taxa pra esse tipo de pagamento, de contas. A gente lá em casa pagava meu cartao, de outro banco, com o cartao do Romulo, do ITau, mais carro, seguro, tudo. Era otimo! Mas isso udou ja tem um tempinho. Hoje em dia todos cobram taxas, as vezes é uma taxa fixa, às vezes é uma porcentagem. Segundo o Romulo, acima de alguns valores, coisa alta, ainda valeria a pena pagar a taxa, pois sairia mais barato que comprar as milhas direto na companhia aerea. Mas, a gente gosta mesmo é de ganhar as milhas, né? Entao, infelizmente nao da mais pra faezr isso.
      beijos!

  4. Mayra Oliveira
    27 mar 2015

    Olá Jackie, acho que a minha pergunta é boba, mas lá vai. No caso de casais, na hora da compra da passagem é possível comprar as duas passagens juntas com apenas uma fonte de milhas? Ou é obrigatório cada pessoa ter digamos “uma fonte acumuladora de milha” e fazer a compra separada? Pouco viajo e pra ser sincera sempre rola um medo de não conseguir vaga para os dois no mesmo voo,ir em assento separado então kkkk

    • 28 mar 2015

      Oi Mayra, não é boba, não, é ótima essa pergunta! Por isso é bom sempre as pessoas deixarem as duvidas nos comentários, pois ajuda outros editores =)
      Entao, você pode emitir uma ou mais passagens de uma conta de milhas. Você pode emitir passagens para você ou para outras pessoas da sua conta. Então, quanto à sua pergunta, por exemplo, se vc tiver saldo na sua conta para emitir duas passagens para vocês, pode emitir as duas da sua conta, uma no seu nome e outra no nome do seu marido. Então dá sim para emitir mais de uma e também pode ser para passageiros diferentes, viu?
      Agora, por exemplo, se vc tem apenas pontos para uma passagem e seu marido tem apenas pontos para uma passagem e vocês querem ir juntos, o que indico é emitir ao mesmo tempo as duas, cada um na sua conta, pra garantir as passagens no mesmo voo. Aqui em casa, quando isso acontece eu faço assim.
      – Faço buscas pelas passagens eu começo procurando para 2 passageiros. Quando acho a passagem que quero, eu aumento o numero de passageiros, tipo 8, para ver qts passagens ainda tem disponíveis. Assim eu sei se tem apenas duas e corremos o risco de enquanto eu temirno de emitir a minha a outra acabar e tal, ou se tem uma boa disponibilidade.
      – Na hora de emitir fazemos isso juntos, cada um em um computador. Ate hoje deu certo! rs Mas eu ja voltei sozinha em dia diferente pq consegui passagem por milha e o marido tinha comprado a dele haha Achei melhor que gastar R$ 3 mil rs
      beijos!

      • Mayra Oliveira
        29 mar 2015

        Muito obrigada, eu estou adorando essa seção nova do blog. Vai me ajudar muito a fazer a minha primeira viagem internacional. Provavelmente voltarei a perguntar kkk Bjos

  5. jackieeromulo
    31 out 2012

    Oi Dani, vamos lá. Eu não tenho nenhum desses programas de milhas, nem avianca nem Copa, então nunca mexi por lá. Mas numa olhada rápida eu vi que na Copa cada trecho custaria 20 mil. ou seja, com 26 mil vc não consegue nem uma ida e volta. Mas na mesma copa vi que pode comprar blocos de 1 mil milhas por 35 dólares, mas, só se vc tivesse 25 % da viagem, nesse caso a viagem sendo 40 mil milhas vc deveria ter pelo menos 30 mil. E pagaria mais 350 dólares pelos outros 10 mil. Sinceramente não acho que valha a pena esse valor pra punta cana. Aliás, a minha experiência é que itrando pasagen emergenciais (em cima da hora) nunca vale a pena pagar milhas + money.

    Minha dica é pra vc se inscrever nos programas para poder fuçar lá dentro e ver realmente primeiro:

    1. qt custa a passagem que vc quer em milhas, ida e volta;
    2. qt custa a compra de milhas no programa

    Se não conseguir achar, ligue e pegunte, é o melhor pra não ficar dúvidas. Eu não usei esses programas, então realmente não tenho como te dar os dados exatos.

    e depois 3, veja quanto custa a passagem em dinheiro em um site de comparação, pra ver se vale a pena pagar.

    Mas minha principal dica seria ver na Gol, pq todo mundo que conheço foi pela gol. O ruim é que o voo só vai na terça-feira, mas o bom é que a Gol sempre tem promos de milhas reduzidas e você poderia conseguir ida e volta por 24 mil (uma amiga conseguiu, tem post dela aqui sobre o hotel, inclusive). Dê uma olhada na Gol. Eu vou ver com uma blogueira que voltou de punta cana essa semana qual cia usou.
    bjs,

  6. 31 out 2012

    Oi. Queria saber se você pode me ajudar, pois estou com uma
    dúvida.

    Quero pegar passagens ida e volta para Punta Cana, já vi boas
    opções de voo pela Avianca e pela Copa. Devo ter em torno de 26 mil milhas no
    meu cartão e sei que não é o suficiente, mas li que posso completar pagando a
    diferença em dinheiro.

    Mas não achei nada nos sites sobre isso. Como e onde eu vejo
    qual seria a diferença que devo pagar para poder resgatar as passagens? Queria
    ver qual fica melhor com as milhas: Avianca ou Copa.

    Obrigada! =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.