Lua de mel no Chile – Atrações em Santiago

por Jackie Mota 31.mar.2011

Nem acredito! Sim, hoje vamos terminar os relatos da Lua de mel! Para fechar os posts, vamos falar das outras atrações em Santiago. 


Mostramos no primeiro post o Cerro San Cristobal e o Patio Bellavista. Bom, continuando ali por perto, está  La Chascona, outra casa de Pablo Neruda. Aberta de terça a domingo, das 10h às 18h (metrô: Baquedano). Entrada por cerca de US$ 7.


Indo para o Centro, pode-se fazer a pé esse roteirinho: Igreja de São Fransciso –  La Moneda – Plaza de Armas – Catedral –  Museu de Arte Pré Colombiana. Gostamos muito de andar a pé nas cidades que visitamos e o Centro de Santiago é bem agradável.

A Catedral e outra construção colonial ao redor da Praça de Armas em contraste com uma construção moderna ao fundo

Detalhes da cidade, estação de metrô, fachada do Museu Histórico Nacional etc

A Igreja de São Francisco fica do outro lado de uma grande avenida, na estação do metrô Universidade do Chile. A Igreja é a construção mais antiga da capital, de 1586 e ao lado existe um Museu de San Francisco. Aos sábados há casamentos na igreja, então, se você gosta de ver noivas, é possível encontrar uma por ali. 

Igreja de São Francisco



Atravessando a avenida, chega-se ao Palácio do Governo, o La Moneda. Foi ali que o General Pinochet deu o golpe militar em 1973 levando Salvador Allende ao suicídio (segundo recentes pesquisas, há controvérsias). Bem, no outro lado do Palácio, dia sim, dia não, sempre às 10h há a troca de guarda. Também é possível visitar os pátios internos (entrada grátis) e há um Centro Cultural no subsolo. Para ir direto ao Palácio, o metrô é o La Moneda.

O La Moneda pela frente


La Moneda pelos fundos, onde ocorre a troca da guarda

Nessas andanças, é legal passar pelo famoso Paseo Ahumada. É um calçadão comercial e um bom local para se fazer o câmbio de dinheiro. Mas lá também estão os famosos cafés com piernas (em que as garçonetes usam microvestidos). Aos domingos há uma feirinha numa rua Paralela.   


Seguindo em frente, chega-se à Plaza de Armas. É um local bastante movimentado. Em um dos dias que passamos por lá havia uma campanha de saúde pública rolando. Ao redor da praça estao construções coloniais como o Correio Central, a Prefeitura, um Museu Histórico Nacional e a Catedral Metropolitana de Santiago, uma construção bem bonita. Também há uma estação de metrô, a Plaza de Armas.

Fachada da Catedral Metropolitana


Detalhe da Catedral

Detalhe da Catedral

Catedral Metropolitana em Santiago 

Praça de Armas 
Maridinho fazendo pirraça na Praça de Armas

Praça de Armas

E por último, na praça está o Museu de Arte Pré Colombiana, que tem um acervo considerável dos povos pré-colombianos da América e também múmias egípcias – entrada a 3 mil pesos (US$ 6,00) e grátis aos domingos.

Seguindo-se mais em frente, chega-se ao Mercado Central. Por lá há barracas de frutas e frutos do mar e pode-se comer a famosa Centolla, como contamos aqui. Aberto das 7h às 16h.


Mercado Municipal

Ainda ali pelo Centro está outro Cerro, o Santa Lucia. Lá do alto é possível ver como a cidade está cercada de cerros. 


Perto da Igreja de São Francisco, mas na direção oposta ao La Moneda, chega-se ao Quarteirão Paris-Londres. É ali que está localizado o Zully, o restaurante a que fomos em nossa primeira noite. Realmente é um local muito charmoso, com ruas de paralelepípedo e casas coloniais. É um bom caminho de volta para terminar a noite no Zully.

Pracinha em frente ao Zully



Em Providência, onde fica o hotel Orly, em que nos hospedamos, há um Parque de Las Esculturas, às margens do Rio Mapocho, entre as pontes Pedro de Valdivia e Nueva de Lyon. Entrada grátis, todos os dias das 10h às 14h e das 15h às 20h.


E com isso, fechamos os posts sobre a Lua de mel no Chile. Esperamos que tenham gostado e que aproveitem. Não esqueçam: se forem pra lá, nos mandem fotos!


Todos os posts da Lua de Mel:
O primeiro dia
Hotéis
Comida
A Centolla em vídeo
Como e onde esquiar
Vinícolas
Viña del Mar e Valparaíso
Compras
Roteiro para 7 dias




Fotos: Arquivo pessoal

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela. Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil. O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post. E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem, onde você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto. Compre já e economize!

PROMOÇÃO: 10% de desconto + 5%OFF para pagamento via boleto para viagens feitas até 4 de fevereiro. Clique nesse link e use o cupom FERIAS na página de pagamento. 



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. Aline
    16 abr 2014

    Oi Jackie!
    Vc tem ideia de custos de viagem pro Chile? Tipo os comentários q vc fez no post de Buenos Aires?

    • 19 abr 2014

      Oi Aline, putz, náo tneho mais pq fomos em 2010. Eu só lembro que na época achei meio que “normal” o preço, mais ou menos como era no rio (mas naquela época o Rio não era surreal né?). A gente tava em lua de mel, então iamos a restaurantes legais e lembro que a conta dava menos de R$ 200 sempre, mesmo com vinho e 3 pratos e tal.
      Eu acho que é um país mediano, não é caro, mas tb não é uma barbada.
      bjs,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.