Dicas para viajar com cachorro de carro

Está pensando em viajar com seu cachorro de carro? Nós já fizemos isso muitas vezes e adoramos road tripscom a família completa. Com a experiência de viajar por aí com dois cachorrinhos – nossos buldogues Maquiavel e Foucault – por cidades como BúziosMonte VerdeParatyVisconde de MauáMaresias, entre outras – aprendemos um pouco sobre o que facilita a adaptação dos totós ao carro e o que ajuda para que a experiência seja agradável para todos. Então, veja abaixo nossas dicas para viajar com cachorro de carro:

dicas para viajar com cachorro de carro

Maquiavel e Foucault na Serra (RJ)

Todos têm que curtir

A dica mais importante sobre viajar com cachorro é que a experiência tem que ser boa para todos, para o cão e para todos os outros que viajam junto. Só leve seu cachorro se você não se incomodar em fazer as adaptações necessárias para que ele também se divirta. Isto pode significar, por exemplo, mudar o destino para um local pet friendly, abrir mão de visitar locais onde ele não entra ou demorar mais no trajeto na estrada. Se para você isso não é um problema e a companhia do seu cão é mais importante, vá em frente!

Não deixe de observar seu cão durante as viagens. Alguns cachorros sofrem muito ao sair de casa, então, nesses casos o melhor é não levá-los. O importante é fazer o que deixe todos felizes!

dicas para viajar com cachorro de carro

Meus cachorrinhos viajantes invadindo as malas para garantir que também irão  =p

Identificação

A primeira dica serve não apenas para quem vai viajar: nunca, nunca, nunca deixe seu cachorro sair de casa sem identificação. Se ele se perder, é o meio mais fácil para que você consiga que o devolvam para sua família. Eu uso sempre medalhinhas com o nome do cachorro e nossos telefones (de casa e celular), mas caso você não consiga fazer uma plaquinha ou a perca durante um passeio, prenda na coleira com fita crepe, ou qualquer coisa assim. O importante é não deixar jamais seu cão sem identificação, muito menos em uma cidade estranha.

Vai alugar um carro? Indicamos a Rental Cars. Pesquise aqui:

Saúde

Antes de pegar a estrada, verifique se as vacinas, antipulgas e desvermifugação do seu cachorro estão em dia. É importante para a saúde dele e também para a de todos os que irão conviver com seu cão.

Aproveite a ida ao veterinário e pergunte sobre um kit de emergência. Você pode pedir ao veterinário para receitar um medicamento para enjôo, por exemplo, caso não saiba ainda se seu cão se sentirá mal no carro. Não arrisque medicar seu cachorro por conta própria, somente um veterinário saberá a dosagem correta! Pergunte sobre medicamentos emergenciais para alergias e para cortes, e leve numa pequena necessárie junto com os medicamentos que ele costuma usar.

* Se seu cachorro tem algum problema de saúde já conhecido, ou você quiser estar ainda mais seguro, procure antes de viajar uma clínica veterinária de referência no seu destino.

dicas para viajar com cachorro de carro

Foucault em cachoeira em Monte Verde

Nas pet shops existem hoje opções de filtro solar e repelente próprios para cães, você pode levá-los também se achar que serão úteis no seu destino.

Quer viajar com seu cachorro? Veja nossas sugestões de destinos

Comece com trajetos curtos

Se você tem um filhote ou nunca viajou de carro com seu cachorro, comece com pequenas distâncias, como passeios na sua própria cidade, por exemplo, para ver como ele se sente e para que ele se acostume a ficar no carro. Quando começamos a viajar, Maquiavel só ficava quieto por cerca de 1 hora e logo tínhamos que fazer uma parada, mas com o tempo ele entendeu a “mecânica” do carro e hoje em dia é impressionante, ele entra no carro e logo dorme, só acorda quando ouve o barulho do freio de mão. Aí ele sabe que chegou!

dicas para viajar com cachorro de carro

Paradinha na estrada para esticar as patinhas | São Sebastião (SP)

Para o cachorro ficar mais calmo no carro

Uma dica para que seu cachorro fique mais tranquilo dentro carro é colocar a caminha dele em cima do banco. Assim ele vai se sentir um pouco em casa, caso fique inseguro.

Outra dica é passear com seu cão antes dele entrar no carro. Se ele estiver cansado, tem mais chances de dormir e ter uma viagem mais tranquila.

Você pode, ainda, escolher pegar a estrada em um horário em que o cão costuma dormir. Tudo isso irá facilitar que ele relaxe durante o trajeto.

dicas para viajar com cachorro de carro

Caminha sobre o banco pode ajudar o cachorro a relaxar

Use o Cinto  

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, é proibido levar animais em partes externas do veículo ou dirigir com animais à sua esquerda, entre os braços ou pernas. Para evitar que um cão atrapalhe o motorista e viaje seguro, portanto, o ideal é que ele esteja preso. Você pode usar uma caixa de transporte, uma cadeira própria para cães ou um cinto adaptador para eles. O importante é nunca viajar seu cão solto e muito menos nos bancos da frente. Também não o deixe ir com a cabeça para fora da janela. A gente sabe que alguns cães amam um ventinho na cara, mas você não deixaria seu filho humano fazer isso, não é? Pois então, proteja também seu cão.

Nós sempre usamos o cinto de segurança nos meninos e o ideal é que o cinto seja preso a uma peitoral (e não no pescoço). O Maquiavel, no entanto, odeia usar peitoral, então ele usa na coleira mesmo, mesmo não sendo o ideal. O comprimento do cinto precisa ser ajustado de acordo com o tamanho do cachorro, de modo que em uma freada ele não chegue a bater no banco da frente.

Para um pouquinho, anda um pouquinho  

Viajar de carro com um cachorro nos mostrou que é preciso ter mais paciência para chegar ao destino final. É preciso programar paradas para que eles bebam água, façam xixi e estiquem as patinhas e para que, afinal, o trajeto não seja chato pra eles. No começo parávamos a cada hora, hoje em dia podemos esticar mais, mas mais ou menos de 2 em 2 horas fazemos uma parada.

dicas para viajar com cachorro de carro

Maquiavel na Serra

Paradas pet friendly

Na hora de parar, você tem duas opções. Uma delas é ir para um lugar que você saiba ser pet friendly, como essa unidade do Frango Assado na Dutra ou o Kiosque do Alemão na Via Lagos. Mas caso você não saiba onde tem uma dessas paradas, uma dica é procurar postos menores, mais “locais” em que lanchonetes etc sejam abertas. Paradas maiores costumam ser fechadas (geralmente por causa do ar condicionado) e seu cão não vai poder entrar. Então você terá que revezar com alguém para ir comprar algo e comer no carro. Paradas menores normalmente tem uma mesinha perto da porta e dificilmente não permitem que entremos com cachorro.

Quanto tempo leva a viagem?

O Rômulo costuma usar o Google Maps para estimar o tempo de viagem, mas como o aplicativo não leva em consideração as paradas, ele costuma adicionar 50% à estimativa da duração do trajeto. Pela nossa experiência, viajando com cachorro, uma velocidade  de 60 km/hora é uma boa média. Isso porque além das paradas, às vezes vamos um pouco mais devagar em estradas com curvas para eles não enjoarem etc. Essa é uma média que nos mostra um tempo bem real que levaremos na estrada.

dicas para viajar com cachorro de carro

Foucaultzinho gosta de ir olhando a paisagem

Acrescente destinos 

Sabendo quanto tempo mais ou menos levaremos, conseguimos programar nossas viagens melhor.  Então, se nosso destino final fica, por exemplo, a 600 km de distância, sabemos que levaríamos aí mais ou menos 10 horas de viagem. Nesse caso, nós optaríamos por quebrar o trajeto inserindo um novo destino no meio, seja para um pernoite ou apenas para um passeio durante o dia, com pausa para almoço, por exemplo. Assim não ficamos com uma viagem longa, mas sim com uma curta de 4 ou 5 horas e um passeio em um lugar diferente.

dicas para viajar com cachorro de carro

A família toda em Paraty, um “destino intermediário” dentro de uma viagem mais longa

Limpeza

Sempre, sempre, sempre tenha um saquinho à disposição para catar o cocô do seu cachorro. Nunca deixe a sujeira dele no chão! Também é útil ter lenços umedecidos e lenços de papel no carro caso ele vomite, ou para limpá-lo caso ele encoste em alguma planta que o irrite ou se suje demais na lama (os meus adoram lama!).

Uma dica de quem já viaja há alguns anos com cachorro: coloque uma capa própria no banco traseiro. Já tivemos que trocar todo o estofado por conta das patinhas do Maquiavel e o custo disso é muito maior do que o de uma capa. Mas, além disso, a capa facilita caso eles vomitem, pois é só tirar e lavar a capa, em vez de ficar limpando cada reentrância dos bancos.

A mala do cachorro

Tem medo do seu cachorro estranhar o hotel? Garanta que ele vai se sentir em casa levando a caminha, cobertor, brinquedos e, principalmente, a comida que ele está acostumado a comer em casa. Além destes itens, não esqueça dos potes para ele comer e beber água e um kit higiene. Eu levo sempre toalhas e shampoo – jamais use as tolhas e roupa de cama do hotel! Quando vamos para lugares frios, levo também  roupinhas para eles.

dicas para viajar com cachorro de carro

Hotel pet friendly em Maresias (Pousada Pura Vida)

Onde ficar?

Reserve um hotel que aceite cachorro antecipadamente. Procure um hotel que atenda as suas necessidades. Alguns hotéis aceitam cães nos quartos, outros exigem que eles fiquem em canil, uns permitem que circulem pela área comum, outros não, pode haver uma taxa extra para o cão etc.  Nesse post eu dei todas as dicas para você escolher um hotel pet friendly.

Quer encontrar um hotel que aceite seu cachorro? Use a caixa de pesquisa abaixo e vá direto aos resultados pet friendly:

Educação e respeito a todos

No seu destino, mantenha seu cão sempre na guia, a não ser em locais privados onde seja expressamente permitido que ele fique solto.

Se você viajou com seu cachorro, ele deve ser inserido na programação e receber atenção. Então, brinque com ele, não o deixe entediado. Cachorro cansado não incomoda outras pessoas latindo ou chorando. Antes de entrar em um estabelecimento comercial, pergunte se o seu cão pode te acompanhar e sempre cate a sujeira que ele fizer.

Quanto mais pessoas conviverem com cães sem problemas, mais abertas elas ficarão a tornar os ambientes pet friendly. Afinal, quem convive com cachorro sabe que a companhia deles é melhor coisa do mundo!

dicas para viajar com cachorro de carro

Maquiavel em Monte Verde

Quer sugestões de destinos? Veja nossa página de viagem com cachorro

Pesquise hotel pet friendly no nosso parceiro Booking 

 

Eu quero a newsletter do Viaje Sim!

Organize sua viagem com nossos parceiros: empresas e serviços que nós usamos pessoalmente, aprovamos e, por isso, indicamos. Ao utilizar nossos links para reservas, você não paga nada a mais e nós recebemos uma comissão. Agradecemos, sempre, seu apoio!

Espero que tenha gostado deste conteúdo, que foi produzido com cuidado e carinho para você. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Quando você usa nossos links, gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. Agradecemos muito o seu apoio!

  • Chip de celular internacional para internet e/ou dados Easy Sim 4u;

41 Responses to “Dicas para viajar com cachorro de carro”

  1. Regina 29 de dezembro de 2016 at 20:34 #

    Oi amei seu blogs!!! Tenho cinco filhos de 04 patas…Atualmente moro na Ba mas pretendo ir pra Rondônia no final 2017 e já estamos nos preparando para viajar com eles de carro…Sei que será uma longa viagem mas gostaria que vc me ajudasse por onde começar para que tudo corra dá melhor forma possível pra eles!! A raça deles é poodle!! Abraços!!

    • Jackie Mota 3 de janeiro de 2017 at 18:11 #

      Regina, siga as dicas desse post.
      Abraços e boa viagem!

  2. Larissa 19 de dezembro de 2016 at 0:29 #

    Ameii o post.Desejo tudo de bom para vocês!!!
    Uma duvida: Viajarei com o carro lotado e irei no banco de trás.Posso levar minha baby (uma maltês) no meu colo,ou nos meus pés,encima da caminha dela? Fiz meio que um cercadinho no carro com a caminha e umas cobertas para que ela ficasse segura,más não sei se é ilegal…

    • Jackie Mota 19 de dezembro de 2016 at 10:43 #

      Oi Larissa, então, pelo código de transito sim, é ilegal. Pq as únicas formas aceitas são OU dentro da caixa de transporte OU com cinto. Ela não pode ir “solta”. É perigoso pra ela e pra todos no carro, pois em caso de acidente ela pode ser arremessada e machucar outra pessoa no carro.
      abs,

  3. eliane 18 de dezembro de 2016 at 7:45 #

    Olá!Estou de mudança de Rio Verde Goiás para Curitiba.
    Tenho uma Shytzu,e estamos preocupados pois não sabemos como leva lá.Nunca viajamos com ela mais de 200 km e pelas minhas pesquisas as companhias aéreas tem restrições com cães branquicefalicos e com mais de dez kg contados peso do cão mais o da caixa de transporte.Fico preoculpada em como os animais são acomodados em aviões.
    Não quero desfazer da minha cachorrinha pois é uma filha para mim.?

    • Jackie Mota 19 de dezembro de 2016 at 10:50 #

      Oi Eliane, imagina, não vai se desfazer não. Vamos ver as opções.
      Sim, no avião ha restrições pra caves de focinho curto. O Shytzu também é? Os meus são e, por isso, optamos por não voar com eles. Pois teriam que ir como carga viva. há empresas especializadas que fazem esse transporte também. Não é super recomendado que eles fiquem voando, mas como o caso é de mudança, é uma opção a se pensar, pois seria apenas uma vez e porque você precisa mesmo levá-la, ne? Mas, se fosse EU, eu iria de carro com ela. Programaria uma viagem tranquila, com vários dias e levaria de carro, mesmo se fosse do rio grande do sul até o nordeste, viu? Espero que dê tudo certo pra vcs!!!

  4. Silvana 15 de novembro de 2016 at 20:52 #

    Olá. Amei o post. Esclareceu algumas dúvidas, porém há ainda outras, desculpe-me se parecer boba a pergunta, mas eu li e n encontrei a resposta. Vou buscar minha cachorrinha em SP e trazer para MG, mas não sei as documentações necessárias para esse transporte. Sei do atestado expedido pelo veterinário, mas isso é tudo? A duvida é só sobre a documentação mmo, pois o restante eu consegui esclarecer lendo seu post. Obrigada.

    • Jackie Mota 15 de novembro de 2016 at 21:02 #

      Olá Silvana, vc vem de carro, é isso? Nesse caso creio que apenas a carteirinha de vacinação/certificado ou pedigree já serve.
      Abs,
      Jackie

  5. Carolina 8 de setembro de 2016 at 9:26 #

    Olá Jackie! Gostaria de saber se posso viajar com o meu cachorro no meu colo e preso no cinto de segurança, pois viajarei com 3 pessoas no banco de trás.

    Obrigada

    • Jackie Mota 6 de outubro de 2016 at 15:28 #

      Só se tiver 4 pontos de cinto atras. O cinto dele tem que estar preso (assim como das outras pessoas, ne). Ele pode ir no colo, mas com o cinto preso.
      abs,

  6. Mila Gabriele 22 de agosto de 2016 at 15:46 #

    Olá, amei o blog. Olha só, quando o post realmente ajuda, pode passar meses e meses e sempre tem gente comentando. Obrigada pelas dicas valiosissimas. Vamos viajar em dezembro com a nossa filhinha, uma schnauzer miniatura de 1 ano e meio, chamada Baby. Quando era pequena ela teve uma crise de labirintite e infelizmente ela não é o tipo de cachorro que adora um carro, mas também não odeia. Já fizemos viagens curtas com ela, e sempre que nos ausentamos por mais de 1 dia ela está junto, vamos para ranchos aqui perto e casa de amigos numa boa, ela adora. Mas dessa vez vamos para uma praia perto de maresias, serão 8hrs de viagem aproximadamente, sem contar as paradas. Decidimos viajar durante a noite, para ela nao estranhar tanto, e como sabemos que ela dorme a noite toda, achamos que pode ser o melhor horario.
    Aí estava eu procurando dicas e vim para no seu blog e estou apaixonada pelo Foucault e pelo Maquiavel .
    Uma dúvida que tenho é que talvez será necessário ir 3 pessoas no banco de traz, sendo 1 criança, desta forma eu não vou poder colocar a Baby na caixinha em cima do banco.
    Você saberia me dizer se eu posso ter problemas com a policia rodoviaria por levar ela na caixinha na frente do banco do passageiro. Digamos que ela iria nos meu pés. Será que seria muito desconfortável para ela?
    Já estamos pensado em outra possibilidade claro, como é uma viagem em familia a priminha da Baby, uma yorkshire de 2 anos, também vai e estou conversando com a minha sogra sobre uma melhor distribuição nos carros, para não prejucar a viagem dos nossos pets.
    Mas enfim, se não for possivel essa redistribuição, sabe me dizer posso ir tranquila?
    desde já agradeço.

    • Jackie Mota 25 de agosto de 2016 at 16:34 #

      Oi Mila, ela pode ir na frente sim, desde que dentro da caixa. É proibido transportar o animal solto, ou seja, sem caixa ou sem cinto. Estando com a caixa creio que não haja problema. No entanto, as caixas costumam ser bem grandes, não sei se não ficaria desconfortável pro passageiro.
      abs e boa viagem!!!!

  7. Lili 5 de agosto de 2016 at 12:55 #

    Oi Jackie!
    Adorei suas dicas!!
    Tenho uma Shih Tzu de 8 meses e já fiz duas viagens de 2hrs com ela, neste final de semana farei uma de 4hrs e com certeza sua experiência compartilhada irá ajudar.

    Beijos

  8. Michelle Fontana 25 de julho de 2016 at 18:51 #

    o Jackie!! Adorei seu blog.. Sou de Porto Alegre/Rs e vamos sair de férias e queremos levar nosso pequeno junto. Ele tem 6 meses (é um Lulu da Pomerânia), é muito ‘agarrado’ comigo, estou com a maior pena de deixar ele em hotel ou com outra pessoa. Tem alguma dica para Foz do Iguaçu, como atrações que posso levar meu cachorro? Achei meio fraco esse tipo de informação na internet, ou talvez eu não estou sabendo procurar.. Obrigada, bjo

    • Jackie Mota 3 de outubro de 2016 at 19:08 #

      Oi Michele, que delicia! Olha é bem difícil mesmo achar essas infos na internet sim. De Foz especificamente não sei te indicar muitas coisas, mas o que sei é que onde é parque nacional em todo o país eles não podem entrar. Então não vai poder entrar no parque das cataratas, parque das aves tb nao. Infelizmente não sei onde ele poderia ir. Agradeço se após sua viagem vc puder indicar os locais onde foram aceitos, asim ajudamos a construir uma base com essas infos.
      abs,

  9. Jonia 9 de junho de 2016 at 16:24 #

    Adorei as dicas! Hoje sou mãe de 2 gatos persas que sempre me acompanha quando é possível. ..
    Procurei dicas sobre viagens com cachorro porque um amigo vai trazer o pastor alemão dele de São Paulo para fortaleza de carro.. .e estou pensando em dar uma mão nessa “aventura”. A Thor passou mau quando vinha de aviso e teve que cancelar o vôo. .. Estou pesquisando o assunto para ajudar esse amigo que planeja essa viagem no final do ano…

  10. Drielly 8 de junho de 2016 at 12:41 #

    Aaah q dicas lindas! Anotei td! Já fui algumas vezes pra viagens de 2hrs, mas agora é o dobro e vamos dormir, já combinei o hotel, agora vou levar minha pinscher pra dormir na casa das amigas pra ver a reação.
    Visite meu site de roupas pet http://www.elo7.com.br/petencanto

  11. Patricia 2 de fevereiro de 2016 at 8:39 #

    Olá…adorei seu post. Estava procurando dicas para viagem com meus filhos. Vamos para o litoral, cerca de 5 hs de viagem. Tenho 2 SRD q são muito arteiros e não tenho com quem deixá-los. Estou muito preocupada pois não sei como vão agir, visto que só saem de carro qdo vão ao vet. Como ainda tenho 1 semana para me programar, vou ver se acostumo eles a andar de carro. Abçs

    • Jackie Mota 10 de fevereiro de 2016 at 9:29 #

      Oi Patricia, me conte se deu certo =)
      beijo,

    • Vanusa Oliveira 15 de junho de 2016 at 13:04 #

      Patrícia visite o aplicativo DOG HERO nele vc encontra pessoas que ficam com seus dog na casa deles por um preço camarada

  12. Glauce 25 de janeiro de 2016 at 15:26 #

    Oi, Jaqueline! Adorei o seu blog!!! Cheguei um pouco tarde p participar d sorteio rsrs, mas participarei d próximo c certeza. Tenho um filho d 4 patas, um shih tzu super mimado de 5 meses chamado Thor. Eu e meu marido Carlos fizemos nossa primeira viagem juntos com o filhote. .. Foi muito bom! O destino escolhido foi Itaipava, pois Thorzinho é muito peludo e adora lugares frios… Queria dicas de como deixar o pet com parentes qdo nao puder levar conosco…bjs.

    • Jackie Mota 25 de janeiro de 2016 at 16:49 #

      Oi querida, eu morri de amores com as fotos do Thor!
      Olha, o ideal pro cão é sempre o mínimo de mudanças. Então perfeito perfeito seria se ele ficasse na sua casa mesmo, com alguém se hospedando lá pra tomar conta dele. Mas eu sei que é complicado, pq a pessoa teria que sair da casa dela e tal.
      Então o que vc pode fazer é tentar reproduzir a vidinha dele na casa do parente durante a sua viagem. Levar caminha dele, os potinhos, brinquedos, tudo com o que ele está acostumado. E deixe uma peça de roupa de vocês, por exemplo, dentro de um boneco dele, ou embaixo do colchãozinho da cama dele (roupa usada, de preferencia bem suada rs pois tem mais o nosso cheiro e eles ficam mais calmos sentindo a nossa “presença”). Essa são as dicas que sei até agora. E recomende que ele brinque e faça mais passeios, pois quanto mais cansado, mais feliz ele fica, sem energia acumulada pra “aprontar” rs. Os meus eu descobri que não estão nem ai quando a gente viaja e ficam com a minha mãe, pois lá eles tem um quintalejo e adoram. se divertem tanto que cedinho caem mortos pra dormir, enquanto aqui ficam perturbando a madrugada toda rs.
      beijos!

  13. Gabi Marciano 20 de dezembro de 2015 at 23:13 #

    Boa Noite Jackie!

    AMEIIII seu post! Minha familia tem um poodle super delicado e mimado de 3 anos é nosso neném de casa <3
    Em todas as viagens que fazemos levamos ele,mas desde vez iremos fazer um viagem de aproximadamente 12 horas para litoral sul do país o que se torna estressante para nós mesmo e para o animal…achei super interessante sua dica de planejar paradas mais longas e quebras do trajeto para dividir o tempo de estrada. Com certeza irie fazer isso!

    Muitissimo Obrigada pelas dicas!

    Beijos

    • Jackie Mota 28 de dezembro de 2015 at 15:18 #

      de nada! manda foto da viagem depois =)
      beijos!

  14. Mirna 17 de dezembro de 2015 at 10:46 #

    Adorei seu post, super completo e mais carinho impossível estou prestes a fazer uma viagem de 10 horas com gata e cachorrinha uma perda e chihuahua que não gostam nem um pouquinho de sair de casa, mas ficar duas semanas longe delas é impossível, gostaria de ter lido isso antes pra ir acostumando as duas, mas a separação com certeza vai doer mais então lá vamos nós…

  15. Maria badra 11 de dezembro de 2015 at 13:28 #

    Boa tarde
    Amei o post.
    Tenho um labrador de 11 meses. Quero ir para a praia no fim do ano e quero muito leva-lo. Sao dois dias de viagem… ele ja foi aqui proximo 200 km e nao tivemos problemas.
    Dicas para cachorros grandes e grandes distancias por favor.um lanbeijo para os filhos.

  16. Camilli Chamone 9 de dezembro de 2015 at 9:44 #

    Parabéns pelo post! Mais completo que isso é impossível!

  17. Carol 25 de novembro de 2015 at 7:10 #

    Olá, tudo bem?
    Primeiramente gostaria de te parabenizar pelos posts sobre viagens com os cães, muito bacana e explicativo!
    E gostaria da sua opinião já que viaja com os seus filhotes.
    Tenho uma labradora de quatro anos, na verdade falando assim você vai achar que ela é gigante, mas ela é porte médio, não é tão alta. Moro em Brasília e vamos viajar agora no fim de ano de carro para São Paulo, litoral paulista.
    Apesar de fazer passeios de carro, eu e o meu namorado nunca viajamos de carro com ela.
    Uma viagem longa dessas de 12 horas no mínimo, você tem alguma dica para que a viagem não seja frustrante nem pra ela e nem pra gente – além dessas que você recomendou aí em cima? Ela é bastante elétrica, tem bastante energia, rs.
    Com certeza você tem mais experiência no assunto do que eu, rsrs.
    Desde ja eu te agradeço!
    Abraço, Carol

    • Jackie Mota 25 de novembro de 2015 at 16:21 #

      Oi Caroline, muito legal receber seu comentário!
      Olha, é mais ou menos isso que pus no post mesmo. Quebre a viagem, faça paradas, tente viajar no horário em que ele, em casa, estaria dormindo, faça um passeio antes de entrar no carro pra ele estar cansado.
      Pra tornar a viagem legal mesmo, o ideal é vc se programar, por exemplo, pra almoçar na cidade tal, em um lugar legal, onde ela vai sair do carro e ficar pelo menos uma horinha “passeando”, depois jantar em outro lugar, sabe? Coisas assim. Lugares com bastante natureza são ideais. veja que cidades vcs vão passar e que fosse possível parar.
      Quando fomos daqui do Rio pra maresias, a gente parou em penedo, e jantou e dormiu por lá. no dia seguinte tomamos cafe, passeamos e seguimos viagem. na volta paramos em paraty e fizemos a mesma coisa.
      abs e boa viagem!

  18. Raísa 18 de setembro de 2015 at 18:10 #

    Oi Jackie!! Que legal ver esse post falando sobre viajar com os nossos caninos. Eu moro em Porto Alegre – RS e quero fazer uma viagem no final do ano e pretendo levar meu cachorro vira-lata junto! Queria mais algumas dicas, de como tu achou lugares (hoteis, cidades) que sejam mais abertos em relação aos animais. Minha intenção de viagem é ir pro Uruguai ou subir pelo Brasil até algum local… Enfim, estou aberta a todas as dicas que tu possa me dar! hahaha vai ser a primeira vez que fazemos isso. Ele já está acostumado a viajar com nós, mas sempre pra acampar em algum local, ou ir pra alguma casa na praia. O que quero nessa próxima viagem é conhecer muitos lugares! Qualquer informação é super bem-vinda!

    • Jackie Mota 21 de novembro de 2015 at 10:59 #

      Oi Raísa, que legal ver mais gente querendo viajar som seus e ainda mais uma viagem tão bacana assim.
      Eu sou louca pra descer de carro com os meninos até o Uruguai =)
      Olha, o que faço é pesquisar em blogs (olha a gente aí rs – aqui nessa pagina tem um índice com todos os nossos posts: https://www.viajesim.com/viagem-com-cachorro)
      E depois eu pesquiso por hotéis. Pra isso uso o Booking, que tem um campo onde vc pode marcar “aceita animais”.
      Depois de selecionar uns hotéis eu costumo ligar pra eles pra confirmar as condições de aceitação dos cães.
      E o que costuma acontecer é que esses próprios hotéis ja indicam normalmente restaurantes e coisas próximas onde vc possa ir.
      Espero que nossos posts te ajudem e depois me conte (e divida suas dicas) da sua viagem, ok?
      bjs,

  19. Cássia 1 de setembro de 2015 at 14:47 #

    Olá, boa tarde!
    Também tenho dois buldogues ( duas fêmeas).
    Vamos fazer uma viagem, elas gostam muito de ficar no colo. É obrigado levar os filhotes em acento, caixas ou no cinto? Caso estejam no colo, posso ser multada por isso. É que é a primeira vez que viajo para longe. O máximo de tempo que já saí com elas de carro foi de 40 minutos, e foram no colo no banco de trás.
    Obrigada!

    • Jackie Mota 17 de setembro de 2015 at 23:11 #

      Oi Cassia, isso mesmo, é obrigatorio ir com cinto ou na caia. A caixa pode ir no chão do carro, não precisa ir em cima do banco. A ideia é que o caso não possa ir atrapalhar o motorista dirigindo e também, em caso de acidente, que ele não “voe”e se machuque ou machuque outro passageiro.
      Você pode ir no banco de trás, colocar o cinto em você, por exemplo, no banco do meio, colocar cada uma em um cinto preso em um dos lados do banco e colocá-las no seu colo. Não tem problema, desde que elas estejam com os cintos =)
      bjs,

  20. Ana 13 de junho de 2015 at 21:00 #

    Boa noite Jackie! Me identifiquei com vocês..sou casada e temos dois filhos de 4 patas que tambem são bulldogues como os seus. Estamos querendo fazer uma pequena viagem em algum lugar próximo ao Rio de Janeiro em julho com as crianças (é assim que são chamados nossos filhotes..rs..)..gostaria de saber onde foi o local que você achou que eles mais aproveitaram? Vi que voces foram a Monte Verde..acha que é uma viagem cansativa? Já fizemos viagens maiores com a mais velha e o mais novo também veio de uma distância relativamente longa. Queriamos aproveitar o friozinho em família! Você poderia me ajudar quanto ao local?

    • Jackie Mota 20 de julho de 2015 at 16:14 #

      Oi Ana, que legal sua familia =)
      Olha, os meninos aproveitaram muuuuuito todas as viagens. Aproveitaram mais a natureza em Monte Verde e no sítio aqui na serra do Rio, pois eles podiam ficar mais soltos e tinha mais área. E nesses dois tinhamos boas opções pra gente comer também. Além disso, estava friozinho, foi otimo.
      Outro lugar que gostamos demais foi Maresias. Lá é praia e nós adoramos poder fazer uma viagem maiorzinha, com paradas no caminho e também porque o hotel de lá era ótimo e super pet friendly, então eles ficaram conosco o tempo todo, foi muito bom. Mas aí nosso roteiro, saindo do rio, teve que ser de mais dias, pra nao fazer uma viagem super longa.
      Além desses, acho que eles aproveitam bem também em Mauá e Paraty.
      O mais pertinho desses todos acho que é o sitio da serra (é essa viagem aqui: https://www.viajesim.com/2013/08/serra-pet-friendly-hotel-3-vales.html).
      Qualquer duvida é só me falar!
      bjs,
      beijos!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dicas do Booking.com para viagens com cachorro - 30 de maio de 2016

    […] Leia mais: veja as dicas do blog para viajar de carro com cães […]

  2. Dicas Para Viajar de Carro Com Seu Cão | Blog da Frida - 18 de janeiro de 2016

    […] There are16 comments […]

  3. Paraty com cachorro: onde se hospedar com seu cão - 17 de novembro de 2015

    […] Como enfrentar a viagem de carro com cachorro? Pegue todas as dicas aqui […]

  4. Pura Vida: pousada que aceita cachorro em Maresias - 25 de maio de 2015

    […] Cresceu no interior de Minas, sempre cercada de livros. Desde criança tem uma alma antiga. Encontrou no Rio o amor da sua vida, com quem ama viajar e se casar (again and again). É mãe de dois buldogues, Maquiavel e Foucault, jornalista e mestre em Estudos Estratégicos. View all posts by Jackie Mota → Dicas para viajar com cachorro de carro […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *