O que aprendi viajando: 17 idéias para ser feliz, em casa

por Jackie Mota 17.jul.2014

O Viaje Sim!, como é óbvio pelo nome, é um blog sobre viagens e que tem como missão estimular as pessoas a viajarem e ajudar essas viagens a se realizarem. Acreditamos firmemente no potencial transformar de uma viagem, em como experimentar e observar modos diversos de vida pelo mundo podem nos transformar e nos ajudar a tocar vida ao nosso redor, fazer o conhecimento circular e contribuir para um mundo melhor, cheio de gente feliz. Mas, como sempre repetimos por aqui, viajar não é só estar em um avião, outra cidade, outro país. E é por isso que dá para ser muito feliz sem viajar o tempo inteiro ou viajando menos do que você acredita ser ideal.

Já aprendi muito viajando e o principal aprendizado – como falei aqui – foi que ser feliz, muito feliz mesmo, não depende de ONDE estamos, mas COMO estamos. Não é Paris que vai te fazer feliz, ou Londres, ou Bagan ou Los Roques, embora, é óbvio, eu não seja hipócrita de negar que visitar lugares bonitos, importantes historicamente ou fazer atividades divertidas sejam, sim, fontes de alegria e motivos para estar feliz. Mas aquela felicidade duradoura mesmo, maior que o período entre o embarque e o regresso para casa quem causa mesmo é a sua atitude.

Estar curioso, aberto pro imprevisto, para experimentar coisas novas, para encarar longos trechos de desafio e esforço antes da recompensa. Tudo isso a gente faz quando viaja, não é mesmo? E é isso. Se fizermos isso o tempo todo, em casa, no trabalho, no nosso bairro, na nossa cidade,é muito mais fácil ser feliz pelo simples motivo de estar aproveitando sua vida, na sua rotina, ao máximo. Pelo simples fato de não viver à espera do próximo destino, mas aproveitar cada segundo de um destino que é o mais valioso e que é único: a sua vida.

E como as viagens nos ensinam muito, depois de eu já ter falado disso no post que linkei acima, desenvolvi a idéia neste post aqui,  porque voltei da Ásia e de NY muito interessada em mindfulness, que está dentro desse espírito. Ainda quero abordar o mindfulness com calma, mas resumidamente, a idéia é dirigir nossa atenção, de forma intencional, àquilo que normalmente não percebemos ou nos dedicamos. Como diz o título de um dos livros que comprei em NY, “onde você for, lá você está”. Em pouco tempo seguindo esta idéia e e estudando-a “já me sinto muito mais rica e abençoada, porque consigo usufruir mais daquilo que a minha vida já oferece. E parece que a vida oferece mais quando a gente pára para prestar atenção“.

E quando não dá para viajar?

Ok, ok, mas você clicou aqui porque está vivendo aquele momento dramático que é não ter nenhuma viagem agendada, zero passagens emitidas e nenhuma perspectiva de quando será a próxima, certo? É, às vezes isso acontece, seja por falta de tempo ou de grana ou ainda porque você viaja em casal e as agendas não andam se conciliando, certo? Então vamos lá, preparei uma lista de idéias para você pôr em prática quando não estiver viajando e tornar sua vida mais divertida, te ajudar a aproveitar mais a sua próxima viagem e, principalmente, te mostrar que dá para encontrar um momento de alegria e felicidade todo dia, onde você estiver.

17 idéias para viajar, sem sair de sua cidade

1. Saia sem rumo e descubra sua rua, seu bairro, sua cidade 

Você conhece a sua cidade? O seu bairro? A sua rua? Quero só ver! Me diga aí todas as lojas que existem na sua rua. Quantas casas são amarelas? Quantas casas/prédios da sua rua têm jardim? O seu bairro tem uma loja que arruma malas? Ou uma que venda apenas e tão somente…varais? Onde fica o parque mais legal para levar cachorro? Onde se compra o melhor peixe da sua cidade? Duvido que você saiba todas as respostas, então: vá buscá-las. Saia sem rumo qualquer dia desses, reparando no caminho que você faz no automático. Repare no estilo de construção, aprenda sobre o seu bairro. Como ele nasceu? Em que época cresceu (ou encolheu)? É o tipo de coisa que a gente sabe sobre alguns destinos de viagem, mas e no “nosso” destino, por que ignorar?

Eu moro entre dois bairros: veja aqui um pouco de um deles, Botafogo
Update: atualmente moramos na Urca; no Instagram posto #detalhesdaUrca

17 idéias para fazer em casa sem gastar muito dinheiro

Essa escada era do lado da minha casa antiga, mas só descobri um dia passeando com Maquiavel, sem rumo

2. Descubra os lugares mais legais para ver o sol nascer e se pôr na sua cidade

Se a idéia de sair sem rumo não lhe agrada, saia com um propósito. Que tal descobrir os lugares mais legais para ver o sol nascer ou se pôr na sua cidade? Afinal, viajantes a-do-ram o espetáculo diário do sol, não é? Mas ele acontece todos os dias, viu, e não só quando você está de férias. Então, mãos à obra: ache locais perto de você que sejam molduras perfeitas para esse momento lindo do show diário do sol.

 3. Faça um tour na sua cidade

Se o problema é sair sozinho, você já pensou em fazer o o clássico tour guiado, que fazemos tanto em viagens, mas dessa vez na sua cidade? Acredite, você pode aprender algo novo com o olhar de outros sobre o que é natural para você. Aqui no Rio eu já fiz duas vezes um tour de um programa muito bacana, gratuito, mantido pela UERJ, o Roteiros Geográficos do Rio, que tem vários itinerários temáticos.

Veja aqui como foi o tour para turistas e cariocas 

Mas se você mora em uma cidade que não tenha um tour desses para fazer, que tal dedicar umas horas a pensar em como criar um tour assim? Imagine um roteiro, pesquise as informações e depois divida com outras pessoas e troque opiniões. Pode ser muito divertido.

 4. Visite um museu local

Outro programa que muita gente só faz de férias, não é? Veja se já conhece todos os museus da sua cidade, confira a programação de mostras temporárias e aproveite as atrações que estão ao seu alcance. Muitos museus  têm dias gratuitos de acesso e programas de desconto para moradores.

Se sua cidade não tem nenhum museu ou se você já visitou todos e está atualizadíssimo com as exposições locais, faça visitas virtuais a museus do mundo todo.

Confira o link de 50 museus para você visitar virtualmente

5. Leve seu cachorro para passear em um local com bastante natureza (não tem cão? considere adotar!)

Se eu fosse fazer uma lista das melhores coisas da vida certamente viagem e ter a companhia de um cachorro estariam entre elas. Então aproveite que você está em casa e curta a companhia de seu bichinho. Leve-o para passear em um lugar novo, com bastante natureza. Ele vai se divertir muito e, acredite, estar em contato com a natureza também vai te ajudar a relaxar. Escolha um lugar que você ainda não conheça e desbrave o achado com seu amigo.

Se você não tem um cachorro, visite um abrigo e considere adotar um cão. Tenha em mente que ele vai  depender de você para sempre, então só adote se for se responsabilizar mesmo. Mas saiba que eles dão muita alegria, são excelentes companheiros e incentivadores de uma vida mais ativa e menos solitária, afinal precisam de passeio (você vai ser obrigado a esquecer a idéia de ficar deprimido embaixo do edredon dia após dia, viu?) e facilitam muito conhecer pessoas novas. É impressionante como conheço gente quando estou passeando com os meus meninos! 

17 idéias para fazer em casa sem gastar muito dinheiro

Contato com terra: fundamental para eles. E para a gente também, oras!

Parques e restaurantes para ir com cachorro no Rio

Viagens com cachorro

6. Leia livros sobre destinos que você quer visitar

Ok, se seu negócio é mesmo aprender sobre outros locais e não a sua cidade, que tal  fazer isso através da literatura e não só de guias de viagem? A Camila, do blog Viaggiando, tem um projeto incrível, o 198 livros, em que ela está lendo um livro literário de cada país do mundo – acompanhe o projeto aqui. Eu amo ler, mas tenho lido mais devagar por alguns motivos, então o fato de ter uma viagem marcada para daqui a muito tempo é ótimo nesse quesito, pois assim tenho a oportunidade de conseguir ler sobre o destino até lá. Caso eu viaje muito, não consigo este tempo. Nesse momento estou lendo “Guerra e Paz” e o “Paris 1919”, pois viajarei à Rússia no fim do ano. Você já viu quantas páginas tem “Guerra e Paz”? Só porque faltam muitos meses mesmo é que conseguirei ler. Então, viva a demora para viajar =)

Kindle: um aparelhinho que me ajuda a ler mais 

Adquira seu Kindle pelo melhor preço na Amazon

Tem Kindle? Clique aqui e experimente o Unlimited grátis por 30 dias

7. Aprenda a fotografar

Mais uma forma de se preparar para curtir melhor a próxima viagem? Aprenda a fotografar! Te garanto que esse mundo é tão complexo, misterioso e apaixonante que seu tempo vai ficar preenchido por um longo período. E quando, finalmente, você viajar, vai voltar com registros mais bacanas para olhar, compartilhar, relembrar e ter sempre ao alcance de seus olhos quando a memória falhar.

Como fotografar virou uma paixão (e que câmera eu escolhi)

8. Organize as memórias de viagens passadas

Como sempre falamos, dá pra curtir, antes, durante e depois de viajar. Como andam suas fotos, vídeos e papéis de viagem? Que tal organizá-los? Imprima suas fotos e faça álbuns, edite seus vídeos para mostrá-los e compartilhá-los, guarde seus papéis em caixas para protegê-los. Tenho certeza que o tempo que você passar relembrando os bons momentos de suas viagens será delicioso.

Como eu organizo minhas fotos e lembranças de viagem

17 idéias para fazer em casa sem gastar muito dinheiro

Cantinho com meus álbuns e guias do escritório antigo

9. Decore sua casa com itens de viagem

Ter uma casa com a nossa cara é fundamental para nos sentirmos bem no nosso lar. Então, se você ama viajar, que tal deixar isso marcado na decoração? Dê destaques a itens que você trouxe de lugares especiais ou transforme fotos em quadros, por exemplo. Aqui em casa nós espalhamos os guias em uma prateleira na sala, junto com plantas, e fizemos um corredor cheio de quadros só com fotos tiradas durante viagens.

17 idéias para fazer em casa sem gastar muito dinheiro

Guias de viagem pela sala

Confira a casa de blogueiros de viagem na seção A Casa de quem viaja

10. Transforme sua casa em um hotel (no sentido figurado)

Sabe uma coisa que me dá muita sensação de “estar viajando”? Roupão! Acho que porque não tinha o hábito de usar em casa, só em viagens mesmo, sempre que usava eu sentia uma sensação super gostosa, de “estar viajando”. Então resolvi isso de forma muito simples: passei a usar em casa. Pronto, estendi aquela sensação gostosa pro dia a dia. Outra coisa que me traz isso é tomar um café da manhã farto, já que em casa normalmente só bebo algo. Então passei a tirar um dia por semana e preparar um café com muuuuitos itens, incluindo panquecas (super cara de café na rua!) e servir na mesa com a melhor louça. Outro pequeno item também foi resolvido comprando um copo de café com tampa, para eu sair pelas ruas com meu cafezinho na mão, coisa que sempre faço quando estou viajando e agora virou hábito em casa.

Enfim, pense em pequenas coisas que te despertam essa sensação de “estar viajando” e implemente na sua casa. Use sua melhor roupa de cama, prepare seu quarto com flores, um aromatizador gostoso, deixe um chocolatinho sobre o travesseiro, capriche na apresentação das refeições. Vale a pena!

11. Transforme sua casa em um hotel (no sentido literal)

Você já pensou em  receber viajantes na sua casa? Não seus parentes ou amigos (embora já seja um ótimo começo), mas estranhos. Taí uma forma de você viajar sem sair de casa, através da troca com pessoas novas, e ainda ganhar um dinheiro – que você pode reverter para sua próxima viagem. Você pode alugar sua casa ou apartamento por temporada em feriadões, fazer uma troca de casas em sites como Guest to Guest, alugar um quarto através de sites como AirBnB ou ainda receber pessoas sem cobrar isso, no esquema do Couchsurfing, que pode te ajudar a conseguir estadia pelo mundo também sem pagar. Considere!

12. Crie um blog de viagens (ou faça um diário)

Se você adora viajar, certamente tem dicas e idéias da melhor forma de aproveitar alguns destinos. Por que guardar tudo isso para você? Crie um blog de viagens, divida com o mundo sua experiência, fotos. Escrever sobre nossas viagens é outra forma de revivê-las, repensá-las, além de ser uma forma de ajudar quem também quer viajar. Vai por mim, é uma delícia ser blogueiro de viagem!

No entanto, se você for tímido ou preferir o método tradicional, papel e caneta, faça um diário! A idéia é a mesma: reviver suas viagens.

17 idéias para fazer em casa sem gastar muito dinheiro

Um dos diários durante uma viagem: reelaborar as anotações pro blog me faz repensar as experiências

13. Aprenda uma língua nova

A gente está sempre falando de formas de aproveitar mais e melhor os destinos, conhecer culturas, e o que poderia facilitar mais esse intercâmbio cultural do que falar a língua local? Então aproveite seu tempo livre e aprenda uma língua nova ou aprimore uma que você já fale.

14. Descubra restaurantes de culinária típica de outras regiões 

Que tal variar os restaurantes em que você almoça ou comemora datas especiais? Descubra os restaurantes de comidas típicas de outros locais e aprenda mais ou mate a saudade de outras culturas pela culinária. 

15. Vá para a cozinha e faça pratos que provou em viagens

Nossa, como eu sou facilmente conquistada por uma boa comida! E quantas vezes eu provei alguma coisa nova enquanto estava viajando? Coisas que eu sempre disse não gostar, mas que nunca tinha provado, por exemplo. Ou outras que nem imaginava que existiam e ainda misturas em que nunca tinha pensado. Que tal reproduzir os melhores sabores provados em viagem aí na sua casa? Hoje é super fácil conseguir as receitas na internet e também há livros de culinária específicos por país ou região. O Jaime Oliver, por exemplo, que tem uma filosofia de cozinha fácil, tem o livro Jaime viaja, com receitas de diversos países e ainda um com cozinha americana. Então pesquise e se arrisque!

16. Encontre-se com quem você ama

Qual foi a última vez que você esteve com um amigo querido? Ou com seus pais? Aproveite a idéia aí de cima, cozinhe e convide amigos ou familiares para estar junto. Lembre-se que talvez Londres, Paris, Nova Yorque estejam no mesmo lugar daqui a 20 anos, mas alguns queridos seus podem não estar mais. Valorize-os enquanto pode. Quer uma dica sobre o que conversar? Que tal viagens? Será que você sabe, por exemplo todos os locais que seus pais conheceram ou gostariam de conhecer? 

17. Medite

Meditar é excelente para acalmar a ansiedade, te ajudando a valorizar o que você tem, diminuir a autocrítica e colocar cada tempo em seu lugar – passado, presente e futuro. E você não precisa de muito para começar – pode fazer em casa ou durante suas viagens. Basta um lugar um pouco tranquilo – sua cama antes de dormir ou ao acordar, por exemplo – e alguns minutos. Comece devagar, não se exija muito e você vai ver como em pouco tempo notará os benefícios de estar consciente e não vai mais querer largar essa prática.

17 idéias para fazer em casa sem gastar muito dinheiro

Bom, essas são só algumas idéias de tudo o que você pode fazer em casa, na sua cidade, sem a necessidade de viajar ou gastar muito dinheiro (e tem até idéia para ganhar dinheiro!). Espero que você tenha gostado. Não deixe de sugerir nos comentários mais atividades para quem está entendiado sem viagem marcada. Mas não esqueça: a maior e mais importante viagem da sua vida você já está fazendo. Aproveite a vida!

Segue a gente no Instagram para nos falarmos todos os dias
e trocamos ideais sobre qualidade de vida e viagens!

ORGANIZE SUA VIAGEM

Espero que tenha gostado deste conteúdo, produzido com cuidado e carinho. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Ao utilizar nossos links, você gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. E você não paga nada a mais. Agradecemos muito o seu apoio!

PROMOÇÃO atual: Somente 02 e 03 de dezembro a Seguros Promo está com VINTE % de desconto! Clique aqui e use o cupom MONDAY (E consiga + 5% de desconto para pagamento via boleto bancário) 

  • SEGURO VIAGEM: É obrigatório nos países da Europa que fazem parte do Tratado Schengen, além de países como Cuba e Venezuela;
    Altamente recomendável em caso de gravidez, já que seguros de cartões de crédito não cobrem grávidas, práticas de esportes radicais e outros casos. Os gastos com atendimento médico no exterior podem ser exorbitantes! Nos EUA uma internação diária pode custar cerca de US$ 2 mil e um parto vaginal e sem anestesia em 2018 custa mais de US$ 32 mil.
    O seguro também te auxilia com imprevistos como cancelamento de viagem e extravio de bagagem. Para encontrar o plano mais adequado para sua gravidez leia esse post.
    E para garantir o melhor preço pesquise na Real Seguro Viagem por esse link que te dá 10% de desconto e você pode pagar em até 6 x sem juros, e na Seguros Promo, onde você pode usar o cupom VIAJESIM5 e ganhar 5% de desconto. E você ainda tem MAIS 5%OFF para pagamento via boleto.

Compre já e economize!



Publicado por Jackie Mota

Uso minha formação em jornalismo e minha experiência organizando as viagens da minha própria família para escrever posts didáticos e detalhados para poupar o SEU tempo. Nos meus textos você encontra informações práticas apuradas com responsabilidade e organizadas de acordo com as necessidades do viajante. Referências histórias e análises sobre a política e impactos do turismo também estão presentes no meu trabalho para que você viaje bem informado, seguro e consciente - sou especialista em Relações Internacionais e Mestre em Estudos Estratégicos da Segurança Internacional.

outros artigos de Jackie Mota »

Comentários

  1. Luciana
    22 jan 2016

    Nossaaaa!!!! Dicas incríveis!!!! Vou tentar praticar algumas delas como um diário de viagens, pegar meus cacarecos de viagens e decorar a casa, um café da manhã farto, a ideia do roupão e do copo são ótimas, conhecer o bairro onde mora ou a cidade são incríveis (tenho dezenas de amigos que nasceram, cresceram e moram em são paulo, mas nunca fora até o Mercadão, MASP e vários outros pontos turísticos de SP). Amei mesmo!!!! Dicas inspiradoras.

    • 22 jan 2016

      Que legal que gostou, Luciana. Eu adoro esse post e o revisito sempre =)
      beijos!

  2. Claudiane oliveira dos santos
    08 nov 2014

    É muito legal viajar e conhecer pessoas novas, mais o mais importante mesmo é a compania que estamos.

  3. Sônia
    21 ago 2014

    Oiii

    Simplesmente apaixonada pelo seu blog… ameiii viagens Pets…tudo de bom….

  4. Gardênia
    11 ago 2014

    Adorei o post. Como você, viajo antes, durante e depois… e entre as viagens também… o que costumo fazer muito pra manter esse clima de ” tô viajando” é ler… blogs, revistas, tudo que me transporte pra outros lugares e culturas, com a experiência de outras pessoas, mesmo sem sair de casa. Abs.

    • 11 ago 2014

      OI Gardenia, realmente ler é uma das melhores formas de viajar, sem sair do lugar. eu sempre fui uma leitora ávida, mas nos últimos anos não tenho mais conseguido. Mesmo quando tem tempo, já não leio na mesma velocidade. Ta faltando pratica! rs
      Mas é uma coisa que eu quero voltar a fazer mais. No momento estou lendo Guerra e Paz, porque no fim do ano eu viajo pra Russia =)
      beijos,

  5. 10 ago 2014

    Adorei o post. Bom saber que existem mais pessoas que prolongam a viagem, como eu! Tenho um blog, faço scrapbooking e várias lembranças espalhadas pela casa! O café da manhã caprichado é tudo de bom!

    • 10 ago 2014

      Oi Márcia, acho ótimo prolongar a viagem. Acho incrível quem faz scrap. Espero um dia conseguir montar pelo menos um álbum assim. Abs!

  6. Daniel Lazzaro
    10 ago 2014

    Que legal! Que bacana! Talvez um dos melhores textos que lí esse ano. Parabéns.

  7. tassiana
    19 jul 2014

    Admiro cada vez mais a sua pessoa, Jackie! ♥
    Cada vez que leio seus posts, eu viajo neles! ♥
    Obrigada por dividir as suas experiências! ♥

    • 20 jul 2014

      Muito bom ler que vc viajou no post. Obrigada vc por nos ler!
      bjs,

  8. Silvia
    18 jul 2014

    Amei seu post, aliás amei o que você linkou antes tb!

    Sabe que tem uma coisa que eu não consigo fazer é meditar! Acho que eu sou aquele 0,01% que não desliga do mundo nunca, risos!!! Eu só “medito” qdo meus gatos vêem ronronar em cima de mim.

    Mas enfim, eu me sinto frustrada pq sempre acho q tirei poucas fotos da viagem, pq não escrevo diários ou pq não fiz tudo o que queria fazer. Nesse ponto acho que somos meio “opostas” 🙂 pq eu jamais conseguiria largar uma programação se não fosse a coisa mais otimizada a fazer. Para você ver, eu mal entro em loja de roupa qdo viajo! Só compro produto de beleza mesmo e algumas camisetas! Tenho q aprender a relaxar um pouco mais…

    Beijão!

    • 20 jul 2014

      jura que vc eh assim em viagens? que engraçado. eu tb tento otimizar tudo, mas antes, no roteiro. no dia eu deixo o clima me levar mesmo. ja viajei e na hora não fiz nada, sano fui a museu, so fiquei a toda, por exemplo. depende mt do clima.
      Sobre meditar, eu tb achei que nunca conseguiria, mas comecei com 1 minutinho e o mindfulness eh uma coisa mais o tempo inteiro, tentar estar com a cabeça no momento em que vc está vivendo mesmo e não parar pra meditar em si só. tenta! acho que vc vai curtir!
      bjs,

  9. tassiana
    18 jul 2014

    Digo e repito: Admiro demais a sua pessoa! Obrigada por dividir suas experiências conosco! ♥
    Cada vez que leio seus posts, viajo nas suas palavas. Muito obrigada Jackie! ♥

    • 18 jul 2014

      Fico feliz que tenha gostado do post e que acompanhe o blog. beijos,

  10. Muito bom Jackie!!!!
    Vou lhe dizer que eu fazia muito turismo, fotos, etc. aí no Rio. Estou precisando me abrir para Cuiabá e fazer o mesmo aqui.
    Excelente post!
    Beijão!

    • 18 jul 2014

      Eu tb to precisando fazer mais por aqui mesmo. Acabei me apegando mt aos bairros aqui perto, tô precisando ir mais ao centro, como eu ia antigamente. No seu caso, uma cidade completamente nova, é mt gostoso de descobrir né? Aproveite Cuiabá =)
      bjs,

  11. Eliana
    17 jul 2014

    Jackie,
    Que dicas simples , mas super importantes, que muitas vezes esquecemos de exercitar. Valorizar o que temos, o que já é nosso, seja a cidade em que vivemos, nosso cachorro, nossos familiares e amigos. Seguindo nessa linha, fica mais fácil , inclusive, ser feliz. Que bom ler um blog que também se refere aos “lugares”, onde se encontram a sensibilidade, as delicadezas , os relacionamentos, os sentimentos, lugares que estão dentro de nós.
    Abraço ,
    Eliana.

  12. Bia Fernandes
    17 jul 2014

    Adoreeeei as dicas, principalmente a parte do “aprenda a fotografar”…

    Ir pra cozinhar assim que eu chego de viagem já se tornou um hábito, adoro cozinhar, e nada melhor do que aprender a fazer aquela comidinha que você experimentou em um outro lugar que não vai voltar frequentemente. Fui a Argentina e voltei apaixonada pelas empanadas, logo tive que aprender a fazer, rsrs

    Seu blog me despertou a vontade de viajar pela Europa/Ásia, mas ainda não falo o inglês fluente, por isso me matriculei recentemente em um curso de inglês com meu namorado, para futuramente podermos viajar pra lá.

    Parabéns mais uma vez pelo blog, suas dicas são sempre maravilhosas.

    Um grande beijo!

    • 18 jul 2014

      Eu amo cozinhar, Bia, e agora estou tentando fazer os pratos asiáticos (os que curti, tipo no Myanmar e Vietnã, porque tailandesa eu não gostei). Fiquei muito feliz que o blog tenha despertado sua vontade de ir pra ásia e pra europa. são lugares riquíssimos em história e com cada paisagem! Obrigada por nos acompanhar. um beijo,

  13. 17 jul 2014

    Oi Jackie, recentemente eu publiquei um texto desse tipo também, mas foquei nas coisas que se podem fazer em casa mesmo. Como eu fui esquecer da parte de cozinhar pratos típicos??? rs http://taindopraonde.blogspot.com.br/2014/07/10-atividades-relacionadas-viagem-ferias-feriado-final-semana-em-casa.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.