Um certo dia resolvi mudar e fazer tudo o que eu queria fazer

Cresceu no interior de Minas, sempre cercada de livros. Desde criança tem uma alma antiga. Encontrou no Rio o amor da sua vida, com quem ama viajar e se casar (again and again). É mãe de dois buldogues, Maquiavel e Foucault, jornalista e mestre em Estudos Estratégicos.

8 Comments on Um certo dia resolvi mudar e fazer tudo o que eu queria fazer

  1. Lu Castro
    30 de setembro de 2014 at 13:21 (6 anos ago)

    A-D-O-R-E-I!!! E adorei mais ainda a definicao de ansiedade! To indo na Amazon comprar o livro!! Parabens pelo blog, bem divertido e descontraido.

    Bjos
    Lu

    Responder
    • Jackie Mota
      30 de setembro de 2014 at 13:23 (6 anos ago)

      Que bom que gostou. Volte sempre! =)
      bjs,

      Responder
  2. Teté Lacerda
    18 de julho de 2014 at 15:45 (7 anos ago)

    adorei o texto, compartilho desse sentimento – viver o hoje, ter gratidão pelas pequenas coisas… yoga e meditação já fazem parte da minha vida e são coisas que me dão paz e prazer.
    temos que nos encontrar um dia pra tomar um café! beijo

    Responder
    • Jackie Mota
      13 de agosto de 2014 at 20:37 (6 anos ago)

      Oi Teté, teu comment tinha ficado no spam. Yoga é uma coisa que me tem me dado muito prazer a cada dia mais, especialmente depois que li que Yoga é sobre autoaceitação. Tem mudado minha vida.
      Vamos marcar um cafezito quando estiveres aqui pelo Rio!
      beijos,

      Responder
  3. 25 de junho de 2014 at 12:00 (7 anos ago)

    tem explicação eu me identificar com tudo o que você escreveu (exceto a parte dos cachorros)? pois então.
    tenho tentado fazer isso: parar pra prestar mais atenção a tudo o que está a minha volta. aqui em Brasília, parece que o tempo passa mais devagar (menos quando eu tô estudando, porque é tanta coisa que parece que não cabe nas horas do dia), parece que eu tô numa cidade do interior, e eu tô sentindo que tô conseguindo me conectar muito mais comigo mesma aqui. por isso já tem um tempinho que ando querendo fazer meditação, yoga, coisas assim, que eu acho que me ajudariam nesse processo de autoconhecimento. vamos ver se eu consigo tirar logo esses projetos do plano de “projeto” e passar pra execução!!

    Responder
    • Jackie Mota
      26 de junho de 2014 at 16:13 (7 anos ago)

      Tomara que consiga, Le. A verdade é que as dificuldades aparecem, né? Acaba que a gente fica num vai, começa, larga, volta. Mas o negocio é não abrir mão, tornar isso uma prioridade nossa – porque as coisas “pros outros” são sempre prioridade,né, e as da gente vão ficando pra trás.
      bjs,

      Responder
  4. Tatiane
    20 de junho de 2014 at 21:03 (7 anos ago)

    Fiz um curso que me serviu pra ver muito disso que vc tá falando. Foi ótimo tomar consciência da minha respiração do quanto ela influência do estado emocional, foi bom aprender a meditar.

    Foram 5 dias intensos pra olhar pra mim.
    O desafio agora é conseguir encaixar isso na rotina do dia-a-dia!

    Que bom que vc está conseguindo. 😉

    Responder

Leave a Reply