Rio pode ter taxa de hospedagem

O Rio de Janeiro já tem um novo prefeito empossado, Marcelo Crivella. No dia 1º de janeiro de 2017, Crivela anunciou medidas de austeridade para recuperar o caixa da cidade e também o estudo de uma medida para o turismo. O novo prefeito do Rio revelou que estuda criar uma taxa de hospedagem para os hóspedes brasileiros e estrangeiros nos hotéis da cidade. Segundo Crivela, a taxa seria de “R$ 4 ou R$ 5” por diária por quarto.

O que fazer no Rio sabado feijoada morro da urca cota 200 20160611_165219

Nesta quarta-feira (04/01), o Globo publicou matéria informando que o Conselho de Turismo do novo governo planeja entregar o projeto da taxa para apreciação de Crivella dentro de dez dias. O projeto prevê que a taxa somente possa ser aplicada na promoção do turismo da cidade. Segundo Ricardo Amaral, um dos integrantes do Conselho, no primeiro ano a arrecadação com a taxa poderia atingir R$ 35 milhões. O Globo detalha também que a taxa teria um valor único para todos os hotéis.

Outras cidades do Brasil, e do mundo, possuem taxa de turismo. Há locais que usam o modelo da taxa sobre diárias hoteleiras como planeja Crivella – Gramado é um exemplo. Outras, cobram para acesso a áreas de proteção, como Fernando de Noronha e há ainda aquelas que cobram para acesso de veículos de turismo como ônibus e vans às áreas turísticas.

Mais noticias de viagem? Clique Aqui

Nossos posts sobre o Rio de Janeiro

Espero que tenha gostado deste conteúdo, que foi produzido com cuidado e carinho para você. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Quando você usa nossos links, gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. Agradecemos muito o seu apoio!

  • Chip de celular internacional para internet e/ou dados Easy Sim 4u;

Fotosinspiradoras?

No comments yet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *