CNUV :: #13 Fazendo o roteiro interno pela Grecia

Sem dúvida alguma o roteiro interno que mais deu trabalho no trio Turquia-Grécia-Istanbul foi o da Grécia. Eita paízinho cheio de lugar lindo para dar vontade de visitar, viu? Foi muito difícil escolher que ilhas visitaríamos e depois deu um trabalhão também organizar os dias em cada lugar casando o tempo que gostaríamos com os transportes disponíveis nas datas certas para conciliar minha agenda de trabalho (online).

Nossa primeira decisão foi nos concentrar nas ilhas e visitar no continente apenas Atenas. Eu queria muito ir a Meteora, Delphi e outros locais no continente, mas levei em conta que estávamos indo no verão, época perfeita para as ilhas, e esses locais poderiam ser visitados em outra viagem em outra época do ano. Então, sim, a Grécia agora está na listinha para uma viagem no inverno! Veja nestes posts da Cíntia do blog Fragata Surprise como a Grécia continental é interessante e linda.

roteiro pela grécia

Parthenon, em Atenas

Com a decisão de nos concentrar nas ilhas, começamos a negociação, Rômulo e eu, pois cada um tinha suas queridinhas. Santorini era um destino indiscutível, pois é a maior referência de ilha grega romântica, né? Reservamos 3 dias e 3 noites para lá e com mais os 3 dedicados a Atenas, tínhamos apenas 4 ou 5 dias para dividir entre nossos outros interesse.  Rômulo fazia muita questão de Mikonos; eu queria muito ir a Delos, Rhodes e Patmos; nós dois também gostávamos bastante de Creta; mas tinha ainda Corfu, Hidra e várias outras ilhas marcadas com asterisco no Guia Lonely Planet Greek Islands.

Ter um destino fechado, no caso Santorini, foi ótimo para conseguirmos avançar. Essa ilha fica no conjunto das Cíclades, então pesquisamos os transportes com base nisso. Ao contrário do que parece quando falamos em “ilhas gregas”, elas nem sempre são locais próximos umas das outras, os deslocamentos entre as ilhas pode ser bem complicado – já falei um pouco sobre isso aqui – e elas são bem diferentes entre si, com maior ou menor influência das culturas grega, otomana e veneziana e com formações geológicas distintas. Só para dar um exemplo, de Atenas a Creta em Barco são umas 15 horas de viagem ou umas 3h30 em avião; para seguir depois para a Itália, de Corfu, que seria mais próxima, só tinha barco em alguns dias da semana e nunca dava certo de ser no dia em que precisávamos; e ainda tinha barcos e vôos que eram bem no meio do dia, tipo às 14h, desperdiçando todo um dia de praia. Então montar esse roteiro, foi como um quebra-cabeças mesmo!

roteiro pela grécia

Praia de Lindos, na ilha de Rodes, Dodecaneso

Entendendo um pouco das ilhas gregas

Basicamente, as ilhas gregas se dividem em ilhas do Mar Egeu e ilhas do Mar Jônico. As do Mar Egeu se subdividem, ainda, em 7 conjuntos (as informações abaixo foram retiradas do guia Greek Islands da Lonely Planet e do site Visit Greece).

Ilhas do Mar Egeu

:: Golfo Sarônico | Angistri, Aegena, Methana, Poros, Salamina, Spetses, Hydra

Ilhas boas para o mergulho e com um clima mais calmo. A que mais me atraiu foi Hydra, que é a única ilha grega onde não circulam carros. Pela proximidade com o continente é possível fazer passeios de barco de um dia a partir da capital e alguns incluem duas ou 3 ilhas no mesmo dia.

:: Cíclades | São 56 ilhas, sendo as mais importantes Amorgos, Anafi, Andros, Antiparos, Delos, Ios, Kea, Kimolos, Kythnos, Milos, Mykonos, Naxos, Paros, Santorini, Serifos, Sikinos, Sifnos, Syros, Tinos, Folegandros e as cíclades menores Donousa, Irakleia, Koufonisia and Schinousa.

As ilhas gregas que mais recebem turistas estão nesse conjunto, cujo nome significa ao redor de Delos, uma ilha Patrimônio da Unesco que seria o berço de Apolo e Ártemis e foi a sede da Liga de Delos. Bem ao lado está a famosa Mikonos, conhecida por ser frequentada pelo jet set internacional e por suas festas que vão até a manhã. Aqui também está Santorini, que tem um dos mais famosos pôr do sol do mundo e destino super queridinho de viagens românticas. O que nos atraiu muito em Santorini, além disso, é que a ilha é um vulcão ainda ativo, e até então nós nunca havíamos estado num lugar desses.

:: Dodecaneso | Astypalaia, Kalymnos, Karpathos, Kasos, Kastellorizo, Kos, Lipsi, Leros, Nisyros, Patmos, Rhodes, Symi, Tilos, Chalki.

As ilhas mais ao sul da Grécia oferecem praias, achados arqueológicos e influência Bizantina. As que mais me atraíram aqui foram Rodes e Patmos. Rodes é a capital do Dodecaneso e sua cidade medieval é Patrimônio da Unesco. Além disso, abrigou uma das 7 Maravilhas do Mundo Antigo, o Colosso de Rodes (do qual, infelizmente não sobrou nadinha) e tem também a incrível conjunção de belezas naturais como a praia de Lindos com sítios arqueológicos. Já Patmos é conhecida como a ilha do Apocalipse, porque foi em uma de suas cavernas que São João escreveu o livro das Revelações da Bíblia.

:: Creta |  Creta

A maior das ilhas gregas, segundo a mitologia, foi o local onde Rhea escondeu seu filho Zeus para salvá-lo de seu pai Chronos. Ali ficaria o palácio labirinto do rei Mino, onde o Minotauro matava humanos até ser derrotado por Teseu. Mas a ilha tem também tem praias belíssimas e a Garganta de Samaria, o maior desfiladeiro da Europa e local muito procurado para trekking.

roteiro pela grécia

As encostas de Santorini

:: Ilhas do Nordeste do Mar Egeu | Agios Efstratios, Thasos, Ikaria, Lesbos, Limnos, Inouses, Samos, Samothrace, Chios, Psara

As ilhas mais remotas da Grécia.

:: Evia | Evia

A segunda maior ilha grega é uma boa opção para quem quer começar a mergulhar e para relaxar em águas termais.

:: Esporades | Alonissos, Skiathos, Skopelos, Skyros

Ilhas com menos turistas, florestas densas e cenário de filme – Mamma Mia foi filmado em Skopelos.

:: Jônicas | Zakynthos, Ithaca, Corfu, Kefallonia, Lefkada, Paxi, Kythira

A multicultural Corfu e a atualmente na moda Zakinthos, com sua Navagio Beach, estão deste lado da Grécia.

Nosso roteiro

Então, conjugando vontades e disponibilidade de transportes, ficamos com Santorini, Mikonos ( e Delos) e Rhodes, além de Atenas e um dia livre caso quiséssemos incluir um cruzeirinho de um dia a partir da capital.

Leia também: os preparativos da viagem em Como nasce uma viagem?
Acompanhe essa viagem completa: Nossas Bodas de Madeira

Organize sua viagem com nossos parceiros: empresas e serviços que nós usamos pessoalmente, aprovamos e, por isso, indicamos. Ao utilizar nossos links para reservas, você não paga nada a mais e nós recebemos uma comissão. Agradecemos, sempre, seu apoio!

Espero que tenha gostado deste conteúdo, que foi produzido com cuidado e carinho para você. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Quando você usa nossos links, gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. Agradecemos muito o seu apoio!

  • Chip de celular internacional para internet e/ou dados Easy Sim 4u;

Fotosinspiradoras?

2 Responses to “CNUV :: #13 Fazendo o roteiro interno pela Grecia”

  1. Léa 2 de maio de 2016 at 21:35 #

    oi, Jackie

    Adorei seu site, seu roteiro e a descrição da viagens nos outros posts também! Estou fascinada pela Grécia, e estou indo em junho, pretendo passar lá 10 dias.

    Mas, estou na dúvida sobre qual roteiro escolher, montei duas opções, uma com Milos e outra sem Milos. Fico pensando se incluir Milos deixaria mt cansativa minha viagem, se não seria melhor ficar com as penas pra cima mais dias nas outras ilhas.

    Veja as duas opções de roteiro:

    Opção 01 (mais calma)
    09, 10, 11, 12, 13 → BARCELONA
    14, 15, 16, 17, 18, 19 → IBIZA
    20, 21, 22, 23, 24, 25 → MIKONOS
    26, 27, 28 – SANTORINI
    29, 30 – ATENAS
    01 → Atenas – BRASIL

    Opção 2 (com Milos)
    09, 10, 11, 12, 13 → BARCELONA
    14, 15, 16, 17, 18, → IBIZA
    19, 20, 21, 22, 23, 24→ MIKONOS
    25, 26 – SANTORINI
    27, 28 – MILOS
    29, 30 – ATENAS
    01 → BRASIL

    E aí? Será que poderia me ajudar nessa decisão? Se tiver mais alguma opinião acerca dos roteiros estou aberta a recebê-las, pois ainda não comprei nenhum trecho de transporte.

    Muito Obrigada desde já por toda ajuda com os relatos do site,

    Léa

    • Jackie Mota 7 de maio de 2016 at 15:38 #

      OI Léa, depende do eu gosto. Vi que vc deixou muuuuitos dias pra Mikonos. Eu coloquei 3 (ou 4, ja não me recordo de cabeça), mas isso incluindo um dia pra visitar Delos (tem post aqui, olhe lá pra ver se te atrai) e porque eu ia trabalhar um dia também online. Se vc curte as festas nas praias, com certeza é uma boa ficar mais, mas no meu caso não fui pra festas e achei até 3 dias muita coisa. Já Santorini eu fiquei 4 dias 3 4 noites e achei justinho, menos fica um pouco corrido. Entao assim, EU, pessoalmente, deixaria sem Milos e deixaria 4 a 4 Mikonos e Santorini. Mas possível é sim seu segundo roteiro, vai depender do seu grau de äpego” à ideia de ir a Milos =)
      abs,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *