Viagem a Las Vegas – Desconstruindo o mito da jogatina e das pool parties!

Ouvir Las Vegas é pensar automaticamente na jogatina e nas pool parties. Vai dizer que não foi essa imagem que veio à sua cabeça? Pois é, à minha também, mas depois da nossa viagem, posso dizer que cidade é muito mais do que isso: Vegas é entretenimento!  Ir a Las Vegas e não conhecer a cidade, é como ir ao Rio de Janeiro e conhecer só o Cristo Redentor.  Claro que lá tudo acontece dentro – ou ao redor – dos hotéis e seus cassinos, mas Las Vegas oferece muitos mais do que as máquinas caça-níqueis e as roletas girando para você se divertir.

viagem a las vegas com grand canyon

A primeira coisa que queríamos era um hotel na Las Vegas Boulevard, mais conhecida como Strip.  Essa é a rua principal, aonde tudo acontece e, acredite em mim, você vai querer estar lá!  Isso porque  Vegas tem muito trânsito e você só consegue pegar os táxis nos pontos – que ficam nos hotéis, onde têm filas.  Então, o ideal é realmente estar na Strip e ir caminhando para a maioria dos lugares.

Escolhemos o hotel New York New York, pois achamos que tinha uma boa estrutura (com montanha russa dentro!) e era um hotel mais jovem.  Não nos arrependemos, apesar de concordar que outros hotéis mais na “meiuca” da Strip, como The Venetian e Bellagio, são excelentes opções para quem quer mais requinte e caminhar menos.

Reserve aqui o New York New York

Quase nenhum dos hotéis tem café da manhã incluído e, sinceramente, isso realmente não faz falta.  No nosso hotel tinha uma boulangerie fantástica, então acabamos tomando café da manhã por lá mesmo na maioria dos dias.  Aliás, o funcionamento dos hotéis é bem diferente, talvez pelo tamanho, talvez pela cultura, mas o fato é que lá você é mais um.  Como se paga tudo no check in ou na hora em que se pede o serviço de quarto, para fazer o check out você simplesmente pega suas malas e deixa a chave do quarto em um totem – simples assim!

viagem a las vegas com grand canyon

Compramos pela internet antes da viagem os espetáculos que queríamos assistir e confesso que a escolha foi muito difícil. Isso porque quase todo hotel na Strip tem um show fixo de mágica ou acrobacia; fora os shows de músicos que se apresentam por várias temporadas na cidade, como a Celine Dion.  Assistimos dois shows do Cirque Du Soleil – O (todo feito na água) e Zummanity (o lado mais ‘sensual’ do grupo) – ambos sensacionais, mas se tivesse que escolher apenas um seria o O, já que pela estrutura do show é difícil que seja levado a outros lugares. Fomos também no show de ilusionismo do David Cooperfield e foi espetacular – o teatro do MGM é pequeno, você vê tudo de perto e o Cooperfield interage o tempo todo com o público – confesso que, de início, fiquei meio relutante em ir em show de mágica, mas achei que valeu muito a pena.

Quanto aos passeios, a lista é grande e atende aos mais variados gostos. Para os que curtem aventura, sugiro a montanha-russa do New York New York (USD 12) e os brinquedos do Hotel Stratosphere (subida + 1, 2 ou 3 Brinquedos – USD 22, 26 e 31) – não há nada igual a eles (nem nos parques da Universal Studios).  Para os que gostam de animais, vale a pena ir no Sigfried and Roy’s Secret Garden and Dolphins Habitat, no Mirage (USD 15), onde há um criadouro de golfinhos e tigre branco albino (visita de 10h às 16h) e leopardos; e no Lion Habitat, no MGM Grand (a partir de 11h), onde há inclusive sessão de fotos com os filhotes de leão (Pelo menos, em 2011 ainda tinha. Ouvi falar que hoje em dia isso mudou).  Para quem não dispensa um romance, sugiro o passeio interno de gôndola com serenata dos gondoleiros, no The Venetian (Grande Canal Shoppes) (USD 12.50).  Para os fãs de celebridades, Vegas também conta com um museu de cera da Madame Tussauds no Mirage (USD 20 pelo site). Além disso, sazonalmente, o MGM Grand Arena recebe eventos do UFC.

viagem a las vegas com grand canyon

Há também os espetáculos oferecidos pelos próprios hotéis (de graça) que sempre tentam se superar.  Os imperdíveis são o show de águas em frente ao Bellagio (The Fountain) que ocorre a cada 15 minutos até às 24h (o ideal é ir após o anoitecer), a erupção do vulcão em frente ao Mirage (The Volcano Fountain) que ocorre a cada 15 minutos após o anoitecer até 24h.  Vale a pena também tirar um dia para ir no centro antigo (Downtown) para assistir a Freemont Street Experience, que é uma tela gigante que cobre a rua principal e tem shows de luz e som a cada 5 minutos (de 19 às 23h). O centro antigo tem um quê daquela Las Vegas dos filmes de antigamente, com cassinos mais ‘roots’ e menos espetaculares.

Las Vegas tem também uma excelente gastronomia (há algum tempo grandes chefs do país estabeleceram restaurantes lá). Demos sorte e na época em que estávamos (Set. 2011) estava tendo Restaurant Week na cidade, o que significa menu completo a preços convidativos. Recomendamos os seguintes restaurantesPalm Restaurant of Las Vegas no Caesar’s PalaceMon ami Gabi no Paris HotelIl Fornaio no New York New York e Canaletto no The Venetian (no meio da réplica da Plaza San Marco).

viagem a las vegas com grand canyon

Separamos um dia para ir ao Grand Canyon e pesquisamos por toda a Strip excursões que levassem ao West Rim e à famosa passarela de vidro (Skywalk). Acabamos optando pela excursão de ônibus, mas confesso que foi muito cansativa. Como estávamos em 4 pessoas, poderíamos ter alugado um carro, o que acho que seria a melhor opção, mas ficamos com receio de dirigir no meio do deserto sem conhecer bem o caminho. Como o Grand Canyon fica dentro de uma reserva indígena, quem vai de carro tem que pedir autorização para passar e pagar uma taxa (salvo engano, USD 35). E para andar na passarela de vidro também há uma taxa (USD30) e somente eles podem tirar fotos (que, claro, são vendidas depois). O lugar é realmente espetacular (e tem gente que chega lá e fica com medo de andar na passarela), mas se você conseguir ir por conta própria ou contratar uma excursão mais personalizada deve ser bem melhor. Sempre te “empurram” outras coisas que realmente não interessam muito… Há também a opção de conhecer o lugar de helicóptero, o que parece ser incrível.

viagem a las vegas com grand canyon

Abaixo separei mais algumas dicas:

1 – Se quer muito a ir a um show, não deixe para comprar em Las Vegas: pode não ter mais ingressos.  Então, compre sempre com antecedência. O site dos espetáculos em geral oferece promoções. O site do Cirque Du Soleil é ótimo – é possível até ver trechos dos shows para decidir o que assitir – e foi lá que compramos nossos ingressos a preços promocionais (e buscamos na própria bilheteria dos teatros).  Porém, se você não faz questão de assistir nenhum show em especial, vale a pena deixar para comprar no dia nos quiosques do Tix 4 Tonight, com excelentes descontos.

2 – Organize seu roteiro de acordo com a localização do seu hotel.  E sempre vale conferir o horário em que as atrações estão abertas para você não perder nada.

3 – Apesar de ser a “Cidade que não pára”, em Vegas não se consegue um lugar para jantar muito tarde. A maioria fecha às 22/23h e sobram apenas poucos restaurantes abertos depois disso (em geral, esses servem comida tipicamente americana – sanduíche e fritas).

viagem a las vegas com grand canyon

4 – Mesmo que você não seja muito fã de aventuras, vale a pena considerar uma ida à torre do Stratosphere, pois de lá você poderá ver a cidade toda do alto. Cheque o horário do pôr-do-sol, pois ver a cidade toda se iluminando é lindo demais. Se quiser andar nos brinquedos, os ingressos devem ser comprados no quiosque no piso térreo.

5 – Perto da cidade há um Premium Outlet, mas como essa viagem foi conjugada com Orlando, optamos por ir às compras por lá e não em Vegas.

Reserve aqui o New York New York

Reserve o The Venetian

Reserve o hotel Bellagio

Espero que tenha gostado deste conteúdo, que foi produzido com cuidado e carinho para você. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Quando você usa nossos links, gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. Agradecemos muito o seu apoio!

  • Chip de celular internacional para internet e/ou dados Easy Sim 4u;

No comments yet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *