Roteiro de 5 dias em Cuzco e Vale Sagrado (inclui Machu Picchu)

Já contei quais foram as coisas que mais curti em Cuzco, como cheguei na cidade voando Taca e já falei também sobre os dois hotéis que experimentamos na cidade, o luxuoso Andean Wings e o aconchegante Casa de Mamma. Então é hora de mostrar como ficou nosso roteiro de 5 dias em Cuzco, Vale Sagrado e Machu Picchu. Incluí aqui, para facilitar, os locais onde comemos na região, mas o próximo post já traz  as dicas gastrômicas com mais detalhes, ok? Preciso repetir que cidade é muito, muito encantadora e está em uma lista muito especial de locais onde pretendo voltar.

Roteiro de 5 dias por Cuzco e Vale Sagrado com Machu Picchu

Catedral de Cuzco

Nós separamos 5 dias e 4 noites para visitar a cidade e a região do Vale Sagrado, incluindo Machu Picchu. Nosso roteiro ficou assim:

  • Primeiro dia | City tour + volta pela Plaza de Armas + jantar no Chicha

  • Segundo dia | Tour pelo Vale Sagrado + noite em Aguas Calientes

  • Terceiro dia | Visita a Machu Picchu + almoço no Indio Feliz + volta a Cuzco em trem + noite no Paddy’s Pub

  • Quarto dia | Passeio a pé por Cuzco + compras + almoço no Cicciolina + Show no Centro Qosqo de Cultura + jantar no Incanto + fim de noite no Paddy’s

  • Quinto dia | Café da manhã no Jack’s + Museu Inka + última volta pela Plaza de Armas e aeroporto

Para ver nosso roteiro completo por Bolívia e Peru, clique aqui

Roteiro de 5 dias por Cuzco e Vale Sagrado com Machu Picchu

Vale Sagrado

Algumas dicas

No primeiro dia fizemos um passeio clássico na cidade: o City Tour, em uma van. Foi uma ótima decisão. Primeiro, porque eu ainda estava me ambientando novamente à altitude e não tinha que andar muito dessa forma e, depois, porque facilitava, muito, o transporte para atrações como as ruínas de Saqsaywaman, que fica fora do centro da cidade.

Várias das atrações visitadas no tour estão inclusas no Boleto Turístico e normalmente os guias dos passeios vendem o boleto ou te levam em um local que venda. O passeio é oferecido por quase todas as muitas agências de turismo em Cuzco e o nosso foi reservado diretamente pelo hotel. Há alguma variação nos programas oferecidos, mas em linhas gerais é quase sempre o mesmo.

No nosso primeiro dia em Cuzco fomos jantar no Chica, do Gastón Acurvo, mas foi um erro, pois eu ainda estava enjoada devido à altitude e não aproveitei tanto. Então fica a dica para agendar restaurantes mais pro meio da estadia. Falo mais do restaurante no post com dicas de onde comer em Cuzco e região.

Fora as atrações do tour, fizemos tudo a pé em Cuzco e só pegamos táxi para sair e voltar ao aeroporto.

Roteiro de 5 dias por Cuzco e Vale Sagrado com Machu Picchu

Sacsaywaman

City tour em Cuzco

O grande destaque do tour é, sem dúvidas, a Catedral de Cusco. O espaço, hoje uma igreja com 11 capelas, era, originalmente, um palácio inca. Os espanhóis construíram a Catedral utilizando as bases do palácio, como muita coisa na cidade.

Considero a Cateral a mais linda da América do Sul e uma das mais lindas do mundo. Além disso, é muito interessante ver as obras de artes da escola cusqueña, produzidas pelos nativos de Cuzco sob supervisão dos espanhóis. Eles acabavam reinterpretando a história cristã a partir do conhecimento do mundo pela cultura inca, resultando em obras únicas. Recomendo demais a visita – a entrada não está inclusa no Boleto Turístico.

Viagem Machu Picchu e Cusco 004

Convento, anteriormente palácio inca

Roteiro de 5 dias por Cuzco e Vale Sagrado com Machu Picchu

Vista em Qorikancha

Da catedral, o tour que fizemos seguiu para Qorikancha, que significa templo cercado de ouro. Aqui era o principal palácio da capital inca e os espanhóis o transformaram em um convento. Fora da cidade visitamos as ruínas de Saqsaywaman e Tambomachay. A primeira foi uma das minhas ruínas preferidas, pois especula-se que ela tenha sido construída com propósitos militares de defesa. Como já mostrei um pouco no post sobre os Uros, os incas eram um povo conquistador, cujo império se estendeu por um território muito amplo. Já sobre a segunda os estudiosos afirmam que teria funções religiosas. O local tem várias cascatas de água, aquedutos etc.

Para terminar, nosso tour passou rapidamente por outro sítio arqueológico, PukaPukara e terminou com um bom passeio pelas ruínas de Q’enqo.

Roteiro de 5 dias por Cuzco e Vale Sagrado com Machu Picchu

Vista de Cuzco, durante o City Tour

Viagem Machu Picchu e Cusco 011

Tour pelo Vale Sagrado

Roteiro de 5 dias por Cuzco e Vale Sagrado com Machu Picchu

Detalhe dos boizinhos nos telhados no Vale Sagrado

No segundo dia, acordamos cedo e saímos em direção ao Vale Sagrado, em um tour que contratamos pelo hotel Andean Wings mesmo. A primeira parada foi em um mercado que o guia nos disse ter preços melhores que os de Pisac. Por lá compramos uma manta de Alpaca que foi super útil para o friozinho no ônibus. E que está aqui em casa até hoje! Lavo na máquina, sem problemas, e ela só não está interino porque Maquivel (nosso buldogue maluquinho), de vez em quando decide comer uns pedacinhos =)

A segunda parada, então, foi em Pisac, onde visitamos as ruínas, o mercado, que é bem grande, e um atelier de fabricação de jóias em prata. A terceira parada já foi em Urubamba, onde almoçamos em um buffet bem simpático. E, por fim, a quarta parada é Ollantaytambo, que foi um dos meus locais preferidos no Vale Sagrado.

Viagem Machu Picchu e Cusco 037 Viagem Machu Picchu e Cusco 040

O grande diferencial das ruínas de Ollanta é que, como a cidade ainda estava em construção quando os espanhóis chegaram, elas revelam um pouco dos métodos de construção dos incas. O guia nos explicou sobre o uso da água e da areia para lixar as pedras e do ferro para juntar as pedras, método parecido aos dos Tiwanakus.

Roteiro de 5 dias por Cuzco e Vale Sagrado com Machu Picchu

Ruínas visitadas no City Tour

roteiro cuzco

Ruína vista durante o City Tour

 

Outras atrações em Cuzco

Além das atrações inclusas no City Tour, visitamos o Convento de Santa Catalina, passamos diversas vezes pelo famoso Muro com pedra de 12 ângulos, a Igreja de S. Franciso, vimos um show no Centro Qosqo de Cultura (que está incluso no Boleto Turístico), passeamos pelo bairro de SanBlás e batemos muita, muita perna pela cidade.

Roteiro de 5 dias por Cuzco e Vale Sagrado com Machu Picchu

Porta inca perfeitinha, em Qorikancha

Seguindo viagem

Para visitar Machu Picchu, nós optamos por pernoitar em Águas Calientes. Fomos para o povoado após o Tour do Vale Sagrado, de trem. No dia seguinte, após a visita a Machu Picchu, voltamos de trem direto a Cuzco.

Saiba o que eu mais curti em Cuzco
Veja todos os posts sobre o Peru

Quer receber mais dicas de viagem?

Curta nossa página no Facebook

Veja nossas fotos no Instagram

Receba novos posts por email

Espero que tenha gostado deste conteúdo, que foi produzido com cuidado e carinho para você. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Quando você usa nossos links, gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. Agradecemos muito o seu apoio!

  • Chip de celular internacional para internet e/ou dados Easy Sim 4u;

16 Responses to “Roteiro de 5 dias em Cuzco e Vale Sagrado (inclui Machu Picchu)”

  1. Jeysila Edieny 26 de outubro de 2016 at 12:00 #

    Olá Jackie.

    Estou me programando para ir a Cusco, para conhecer Machu P., em Janeiro de 2017 (lá pro dia 08). Poderia me orientar se seria mais interessante e mais barato nesse temporada (Janeiro de 2017) ir para Cusco conhecer Machu P., ou Foz do Iguaçu (Paraná) conhecer Cataratas, Argentina e Paraguai ??

    • Jackie Mota 31 de outubro de 2016 at 18:16 #

      Oi Jeysila, é impossível dizer. Os custos variam muito, de onde sai o teu voo, se conseguiu uma promoção, dia do voo, que hotel vai ficar, onde comer etc. Assim “em geral” chutaria que os dois tem preços similares em termos de gastos no local, mas as passagens pra Cusco costumam ser mais caras, por exemplo, saindo aqui do Rio. Sugiro que vc cote as duas viagens pra mesma data e aí decida.
      abs!

  2. Bárbara Abreu Olivieri 25 de maio de 2016 at 9:48 #

    Bom dia,
    Vi que vc fez muitos passeios com agências locais. Vc poderia indicar o nome e o preço do passeio?
    No mesmo sentido, vc pagou em qual moeda? Vale a pena levar real para trocar na cidade?
    Obrigada
    Bárbara

    • Jackie Mota 31 de maio de 2016 at 8:47 #

      OI Bárbara, o bilhete de machu picchu compramos em Arequipa (tem post aqui sobre a agencia), os outros (tipo city tour etc), compramos no nosso hotel mesmo, o Andean Wings, entao era a agencia com quem eles trabalhavam, não sei te dizer qual. Me parece que na verdade forma agencias diferentes nos dois dias.
      Nao adianta levar real, leve sempre uma moeda mais forte, o ideal é o dólar neste caso. Vc ate consegue trocar o real, mas não por boa cotação, especialmente agora que nossa moeda esta super baixa. Pagamos na moeda local a maior parte das despesas mesmo, lá não e tao comum usar dólar em pequenas despesas, como na argentina.
      abs e boa viagem!

  3. Claúdia 14 de abril de 2016 at 14:40 #

    Oi Jackie, poderia me esclarecer uma dúvida? Estou indo para o Peru em maio e pretendo ir para Águas Calientes de trem à partir de Ollanta, após o passeio pelo Vale Sagrado. Porém os trens de 19:00 estão indisponíveis. O horário mais tarde que encontrei foi às 16:36, pela Inca Rail. Você se recorda que horas terminou o seu passeio por Ollanta?

    • Jackie Mota 14 de abril de 2016 at 14:54 #

      Oi Claudia, foi mais ou menos por ai mesmo. Se não me engano, meu trem era as 17h, mas lembro que ficamos fazendo hora num cyber café porque o passeio acabou bem antes. Compre esse de 16h36 que da tranquilo =)
      abs e boa viagem!

  4. Renata Fontana 15 de janeiro de 2016 at 20:46 #

    Olá, tudo bem?? Preciso de uma ajudinha. Estou indo para Machu Picchu em Março, estou fazendo todo roteiro sozinha, sem contratar agencia de turismo. Porém quando fui comprar a passagem de trem (Poroy – Machu Picchu), fui pega de surpresa pelo preço… Esta USD 580,00. Achei muito caro!!
    Então pensei ir por Ollantaytambo. Queria saber como posso ir ate Ollantaytambo. Tem ônibus?? Qual seria sua recomendação???

    • Jackie Mota 10 de fevereiro de 2016 at 9:44 #

      Oi Renata, isso mesmo, é a melhor opção ir ate Ollanta. Olha, lá em cusco tem vans, mas acho que o que mais vale a pena é pegar um passeio durante o dia ate o vale. Vc passa o dia no passeio guiado, conhece Ollanta, suas coisas ficam na van e no fim do dia vc pega o trem pra Aguas Calientes. Foi isso que fizemos. abs,

  5. Taime 4 de setembro de 2015 at 14:14 #

    Ei, tudo bem? Adorei suas dicas. Estou indo em Setembro pra Cusco, ficarei 4 noites. Estou muito em duvida de qual moeda levar, já li vários posts de pessoas falando pra levar p real e trocar pela moeda local, e já vi tambem falando de levar dolares. O hotel onde eu vou ficar disse que lá existem vários casas de câmbio que conseguiria trocar o real pela moeda deles, mas estou em dúvida, o que você me recomendaria? E quanto a ida a Machu picchu, eu consigo comprar o ingresso lá em Cusco mesmo? Agradeço desde já!

    • Jackie Mota 21 de setembro de 2015 at 23:03 #

      Oi Taime, a gente sempre aconselha a levar o dólar, pois eles trocam sim o Real, mas sai menos em conta. O dólar é sempre mais valorizado e fácil de conseguir usar. Você consegue o ingresso sim em Cusco, há muitas agencias. Apenas se quiser subir Wayna Picchu recomendo comprar com antecedência. abs!

  6. Amanda 2 de julho de 2015 at 20:48 #

    Olá! Adorei as dicas..estou indo em setembro e estou querendo ter uma base dos custos. Como vc fez para ir do aeroporto- hotel e vice-versa? Quanto custou? Valeu a pena o dia que ficou batendo perna em Cusco? Pensei no quarto dia em fazer o tour salineiras Maras e Moray..

    • Jackie Mota 9 de julho de 2015 at 17:18 #

      Oi Amanda, eu não me recordo dos valores certinho, porque foi em 2012. Em Cusco pegamos o transfer do aeroporto com o próprio hotel. Mas taxi local também era baratinho. Eu gostei muito de Cusco, de ficar na própria cidade, então pra mim valeu a pena sim. E o primeiro dia muito mais, já que eu passo mal com a altitude, entao não teria conseguido fazer nenhum passeio onde tivesse que andar. Minha sugestão é pra vc deixar pra agendar lá esse ultimo passeio, ai durante os dias voce decide, se gostou e quer ver mais de Cusco mesmo ou se quer mais um passeio pela região. bjs!

  7. Clara Azeredo 18 de março de 2015 at 12:25 #

    Olá Jackie!
    Estou indo pra Cusco-Machu Pichu em agosto e gostaria de fazer praticamente o mesmo itinerário que vc: após o passeio do Vale Sagrado, já ficaria em Ollanta para pegar o trem à Águas Calientes, no outro dia ir a MP e a tarde voltar de trem para Cusco. Minha dúvida é a seguinte, na volta para Cusco vc voltou para o mesmo hotel ou foi pra outro? Tô meio confusa em relação a isso pq nunca passei por essa situação de pernoitar em outro local e depois voltar para a cidade de origem. Isso é acordado no próprio hotél, precisa fazer chek-in de novo, posso deixar minhas malas lá e levar só o que for necessário para Águas Calientes? Enfim, se puder me tirar essas dúvidas eu agradeceria! rs =)

    • Jackie Mota 18 de março de 2015 at 17:20 #

      Oi Clara, tudo bem? Olha, a gente ficou em 2 hotéis nessa viagem. Primeiro no Andean Wings, que era super luxuoso, uma diária apenas.s Então foi o dia em que chegamos, uma noite e o dia seguinte quando já fomos pro Vale Sagrado. A gente deixou as mochilas nesse hotel, eles guardaram sem problemas. Quando voltamos pra Cuzco, fomos lá, pegamos as mochilas e seguimos pro segundo hotel, o Casa de Mamma Cuzco. então nesse dia em que estávamos em Aguas Calientes não pagamos diária em Cuzco, só em Aguas Calientes mesmo. Vc pode fazer isso com dois hotéis ou um só. Como muita gente vai pra Aguas Calientes lá, eles estão acostumados e costumam guardar de boa a bagagem.
      beijos,

Trackbacks/Pingbacks

  1. 7 fatos sobre Machu Picchu que você talvez não saiba - 19 de março de 2015

    […] Roteiro de 5 dias em Cuzco e arredores […]

  2. Machu Picchu, a história que todos devem conhecer - 18 de março de 2015

    […] Roteiro de 5 dias em Cuzco e arredores […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *