Nordeste – Recife (PE)

 

E com esse post sobre Recife terminamos de blogar sobre nossa viagem de carro pelo Nordeste.

Nos hospedamos em Recife por quatro dias. Nesse tempo curtimos a cidade e fazíamos passeios durante o dia para localidades próximas como Porto de Galinhas, Carneiros e Calhetas. Na praia mesmo não fomos em Recife.

Onde ficar


Ficamos no bairro de Boa Viagem, onde estão a maioria dos hotéis. Escolhemos o hotel LG Inn pois conseguimos um preço promocional pela internet. Por isso, valeu a pena. A localização é excelente, mesmo. Você fica perto de tudo. Mas o quarto é simples e o serviço confuso, então pelo preço cheio talvez haja melhores opções.

Atrações Recife
Em Recife tem bastante lugar para se ir, atrações para se ver. Tiramos um dia para conhecermos o centro da cidade e os pontos turísticos principais. Nosso padrinho já conhecia a cidade e foi nosso guia.

Fomos ao Marco Zero, local em que a cidade teve início. A praça é bem gostosa, fica ao lado do Rio e do outro lado há algumas esculturas do artista plástico Brennand. Alguns barqueiros oferecem o serviço de travessia. Também tinha uma estátua do Barão do Rio Branco por lá – assim como em Maceió –  e, claro, tiramos fotos.

Ainda no Centro fomos à Rua Bom Jesus – antiga Rua dos Judeus – conferir a tradicional arquitetura da cidade com os sobrados coloridos e a Embaixada dos Bonecos Gigantes de Olinda.

Também fomos à Praça da República, onde vimos o Teatro Santa Isabel e a igreja da ordem Terceira de São Francisco do Recife.

Depois, Casa da Cultura. Que lugar incrível! Fica numa antiga penitenciária e tem realmente muitas opções de artesanato bacana, cerca de 150 lojinhas que funcionam nas antigas celas. Compramos guardanapos com renda renascença e caminhos de mesa de renda filé.

Depois fomos ao nosso lugar preferido na cidade: o mercado São José! Fizemos a festa lá comprando castanhas de caju, bolo de rolo, manteiga de garrafa e outras delícias locais. Também há muitas opções de artesanato lá.

E parece que nos empolgamos tanto que esquecemos das fotos. Não temos uma foto sequer do Mercado =(

Atrações Olinda
Olinda fica a 15 minutos do Centro de Recife e a cerca de meia-hora de Boa Viagem. Mas convém consultar o caminho antes de sair e verificar se as vias mais comuns estão abertas. Ficamos rodando por cerca de uma hora, pois o GPS só indicava o caminho tradicional e ele estava em obras.
Tiramos uma tarde para a cidade e andamos pelas ladeiras coloridas, a Rua do Amparo e fomos ao Alto da Sé, parando antes em uma galeria. A vista do convento é linda.

Infelizmente a cidade nos deixou um trauma culinário. Iamos almoçar no Beijupirá, mas a maior parte do grupo decidiu que queria conhecer o indicadíssimo Casa de Noca. Esse restaurante é famoso por servir macaxeira (aipim) cozido com carne de sol e queijo coalho. As pessoas elogiam muito o sabor e o preço, bem popular. E realmente todos do grupo adoraram a comida, sobrou muito, pois o prato é imenso, e foi hiper barato. O único inconveniente é que só servem esse prato no local. Não tem nenhuma, literalmente nenhuma, outra opção. E não nos avisaram disso. Só ficamos sabendo que o local serve apenas um prato quando já estávamos sentados, por volta de 16h da tarde, ou seja, morrendo de fome. A Jackie não come nem carne de sol, nem aipim cozido, nem queijo coalho. Bom, todo mundo almoçou e ela teve que se contentar com uma coca-cola.

Noite

Com nosso padrinho de casamento no Anjo Solto
Adoramos os bares e restaurantes em Recife. Fiquei apaixonada pela Galeria Joana D´Arc, que tem vários bares moderninhos. Fomos duas noite comer e beber algo por lá. Primeiro fomos à creperia Anjo Solto, que tem um cardápio super variado. O que foi aquele crepe doce, meu Deus! Gente, sente só: massa tradicional com chocolate meio amargo e ao leite, servido com pêra ao vinho, amêndoas, sorvete de creme e redução de calda. Nossa, só de lembrar estou salivando! 

Na segunda noite fomos à pizzaria Dopo Le Sei, pois no dia anterior eu fiquei de olho no cardápio criativo deles. E foi uma ótima pedida, pois estava tudo delicioso. Além de tradicionais bruschetas, pedimos uma tábua de queijo brie ao forno com açúcar mascavo, coberto com lascas de amêndoas, geléia de damasco, biscoitos e frutas frescas. Divino!


Esperemos que tenham gostado das dicas do Nordeste e que os posts (todos nesse link aqui) sejam úteis!

Fotos: Arquivo pessoal

Espero que tenha gostado deste conteúdo, que foi produzido com cuidado e carinho para você. Posso te pedir uma coisa? Ao organizar sua viagem, utilize os links abaixo. Todas as empresas e serviços indicados foram testados pessoalmente e são as opções que usamos. Quando você usa nossos links, gera uma pequena comissão para a gente, o que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. Agradecemos muito o seu apoio!

  • Chip de celular internacional para internet e/ou dados Easy Sim 4u;

Fotosinspiradoras?

3 Responses to “Nordeste – Recife (PE)”

  1. Mauricio Oliveira 8 de fevereiro de 2013 at 2:26 #

    Adorei as dicas!
    Serão muito úteis na minha viagem pra lá.
    😀

    • Jackie 8 de fevereiro de 2013 at 13:40 #

      Legal, Maurício!
      Depois posta a foto de “monstrinho do Lago ness” rs
      Bjs

Trackbacks/Pingbacks

  1. Lua de mel no Brasil: 5 opções para todo perfil de noivos - 14 de maio de 2015

    […] dá para tomar até um banho de argila por aqui – Porto de Galinhas e Recife e Olinda.Um arraso de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *